Através do rugido mais feroz

A evolução do Leon CUPRA
/     17 anos e mais de 100CV de diferença separam o primeiro modelo do CUPRA R, que será apresentado no Salão de Frankfurt
/     Um automóvel de série com alma de competição, que serve de base ao SEAT Leon Cup Racer
/     A sua potência permite-lhe alcançar os 100 km/h em menos de cinco segundos
 
Martorell 06/09/2017 .– Integrar as prestações de um automóvel desportivo num veículo de série fez dos modelos CUPRA veículos revolucionários desde o primeiro dia. Depois do anúncio do lançamento do novo SEAT Leon CUPRA R, que, com 310CV, será o mais potente na história da marca, revisitamos a evolução dos seus antecessores:
 
-17 anos e mais de 100CV : São os anos e os cavalos que separam a primeira versão do Leon CUPRA da última. Lançado em 2000, foi uma referência no seu tempo ao ser o primeiro automóvel da companhia a ultrapassar a barreira dos 200CV. A última versão, apresentada em março do corrente ano, superou todos os seus antecessores ao superar os 300CV e ao garantir uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em menos de cinco segundos, convertendo-se no mais potente de sempre até à chegada do CUPRA R.
 
-Tração integral desde o início: O primeiro modelo destacou-se por ser um veículo com motor V6 normalmente aspirado e caixa de seis velocidades. E, além disso, já possuía tração integral como o CUPRA 300. Esta última versão conta com sistema de reconhecimento de peões, que ativa os travões em emergência, no caso do computador de bordo julgar necessário, entre outras tecnologias.
 
-ADN de competição : O SEAT Leon CUPRA é um automóvel urbano com alma de competição, já que serviu de ponto de partida para fabricar o Leon Cup Racer, o carro de corrida que atualmente participa no TCR Internacional Series. Esta versão de competição recebe o motor 2.0 TSI do Leon CUPRA e, graças ao trabalho dos engenheiros da SEAT Sport, em conjunto com a utilização de novos componentes, é capaz de debitar 345CV de potência com um binário de 420Nm.
 
-Modelos de série com recordes: Em 2014, o Leon CUPRA conduzido pelo piloto Jordi Gené tornou-se o veículo de série com tração dianteira mais rápido em Nürburgring, com um tempo de 7:58 minutos. Um ano mais tarde, o Leon ST CUPRA assumiu-se igualmente como o veículo familiar mais rápido no traçado de Nordschleife, com um tempo de 7:58:12 minutos.
 
-Protagonista no motociclismo: O Leon CUPRA 300 é patrocinador da equipa Ducati de MotoGP e do Campeonato Mundial de Superbikes, cumprindo o papel de safety car nesta competição. É a primeira vez que cumpre este papel em provas à escala mundial.
 
-Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso ao volante de um CUPRA: Pilotos reconhecidos a nível internacional, como o tricampeão do mundo de MotoGP, Jorge Lorenzo, e o campeão do mundo em 125cc, Andrea Dovizioso, conduzem um SEAT Leon CUPRA 300CV na qualidade de embaixadores da marca. Ambos elogiaram o rendimento e a potência deste modelo.
 
-Top 5 na Europa: venderam-se 9.000 unidades do CUPRA a nível mundial no último ano. Dessas, 8.300 ficaram no mercado europeu, o que faz deste modelo um desportivo no top 5 do seu segmento na Europa.
 
-O novo CUPRA R no Salão de Frankfurt: O certame internacional será o palco internacional privilegiado para ver pessoalmente o novo modelo, que, com 310CV, se tornará no mais potente modelo da marca.
 
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media