SEAT acelera ofensiva internacional com reforço de presença na Argélia

/          O construtor automóvel quer aproveitar as oportunidades que a região oferece e contribuir para o crescimento da economia argelina
/          O Primeiro-Ministro argelino, Ahmed Ouyahia, e Luca de Meo reúnem-se para discussão do plano de colaboração a longo prazo entre a Argélia e a SEAT
/          A SEAT tenciona contribuir para a criação de uma rede sólida de fornecedores na Argélia
/          Em 2017, e em apenas meio ano, montaram-se mais de 17.000 automóveis na fábrica de Relizane, incluindo 8.121 unidades do SEAT Ibiza
/          As vendas da quinta geração do Ibiza na Argélia arrancaram esta semana
 
Argélia, 19/01/2018. – O Presidente da SEAT, Luca de Meo; o Vice-Presidente de Compras da SEAT, Klaus Ziegler; e Mourat Oulmi, CEO da SOVAC e da SOVAC Production – importador da SEAT e sócio do Grupo Volkswagen na montagem de veículos na Argélia –, reuniram-se com o Primeiro-Ministro argelino, Ahmed Ouyahia, e com o Ministro da Indústria, Youcef Yousfi, para debater o futuro da indústria do automóvel no país. No encontro, a que assistiu Begona Cristeto, Secretária-Geral da Indústria do Governo espanhol, foi também abordada a relação a longo prazo entre a Argélia e o Grupo Volkswagen no seguimento da inauguração da fábrica dedicada à montagem de veículos multimarca do Grupo em Relizane, no passado mês de julho.
 
A visita de Luca de Meo à Argélia enquadra-se na estratégia de internacionalização da SEAT. Nesse sentido, a marca tem como objetivo um crescimento ambicioso para os próximos anos, e o Norte de África, juntamente com a América Latina, representa um papel chave nessa aposta, com especial destaque para a Argélia, que tem um grande potencial. Este mercado tem uma importância central no plano de crescimento da SEAT na região, já que é a marca designada como líder do plano de desenvolvimento em representação do Grupo Volkswagen. Com este projeto, a SEAT montará, pela primeira vez, automóveis fora da Europa, o que representa um marco para a empresa. Todos os veículos montados na fábrica de Relizane têm como destino o mercado argelino.
 
À semelhança da estratégia aplicada na Europa, a aposta da SEAT na propulsão GNC (gás natural comprimido) é um objetivo prioritário na Argélia, por ser uma alternativa sustentável aos sistemas tradicionais de propulsão e aos elétricos. O GNC tem emissões de óxido de nitrogénio 85% inferiores às dos motores Diesel; reduz em 25% as emissões de CO2 comparativamente aos motores a gasolina e elimina quase em absoluto as partículas em suspensão. Nesse sentido, durante a visita à Argélia, Luca de Meo reuniu-se com Abdelmoumen Ould Kaddourla, CEO da Sonatrach, a principal companhia de gás no país.
 
Depois do encontro com o Primeiro-Ministro argelino, o Presidente da SEAT disse que “o Norte de África é uma zona de crescimento natural para a SEAT, que está neste momento numa fase de internacionalização. A inauguração da fábrica de Relizane, em julho de 2017, representou um marco histórico para nós, já que é a primeira vez que produzimos fora das fronteiras europeias. Na Argélia, estamos a construir automóveis por e para argelinos. Hoje, apresentamos a quinta geração do Ibiza e nos próximos meses esperamos dar início à montagem de outros modelos de forma a satisfazer a procura dos clientes deste país”.
 
Mourad Oulmi, CEO da SOVAC e da SOVAC Production, disse que “o lançamento da SOVAC Production, no passado mês de julho, inaugurou uma nova era da indústria automóvel na Argélia, graças ao acordo de colaboração com o Grupo Volkswagen. Além de um ambicioso plano de produção, 2018 será também marcado pelo lançamento da segunda fase da SOVAC Production. Será o ano em que iniciaremos a integração e desenvolvimento da indústria auxiliar. Encorajaremos a instalação de fornecedores na Argélia com o fabrico de componentes para o mercado local e externo. Quero agradecer ao Presidente da SEAT, Luca de Meo, o seu permanente acompanhamento deste projeto, especialmente no que diz respeito à formação e à logística”.
 
Fábrica de Relizane encerra 2017 com resultados muito promissores
A SEAT lidera o projeto de produção do Grupo Volkswagen na Argélia, não apenas em termos de coordenação, mas também em volume, uma vez que quase 50% do total de veículos fabricados em 2017 correspondeu ao Ibiza, um dos quatro modelos que o Grupo Volkswagen monta em Relizane. No segundo semestre de 2017, montaram-se mais de 17.000 veículos, dos quais 8.121 foram SEAT Ibiza. A partir deste ano, a Argélia contribuirá de forma importante para o crescimento dos resultados comerciais da SEAT. Em 2017, a marca vendeu 468.400 automóveis a nível mundial, um crescimento de 14,6% face ao ano anterior.
 
Hoje, em concreto, o Presidente da SEAT, Luca de Meo, entregou a um cliente argelino o primeiro SEAT Ibiza de quinta geração montado na Argélia. Além do Ibiza, nos próximos meses, a SEAT pretende começar a montar o Leon e o novo Arona na fábrica de Relizane.
 
No seguimento do objetivo de desenvolver e montar novos modelos na Argélia, a SEAT pretende contribuir para a criação de uma rede de fornecedores da indústria automóvel nesse país. Nesse sentido, a SOVAC e a SEAT planearam uma agenda de eventos, destinados a fornecedores, que terão lugar na fábrica de Relizane nas próximas semanas. 
 
Atualmente, a fábrica de Relizane conta com mais de 550 trabalhadores e, a longo prazo, serão criados mais 1.800 postos de trabalho. Assim, estima-se que a atividade da fábrica resultará na criação de 3.500 empregos adicionais nos fabricantes e fornecedores de serviços logísticos de Relizane. Em termos de formação, a SEAT quer aproveitar as oportunidades oferecidas pela região, começando com a transferência do conhecimento. Para garantir os padrões de qualidade do Grupo Volkswagen, os trabalhadores argelinos dedicados à produção, logística e qualidade receberam formação dos especialistas do Grupo. Por outro lado, as chefias argelinas frequentaram durante vários meses programas de formação “Train the trainer”, ministrados em diversas fábricas das marcas do Grupo. Este programa proporciona aos supervisores e diretores a capacidade de aplicação e explicação de procedimentos padronizados aos trabalhadores, mostrando-lhes a importância do cumprimento dos processos estabelecidos.
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2017, a SEAT vendeu cerca de 470.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.700 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media