SOALHEIRO 9%, UMA EXCELENTE COMPANHIA PARA UM BOM FINAL DE TARDE

Notas citrinas e tropicais da casta Alvarinho com um equilíbrio de acidez e doçura invulgares

Com notas citrinas e tropicais da casta e com um equilíbrio de acidez e doçura invulgares, a Quinta de Soalheiro lança agora a versão 2016 do Soalheiro 9% Alvarinho. Um vinho elegante e de álcool baixo, ideal como aperitivo ou para acompanhar um bom fim de tarde.

SOALHEIRO 9% 2016

A fermentação espontânea dos açúcares em álcool decorreu de forma natural e a temperatura baixa até ao ponto ideal em que o equilíbrio de doçura e acidez pretendido é perfeito: um Alvarinho com 9% de álcool pleno de acidez e com açúcar residual. As uvas de Alvarinho e sempre sem vindima tardia foram colhidas em caixas de pequena capacidade e transportadas para a adega num curto espaço de tempo. O mosto obtido por prensagem das uvas inteiras foi decantado e fermentado a temperatura controlada.

Sugestão Gastronómica:

Ideal como aperitivo ou para acompanhar um bom fim de tarde.

Em alternativa pode aparecer durante a conversa no final de uma jantarada.

Descubra também este vinho a acompanhar pratos mais picantes ou plenos de especiarias como é o caso das receitas com caril!

 

PERFEITA COMO A COLHEITA ANTERIOR, CONTUDO DIFERENTE,

A COLHEITA 2016 É MAIS ELEGANTE E DE ÁLCOOL MAIS MODERADO

A precipitação no inverno foi baixa e inferior à média. Em janeiro a precipitação aumentou e foi muito elevada com temperatura média do ar também mais elevada que o habitual. Globalmente, o inverno foi quente, o que induziu um abrolhamento ligeiramente precoce com rebentação regular. A primavera foi chuvosa e fria essencialmente nos meses de março, abril e maio, o que induziu irregularidade e atraso no ciclo vegetativo. A floração ocorreu com o atraso de cerca de duas semanas e diminui o vingamento, permitindo uma melhor repartição da produção em cada videira com o consequente incremento de qualidade. A partir de junho, a precipitação diminuiu drasticamente e as temperaturas médias subiram. Os meses de julho e agosto foram quentes e muito secos, com temperaturas médias elevadas e praticamente com ausência de precipitação. O setembro seguiu a mesma tendência contribuindo para uma vindima precoce, a começar na primeira semana, mostrando que o atraso verificado na Primavera tinha sido claramente recuperado.

VÁRIAS DIMENSÕES DE SOALHEIRO, VÁRIAS DIMENSÕES DE ALVARINHO

A Quinta de Soalheiro, a primeira marca de Alvarinho em Melgaço , dispõe de uma gama de vinhos com várias dimensões:

  • Soalheiro clássico , efetivamente um clássico e o vinho com maior presença internacional ;
  • Soalheiro Primeiras Vinhas, uma referência nos Alvarinhos e, por quatro vezes consecutivas, considerado o Melhor Vinho Branco Português;
  • Soalheiro Reserva, a expressão máxima da casta alvarinho com a fermentação em barrica ;
  • Dois espumantes Soalheiro, o clássico Bruto e o Bruto Rosé;
  • ALLO e Soalheiro 9%, dois vinhos inovadores que se distinguem pelo teor alcoólico moderado com enorme elegância e frescura, e que procuraram explicar que o álcool moderadamente baixo também está associado a vinhos de grande qualidade;
  • Aguardente Velha , produzida com destilação tradicional a partir de bagaços selecionados da casta Alvarinho;
  • Soalheiro Oppaco, cujo lançamento aconteceu em 2015. O Soalheiro Oppaco, com um lote de Vinhão e Alvarinho, marcou um novo capítulo da história da primeira marca de Alvarinho em Melgaço ao apresentar o seu primeiro vinho tinto , também pioneiro por se tratar de um vinho tinto da região com lote de uvas tintas (Vinhão) e uvas brancas (Alvarinho).
  • Terramatter, um vinho que se juntou à família em 2015 e que se afirma como um Soalheiro ‘integralmente diferente’. Um Soalheiro que pode ser interpretado como um regresso às origens e que poderá ser, simultaneamente, um olhar para o futuro. O Terramatter é um vinho diferente feito com uvas biológicas;
  • Soalheiro Granit revela uma dimensão mais mineral da casta Alvarinho. É um Alvarinho que sai de uma seleção específica de vinhas plantadas acima dos 150 metros de altitude, revelando a mineralidade que relaciona o solo de origem granítica do ‘terroir’ de Monção e Melgaço e da casta Alvarinho, aprimorado com a batonage e o estágio nas borras finas.

 

PRÉMIOS

É com orgulho que a Quinta de Soalheiro continua a ver o seu trabalho reconhecido. São os prémios, nacionais e internacionais, que marcam o percurso da primeira marca de Alvarinho de Melgaço, considerada especialista em Alvarinho pelos líderes de opinião internacional e nacional.

