SEAT alcança o maior lucro operacional da sua história

/         Construtor automóvel ganha 191 milhões de euros em 2017, um crescimento de 24,8%
/         Volume de negócios cresce 11,2% para perto de 10.000 milhões de euros
/         SEAT distribuirá aos empregados prémio extraordinário de 700 euros
 
A SEAT obteve em 2017 os melhores resultados* da sua história depois de aumentar em 24,8% o seu lucro operacional, alcançando um valor de 191 milhões de euros (2016: 153 milhões). De acordo com os resultados ontem apresentados pelo Grupo Volkswagen, a SEAT fechou o ano com um volume de negócios de 9.892 milhões de euros, um acréscimo de 11,2% face a 2016 (8.894 milhões), o que também constitui um valor recorde.
 
O crescimento nas vendas impulsionou os lucros operacionais e o volume de negócios da SEAT, que também foram beneficiados pelo efeito positivo do mix de vendas, ou seja, com a comercialização de modelos com margens superiores. Em 2017, a SEAT entregou 468.400 veículos, 14,6% acima do resultado do ano anterior e também o melhor valor desde 2001, o que faz da SEAT também uma das marcas com maior crescimento na Europa.
 
Nas palavras do presidente da SEAT, Luca de Meo, “todas as pessoas que fazem parte da equipa SEAT devem estar orgulhosas por estes resultados. 2017 foi um ano de aceleração nas vendas e no volume de negócios e isso traduziu-se num sólido crescimento do lucro operacional. Estamos muito contentes por termos obtido os melhores resultados da história da companhia, mas, simultaneamente, pretendemos continuar a ampliar o nosso negócio de forma assinável”.
 
A SEAT manteve ao longo de 2017 a sua maior ofensiva de produto com a renovação do Leon, o lançamento da quinta geração do Ibiza e a chegada do novo crossover Arona. O Ateca impulsionou as vendas da SEAT e contribuiu para os resultados recorde da marca em mercados como a Alemanha, Reino Unido, Áustria ou Suíça. No seu primeiro ano completo de comercialização, a marca vendeu 78.700 unidades do novo SUV compacto. E a SEAT mantém, além disso, o ritmo de crescimento neste início de 2018, uma vez que em janeiro e fevereiro as vendas mundiais subiram 23,1%, para o equivalente a 78.800 automóveis.
 
Por outro lado, a produção total de veículos da marca SEAT aumentou 14,9%, chegando a um valor de 479.300 automóveis. Em 2017, a SEAT fabricou veículos em Martorell, Kvasiny e Mladá Boleslav (República Checa), Palmela (Portugal) e Bratislava (Eslováquia).
 
 
Pagamento extraordinário aos empregados
 
Pelo segundo ano consecutivo, e no seguimento da aprovação do acordo coletivo, no próximo dia 15 de abril a SEAT distribuirá lucros aos seus empregados em resultado dos ganhos obtidos. Graças ao aumento de lucros, a SEAT atribuirá 700 euros brutos a cada empregado, quase mais 50% em relação ao ano passado (480 euros).
 
 
*Nota aos editores: Estes resultados fazem parte da apresentação do Grupo Volkswagen e foram calculados com recurso às normas internacionais de contabilidade (IAS/IFRS) e consolidando os números da marca SEAT.
A SEAT apresentará no próximo dia 22 de março os seus resultados anuais de acordo com o Plano Geral de Contabilidade Espanhol, sem incluir as subsidiárias. Nessa apresentação, a SEAT fará o balanço do ano 2017 e explicará a estratégia futura da marca.
 
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2017, a SEAT vendeu cerca de 470.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.700 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media