Novo SEAT Arona, a melhor opção na classe

/          O Grupo Autovista conclui que o novo SEAT Arona terá o melhor valor residual do seu segmento em seis dos mais importantes mercados europeus
/          Design emocional e intemporal, excelente comportamento dinâmico, habitáculo e bagageira espaçosos, são algumas das qualidades que destacam o Arona dos concorrentes mais diretos, de acordo com a análise do Grupo Autovista
/          O estudo também salienta que o SEAT Arona se destaca na funcionalidade, qualidade apercebida e na relação custo/ performance, oferecendo, simultaneamente, tecnologia de segurança e conectividade de vanguarda
 
Martorell, 28/09/2017. – Torna-se claro que os modelos SEAT sobressaem com o seu design atrativo, tecnologia, segurança e excelente performance dinâmica. O novo SEAT Arona, o segundo modelo a ser produzido sobre a plataforma MQB A0 exclusivamente em Martorell e o primeiro no segmento dos crossover compactos, não é exceção. O Arona acarreta inúmeras vantagens e diversos elementos de elevada qualidade, conclui o estudo do Grupo Autovista.
 
A escolha de um automóvel exige cuidada ponderação, tanto da parte do cliente particular como de uma empresa. É fundamental ter em conta o preço de aquisição, mas também os custos de manutenção e o valor residual após um certo período de tempo. Esta é uma das razões que levou a SEAT a colocar os custos de manutenção e o valor residual no centro do planeamento do projeto do novo Arona.
 
No mais recente estudo, dedicado aos crossover compactos, o Grupo Autovista sublinha o facto do novo SEAT Arona ser o automóvel com uma das mais reduzidas desvalorizações em Espanha, Alemanha, França, Itália, Portugal e Bélgica, face aos concorrentes. De acordo com o estudo, o novo Arona surge como a provável melhor compra do segmento. A informação divulgada pelo Grupo Autovista – empresa líder no estudo ponderado de preços e de especificações para operadores do mercado automóvel –, é isenta e completamente independente, fiável e analista, permitindo que indivíduos e empresas tomem decisões mais informadas no ato da compra de um automóvel ou de uma frota.
 
“O Novo SEAT Arona cumpre plenamente as expectativas do cliente de frotas graças ao habitáculo espaçoso e ao equipamento, herdado de segmentos superiores, combinados com um Valor Residual atrativo. Não restam dúvidas que o nosso pequeno SUV levará a SEAT a conquistar novos clientes de frotas” disse Wayne Griffiths, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da SEAT.
 
Contando com as versões a gasolina e diesel, o SEAT Arona é o modelo com melhor valor residual, com vantagem de até cinco pontos percentuais para o rival mais próximo em Espanha. Sem dúvida, os motores eficientes da SEAT garantem custos de manutenção reduzidos, enquanto a relação preço/equipamento e os intervalos de manutenção no após-venda fazem do Arona uma das melhores opções do mercado.
 

Nos últimos cinco anos, a SEAT desenvolveu uma estratégia sólida que resultou num crescimento de 90% das vendas no canal de frotas. Este é um motivo chave para a SEAT procurar alcançar os melhores resultados possíveis com o Arona no estudo do Grupo Autovista ao mercado europeu. Torna-se claro que a SEAT reforçará a sua posição no canal de frotas com o novo Arona, graças à habitabilidade generosa, performance dinâmica, qualidade, equipamento, tecnologia de ponta e TCO, o custo total de utilização.

De acordo com o Grupo Autovista, as razões para este sucesso abrangem diversas áreas. O Arona diferencia-se dos concorrentes através de um comportamento dinâmico mais apurado, melhor funcionalidade, superior capacidade de aceleração, desempenho em estrada, qualidade de rolamento e baixos níveis de ruído e de vibração. Também inclui uma bagageira mais espaçosa (400 litros), melhor habitabilidade face aos concorrentes, com uma maior qualidade apercebida, além do nível da imagem SEAT na questão do design e na relação custo/performance. E a tudo isto devemos ainda acrescentar o design intemporal e emocionante, repleto do ADN SEAT, marcado pela grelha dianteira em forma de X.

Depois dos novos Leon e Ibiza, o SEAT Arona é o terceiro lançamento da marca em 2017 e mais um significativo passo na maior ofensiva de produto na história da SEAT, fortemente marcada pelo lançamento do Ateca e do futuro SUV de cinco a sete lugares que será apresentado em 2018. O fabricante espanhol irá introduzir o Digital Cockpit no início de 2018, primeiro no Leon e no Ateca e a seguir no Ibiza e Arona. 
 
Graças à estreia da nova plataforma MQB (Modular Quer Baukasten) A0, o Arona marca um antes e um depois no seu segmento na questão do espaço interior, segurança, comportamento dinâmico e tecnologia. O novo Arona sobressai na multidão graças às dimensões do crossover compacto, à sua altura e largura, múltiplas possibilidades de personalização e à mais sofisticada tecnologia em segurança e conectividade.
As vendas da SEAT continuam num crescimento sustentado. Entre janeiro e agosto de 2017, a SEAT entregou 315.000 veículos em todo o mundo, num aumento de 13,7% face ao período homólogo de 2016. Este é o melhor resultado dos últimos 16 anos; e em continuidade, a SEAT alcançou um lucro operacional de 130 milhões de euros na primeira metade do ano, o que corresponde a um aumento de 41% face a 2016.
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media