Cinco conselhos para uma condução segura na época natalícia

Em dias muito frios, usar um raspador para soltar o gelo dos vidros e ligar o ar condicionado para desembaciar

/     Se a árvore de Natal for muito grande, poderá colocar-se no tejadilho, desde que não ultrapasse a secção traseira do veículo em mais de 15% do seu tamanho

/     Em dias com maior densidade de tráfego, é recomendável alargar a distância de segurança ao veículo da frente e utilizar os assistentes de condução, como o Front Assist

Martorell, 15/12/2017.– Almoços e jantares, compras ou visitas a familiares e amigos. Por muitos motivos, o Natal é uma das épocas do ano em que mais utilizamos o veículo, e devemos, por isso, assumir cuidados especiais ao volante. Até porque, nesta quadra festiva, o nosso automóvel converte-se num precioso aliado para quase tudo. Como devemos transportar a árvore de Natal? De que forma se deve retirar o gelo dos vidros? Javier Delgado, engenheiro do Departamento de Segurança Passiva da SEAT, deixa-nos alguns conselhos preciosos:

 - A árvore de Natal, como transportá-la?: é impossível imaginar o Natal sem a emblemática árvore, mas antes de a comprar, deve ter em conta as suas dimensões e como transportá-la no automóvel de forma segura, sem dificultar a visibilidade do condutor. “Se for muito grande deverá ser transportada no tejadilho e não no banco traseiro. A árvore deve ser colocada com o tronco para a frente e, por lei, apenas poderá ultrapassar a parte traseira do veículo em 15% do seu comprimento”. Para não causar estragos nem comprometer a segurança, “deverá ser presa às barras do tejadilho através de cintas com esticador”, explica Javier Delgado. Na condução, é prudente conduzir devagar e evitar autoestradas.

- Como transportar os presentes de Natal?: Para arrumar os embrulhos sem comprometer a segurança, “devem ser colocados na bagageira e em nenhum caso sobre a chapeleira ou sobre o banco traseiro. Se o fizer, e no caso de uma travagem brusca a 50 km/h, um objeto de 30 kg pode multiplicar o seu peso por 25, transformando-se numa massa com 750 kg”, avisa o perito. Uma boa prática é “colocar os volumes mais pesados em baixo e tão atrás quanto possível, colocando os mais leves por cima”, acrescenta Delgado.

-    Não conduza de sobretudo: mesmo que as temperaturas sejam muito frias no exterior não deve conduzir demasiado agasalhado, nem com luvas ou cachecol. “Dificultam a liberdade de movimentos e podem afetar a segurança. É preferível ajustar o sistema de climatização para uma temperatura de conforto de 22º C”, aconselha o perito em Segurança Passiva.

-    Qual a melhor forma para desembaciar os vidros?: nesta época é muito natural que os vidros embaciem. Embora a solução mais popular seja a de esfregar um pano ou até as costas da mão no vidro, é mais eficiente “ativar a função de desembaciamento da climatização do veículo, que através do ar condicionado retira a humidade do ar”.

-    Chegar a casa em plena segurança: esta é uma das épocas com maior intensidade de trânsito. Por esta razão, os condutores devem reforçar as precauções ao volante e confiar nos assistentes de condução: “os assistentes de condução, como o Front Assist, podem detetar outros veículos e peões, convertendo-se em preciosos aliados ao volante, capazes de evitar uma possível colisão”, conclui Javier.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.

O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.

A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media