60 velas para a Escola de Aprendizes SEAT

/          No próximo dia 30 de setembro comemoram-se seis décadas da criação da Escola num evento aberto a ex-alunos de todos os anos
/          Já passaram pelo centro, que é hoje uma referência na Formação Profissional Dual em Espanha, cerca de 2.600 estudantes
/          Mais de 50 dos alunos que finalizaram os seus estudos no atual curso estão já incorporados na empresa
/          Além da formação nas aulas e na empresa, os estudantes também criam os seus próprios desenvolvimentos na Escola, como é o caso do automóvel elétrico para formação rodoviária
 
Martorell, 27/09/2017. – A Escola de Aprendizes da SEAT completa 60 anos de história e, para comemorar a efeméride, a empresa reunirá ex-alunos de todos os anos num evento festivo que decorrerá no próximo dia 30 de setembro. Desde a sua fundação, em 1957, o centro educativo já formou mais de 2.600 profissionais para trabalho na indústria automóvel e é hoje uma referência afirmada na Formação Profissional (FP) Dual em Espanha.
 
Para esta ocasião, foram convocados todos os antigos estudantes, que poderão relembrar a sua passagem pela Escola e, simultaneamente, inteirar-se de como será a formação no setor automóvel no futuro. A escola criou vários espaços com painéis que ilustram momentos históricos, com fotos da graduação de diversos cursos, capas antigas de jornais e objetos de época. O futuro da formação na área automóvel será mostrado num espaço Indústria 4.0 e no “Electric Lab”, onde os atuais alunos da escola desenvolveram um veículo elétrico para formação rodoviária dos mais novos.
 
Para Xavier Ros, Vice-presidente dos Recursos Humanos da SEAT, “a Escola de Aprendizes tornou-se uma instituição para a SEAT e uma referência no âmbito da FP Dual. A capacidade de adaptação permanente à realidade da indústria resultou em que, nos dias de hoje, esta seja a única Escola corporativa capaz de formar profissionais em contínuo durante seis décadas”.
 
A quase totalidade dos estudantes que completam a sua formação é integrada como trabalhadores da SEAT com contrato sem termo depois de concluírem a formação. Este ano, são já mais de 50 os alunos incorporados na SEAT depois de formados.
 
Áreas de desenvolvimento próprio da Escola
 
Além da formação nas aulas e nas oficinas da escola, que é completada com as horas de trabalho nos centros de produção da SEAT, os alunos têm a oportunidade de trabalhar nos seus próprios projetos. Durante o último curso, um grupo de alunos desenhou, desenvolveu e fabricou um automóvel elétrico que será mostrado no decurso da celebração do 60º aniversário e que está pensado para poder ser reproduzido facilmente, destinando-se à utilização nos cursos de formação rodoviária para crianças.
 
A Escola de Aprendizes também tem uma célula produtiva, que consiste num espaço onde os estudantes podem desenvolver para a SEAT projetos que não existem no mercado ou que se assumem como alternativas a produtos existentes. Neste laboratório, os estudantes criam produtos para as áreas mais diversificadas da empresa.
 
Por exemplo, atualmente, trabalham em robots autoguiados (AGV) para transporte de peças na produção, e desenvolveram alguns elementos concebidos para as necessidades específicas que existem nos centros da SEAT. Um dos exemplos mais significativos é o do transporte de molas, que deve garantir que os componentes fiquem disponíveis no lugar exato da linha de produção onde estão a ser precisas, sem atrasar a montagem nem afetar a segurança do operário. Os alunos também desenvolveram modelos miniatura de comunicação e de rádio para o Centro Técnico, para que os engenheiros possam trabalhar no desenvolvimento dos veículos a partir das suas mesas sem necessitarem estar nos automóveis.
 
Com este tipo de projetos, os estudantes não só respondem às necessidades do ponto de vista técnico, como também se deparam com outras exigências como os aspetos de viabilidade económica, prazos e critérios de qualidade. Assim, além da capacidade técnica, adquirem outras competências que lhes serão úteis no futuro, como responsabilidade e orientação para o cliente e para os resultados.
 
Centro de excelência em FP Dual
Atualmente, a Escola de Aprendizes da SEAT oferece três ciclos de FP de nível intermédio que resultam numa dupla graduação, espanhola e alemã: Técnico de Mecânica, Manutenção Eletromecânica e Eletromecânica de Veículos Automóveis. Com o passar dos anos, a Escola soube adaptar-se às novidades desenvolvidas no mundo académico, tal como a integração em 2012 do sistema de FP Dual alemão. Este programa junta a aprendizagem teórica e prática das aulas com ciclos de trabalho nas unidades de produção da SEAT. O sistema permite que os estudantes possam obter a dupla graduação, alemã e espanhola, depois de superadas as 4.600 horas de formação, nos três anos de duração do curso.
 
A SEAT é o maior criador de emprego no setor industrial e um dos maiores do país, contribuindo para a criação de quase 100.000 empregos (diretos e indiretos).
 
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media