2017 está a começar da melhor forma…

Soalheiro Primeiras Vinhas 2015 conquistou 18,5 pontos nos “Melhores do Ano 2016” da revista WINE . (Portugal)

Soalheiro Allo 2016 conquistou a medalha de duplo ouro no SAKURA - Japan Women's Wine Awards 2017. (Japão)

O Soalheiro Clássico 2016 e o Soalheiro Primeiras Vinhas 2015 conquistaram a medalha de ouro no SAKURA - Japan Women's Wine Awards 2017. (Japão)

Soalheiro Clássico 2016 galardoado pela revista Alemã Selection Magazine. (Alemanha)

Soalheiro Reserva Branco 2015, melhor vinho branco com 19,5 pts. pelo Clube de Vinhos Portugueses. (Portugal)

Soalheiro Allo 2016 recebe medalha de ouro pela Mundus Vinis 2017 (Alemanha)

Soalheiro Clássico 2015 no Top Ten Geir Salvesen (Noruega)

Soalheiro Reserva 2015 conquista Prémio Excelência 2016 pela Revista de Vinhos. (Portugal)

Soalheiro nos 'Os Melhores do Ano 2016' pela Revista de Vinhos (Portugal)

Quinta de Soalheiro PME Excelência 2016 pelo IAPMEI e Turismo de Portugal (Portugal)

… mas o reconhecimento deste especialista em Alvarinho já tem história

Soalheiro Clássico e Soalheiro ALLO nas ‘Melhores Compras’ pela Revista de Vinhos.

Soalheiro Reserva 2014 recebeu prémio de Excelência : distinção máxima na gala dos "Óscares dos Vinhos" da Revista de Vinhos.

Soalheiro Primeiras Vinhas 2014 recebeu Medalha de Ouro no Japan Women’s Wine Award “SAKURA” 2016, um concurso internacional de vinhos no Japão.

Soalheiro Oppaco - o novo tinto do Soalheiro foi nomeado pela revista WINE – A Essência do Vinho para os “Melhores do Ano”

Soalheiro Terramatter 2014 está nos “Melhores do Ano” da revista WINE – A Essência do Vinho e nos “Melhores de Portugal da Região Vinho Verde Alvarinho” pela Revista de Vinhos

Soalheiro Alvarinho Primeiras Vinhas no TOP 10 Vinhos Portugueses da Revista Wine

Soalheiro Clássico 2015 recebeu medalha de Ouro no Mundus Vini Spring Tasting 2016

Soalheiro Primeiras Vinhas 2014 no TOP 50 Vinhos Portugueses (reconhecido e selecionado por 3 Master Sommeliers dos USA)

Soalheiro Clássico 2015 atingiu os 94 pontos Parker

Allo 2015 com medalha de prata no Concours Mondial de Bruxelles 2016

Soalheiro Primeiras Vinhas e Soalheiro Reserva no Top Ten 2016 , na categoria melhor Vinho Branco do Norte de Portugal, pela Vinino ‘Wine Style Awards 2016’

Soalheiro Primeiras Vinhas com a melhor classificação no Top Ten 2016 , na categoria Vinho Verde Branco, pela Vinino ‘Wine Style Awards 2016’

Soalheiro Clássico 2015 recebe prémio Platinium no Decanter World Wine Awards 2016

Soalheiro Primeiras Vinhas 2015 galardoado com 5 estrelas, na categoria ‘Castas Autóctones 2016’ da Wine Tasting Competition -  "Selection das Genussmagazin"

Revista Wine&Spirits : Soalheiro pelo segundo ano consecutivo (2015 e 2016) no top 100 das melhores adegas mundiais.

Soalheiro Clássico 2015 no Best of 2016 de Mark Squires

Pode encontrar no site, permanentemente atualizado, estas informações e descobrir todos os detalhes da história, os vinhos e as notícias. Uma visita a não perder em www.soalheiro.com .

QUINTA DE SOALHEIRO, UM REGISTO FAMILIAR

QUE APOSTA NUM CRESCIMENTO GRADUAL E CONSTANTE

Foi nos anos 70, nomeadamente em 1974, que João António Cerdeira, com o apoio de seu pai, António Esteves Ferreira, plantou a primeira vinha de Alvarinho, criando, em 1982, a primeira marca de Alvarinho em Melgaço. A Quinta de Soalheiro tem um perfil profundamente familiar cuja dedicação aos vinhos se expressa em vinhos elegantes e vibrantes, sendo atualmente Maria Palmira Cerdeira e seus filhos, Maria João Cerdeira e António Luís Cerdeira, a orientar os trabalhos. As sucessivas gerações, com a sua experiência, têm-se empenhado em apurar os conhecimentos e a capacidade de produzir vinhos cada vez melhores. É uma ligação clara entre o passado, o presente e o futuro. As gerações trabalham lado a lado para, juntas, olharem para o futuro deste sector e desta região. Tudo têm feito para implementar as melhores tecnologias vitícolas e enológicas, de forma a potenciar a expressão dos seus “terroirs” criando várias dimensões da casta Alvarinho.

A aposta na internacionalização é um dos enfoques da Quinta de Soalheiro que tem privilegiado um crescimento gradual e constante quer a nível nacional, quer internacional. Atualmente, presente em 27 mercados (Alemanha, Angola, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Letónia, Luxemburgo, Noruega, Nova Zelândia, Polónia, Suécia, Suíça, Singapura, Bulgária, República Trindade e Tobago) tem como objetivo continuar a dar a conhecer o grande potencial dos vinhos portugueses, em especial do Vinho Verde de ‘Monção e Melgaço - A Origem do Alvarinho’.

Tags:

Sobre nós

Empresa produtora de vinho situada em Melgaço.

Subscrever

Media

Media