RAPOSO SUBTIL APELA AO FIM DA HEMORRAGIA ÉTICA NA ORDEM DOS ADVOGADOS

O candidato a bastonário da Ordem dos Advogados António Raposo Subtil enviou hoje um email aos advogados, em que critica a “hemorragia ética” da Ordem dos Advogados (OA).

No apelo pode ler-se: “As últimas semanas têm marcado, pela negativa, a campanha eleitoral em curso na Ordem dos Advogados. O confronto de perspectivas entre os Advogados, neste contexto, deveria ser um exemplo de participação e sã convivência democráticas, prestando tributo ao legado cívico e institucional da Ordem dos Advogados.

Porém, alguns dirigentes da Ordem têm pautado a sua intervenção por acusações e insinuações recíprocas, expondo publicamente uma atmosfera de desrespeito pela Ordem e por todos Advogados Portugueses, passando a ideia, inconcebível, de que o fim último de vencer as eleições justifica todos os meios”.

Quem me conhece, sabe que não fujo a uma boa discussão e que, em momento algum, prescindo de manifestar, com firmeza, as minhas posições, sobretudo quando está em causa a dignidade da Advocacia e da sua Ordem. Tal não significa, no entanto, que esteja disposto a manchar uma eleição democrática, com intervenções como aquelas a que temos assistido, que ultrapassaram há muito todos os limites aceitáveis. Para isso, não contem comigo.

Apelo, pois, a todos os Advogados e em especial aos Colegas que se apresentam como candidatos a Bastonário, para que empreendam um esforço, por si próprios e junto daqueles que os acompanham, no sentido de estancar esta hemorragia ética na Ordem dos Advogados, já que, se assim não for, se abrirão feridas, porventura, irreparáveis.

Os tempos são desafiantes e exigem um Ordem Unida e ao Serviço de todos, o que impõe uma acrescida responsabilidade colectiva, à qual ninguém tem o direito de renunciar, sobretudo quando em nome de objetivos próprios ou inconfessados.”

Tags:

Subscrever

Media

Media