A REPSOL APRESENTA NO I ENCONTRO REPSOL AGRO OS SEUS INOVADORES PRODUTOS PARA O SETOR

  • A Repsol realizou na sua sede madrilena o  Primeiro Encontro Repsol Agro , um espaço de debate para analisar o cenário económico em que se desenvolve indústria agroalimentar, e intercambiar conhecimentos sobre o seu novo marco legislativo.
  • Nas jornadas participaram reconhecidos peritos que se aprofundaram em assuntos de interesse para o setor, como a nova Lei de Integração Cooperativa e o desenvolvimento técnico da Política Agrícola Comum 2014 – 2020.
  • Ao longo das jornadas intervieram os principais executivos das áreas de negócio da Repsol relacionadas com a agroalimentação, que explicaram as inovadoras soluções com que conta a companhia para o setor.
  • Ao encontro compareceram destacadas autoridades do setor, como o Diretor Geral de Produções e Mercados Agrários, Fernando Miranda, e o Diretor Geral da Indústria Alimentar, Fernando J. Burgaz.
  • A Repsol está presente na indústria agroalimentar há mais de 50 anos, com uma ampla gama de produtos e serviços, a maior eficiência energética e um forte compromisso com a sustentabilidade e o meio ambiente.
  • A companhia dispõe, entre outros, de óleos, gasóleos, lubrificantes, especialidades, fertilizantes ou plásticos específicos para o setor e que contam com a investigação e tecnologia da Repsol como elementos de diferenciação.
 
A Repsol realizou o  Primeiro Encontro Repsol Agro , onde apresentou as inovadoras soluções da companhia para esta indústria. O evento, que teve lugar durante os dias 30 de setembro e 1º de outubro, realizou-se no Campus Repsol de Madrid e contou com a participação de mais de 300 representantes da indústria agroalimentar e do cooperativismo agrário do país.
 
O objetivo deste Primeiro  Encontro Repsol Agro  é criar um espaço de debate que favoreça a troca de conhecimentos e permita estudar, com ajuda de reconhecidos peritos na matéria, o novo ambiente que se abre após a entrada em vigor da Lei de Integração Cooperativa e da nova Política Agrícola Comum 2014 – 2020. Para isso, realizaram-se duas mesas redondas nas quais se debateram as implicações, as mudanças e o alcance que as duas novas legislações têm.
Trata-se de um setor com um crescente peso na indústria manufatureira, onde representa 22% do total, e que se quis valorizar com estas jornadas. Um dos aspetos que se destacaram nas jornadas é a importância do cooperativismo, já que, apesar da crise, as cooperativas conseguiram incrementar a sua faturação e manter o emprego.
 
O encontro contou com a presença de destacadas autoridades do setor agroalimentar, como o Diretor Geral de Produções e Mercados Agrários, Fernando Miranda, e o Diretor Geral da Indústria Alimentar, Fernando J. Burgaz.
Além do mais, ao longo destas jornadas também intervieram os principais executivos das áreas de negócio da Repsol relacionadas com a agroalimentação, que explicaram as inovadoras soluções com que conta a companhia para o setor em âmbitos como as estações de serviço, GPL, vendas diretas, lubrificantes, especialidades ou química.
 
No encerramento do evento, o Diretor Geral de Comercial, Química e Gas&Power da Repsol, Nemesio Fernández-Cuesta, destacou que “a Repsol espera que este encontro seja apenas o primeiro de muitos, e que tenha servido para transmitir o valor da diferenciação, da especialização e da adaptação nas suas propostas através da investigação, do desenvolvimento e do compromisso.”
 
Repsol, mais de 50 anos com o agro
A Repsol mantém historicamente uma estreita ligação e compromisso com o setor agroalimentar, no qual a companhia está presente há mais de meio século proporcionando produtos e serviços específicos para a indústria. Para desenvolver esta atividade, colabora com os representantes de referência da indústria, como fabricantes de maquinaria, produtores e fornecedores, entre outros.
 
A companhia tem um compromisso claro com este setor, para o qual elabora produtos com a maior qualidade e em respeito com o meio ambiente. Dispõe de uma ampla oferta que inclui óleos, gasóleos, lubrificantes, especialidades, fertilizantes ou plásticos, entre outros, sempre concebidos sob um mesmo esquema de agregação de valor baseado na investigação e na tecnologia como fontes de diferenciação.
Para enfrentar este trabalho, conta com o  Centro de Tecnologia Repsol (CTR) , situado em Móstoles, onde mais de 400 investigadores trabalham para, entre outros projetos, desenvolver produtos diferenciados e específicos para o campo. Graças a este trabalho, a companhia dispõe de produtos de vanguarda, como a “embalagem ativa” , que permite que a fruta se conserve durante mais tempo em perfeito estado, ou  plásticos de última geração  para as estufas. Além do mais, no centro desenvolvem-se novos produtos inovadores, como os plásticos biodegradáveis.
 

Tags:

Sobre nós

Companhia energética integrada e global, com ampla experiência no setor, que desenvolve atividades de Upstream (Exploração e Produção de hidrocarbonetos) e Downstream (Refinação, Marketing, Gás Liquefeito do Petróleo, Química e Novas energias) em todo o mundo.

Subscrever

Media

Media