Fast Lane da SEAT, o prazo mais curto entre a encomenda e a entrega

/          A SEAT assume-se como a primeira empresa a garantir a entrega de um automóvel entre duas e três semanas
/          Este serviço inédito arranca na Alemanha e Espanha depois da experiência piloto na Áustria
/          A iniciativa, durante a fase de teste, superou os 300 veículos vendidos
/          Este serviço está disponível para as configurações mais comuns dos SEAT Leon e Ibiza
/          O Fast Lane faz parte da estratégia Order to Delivery 4.0 da SEAT, que explora novas experiências de compra dos clientes
 
Martorell, 27/11/2017. – A SEAT deu início ao programa Fast Lane, que reduz os tempos de entrega dos veículos para duas a três semanas. Este processo inovador facilita a experiência de compra do cliente, que pode configurar o seu veículo e formalizar a entrega do mesmo num concessionário à sua escolha num prazo entre 14 e 21 dias, dependendo do calendário local.
 
A SEAT torna-se assim no primeiro construtor automóvel do mundo a oferecer este serviço inédito, que reduz muito significativamente os tempos médios de entrega, que normalmente rondam os 90 dias. No decorrer da prova piloto iniciada no mercado austríaco no início de 2017, o construtor comercializou mais de 300 unidades com base numa oferta que permitia ao cliente personalizar a sua viatura recorrendo a mais de 100 configurações possíveis do SEAT Leon ou do Ibiza.
 
O serviço Fast Lane arranca agora na Alemanha para os modelos SEAT Leon e Ibiza e em Espanha para o Leon. A marca responde assim às novas exigências e hábitos de consumo dos clientes, personalizando a experiência de compra, tornando-a cada vez mais simplificada, rápida e acessível. Wayne Griffiths, Vice-presidente Comercial, destaca que a “SEAT procura novas soluções que façam do tempo de entrega uma vantagem competitiva para a marca. O serviço Fast Lane é a resposta à mudança de uma sociedade que já considera o prazo de entrega um fator chave na decisão de compra”.
 
Nesta nova realidade, a rede de concessionários assume um papel primordial no processo, cabendo-lhe a formalização do pedido, a assinatura do contrato e a entrega ao cliente final.
 
O programa Fast Lane enquadra-se na estratégia Order to Delivery 4.0, um projeto pensado para se conseguir uma maior rapidez e fiabilidade nos processos de compra e de entrega através das mais recentes e avançadas tecnologias. Como explicou o Vice-presidente de Produção da SEAT, Andreas Tostmann: “Esta iniciativa permitirá que investiguemos novas soluções logísticas e que, com a experiência adquirida, possamos estender o serviço Fast Lane a outros mercados, com os olhos, para já, centrados na Alemanha. Recorrendo e aplicando sistemas preditivos, uma produção eficiente e o transporte antecipado, a flexibilidade do processo Fast Lane da SEAT estabelece uma nova referência mundial na entrega de automóveis”.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media