TRIBUNAL IMPEDE COMPRA DA SIKA PELA SAINT-GOBAIN

A Sika, fruto desta decisão, não será comprada pela Saint-Gobain, depois do Tribunal do Cantão de Zug se ter pronunciado pela rejeição da pretensão da Holding Schenker-Winkler (SWH) pela reposição da totalidade dos seus direitos de voto na assembleia geral da Sika.

A Sika Portugal já reagiu dizendo que esta decisão beneficia os negócios nacionais, tendo um impacto muito positivo no posicionamento estratégico da empresa, que mantém as relações com as empresas detidas pela Saint-Gobain apenas como fornecedor-cliente e como concorrente.

Recorde-se que desde 2014 que a Saint-Gobain tentava concluir a aquisição da companhia suíça Sika e como estratégia no último ano pretendia concluir o processo de compra. Esta operação contou com uma forte oposição do Conselho de Administração que fazendo uso da protecção prevista nos estatutos da Sika limitou os direitos de voto da SWH inviabilizando a conclusão do negócio.

Com esta decisão do Tribunal de Zug, o Conselho de Administração e a maioria dos acionistas da Sika vêem defendida a sua oposição, com a decisão do Tribunal de Zug, pese embora a SWH tenha já anunciado que vai recorrer desta decisão.

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada em assessoria de imprensa e social media management.

Subscrever