SEAT bate recorde histórico de vendas em 2018

  • A empresa entregou 517.600 veículos, mais 10,5% em relação a 2017, superando o recorde do ano 2000
  • Desde 2012, as vendas da marca cresceram mais de 60%
  • A SEAT alcança a liderança de vendas em Espanha e o maior volume da sua história na Alemanha, Reino Unido, Áustria, Suíça, Israel e Marrocos
  • As vendas da CUPRA aumentaram 40% no primeiro ano da nova marca
  • Tarraco, a grande novidade comercial de 2019

Recorde histórico. As vendas da SEAT voltaram a disparar em 2018 para um total de 517.600 veículos, mais 10,5% do que em 2017 (468.400). Este resultado representa o maior volume de vendas nos 68 anos de história da SEAT, superando o anterior recorde do ano 2000 (514.800 automóveis). Em 2018, a SEAT conquistou o sexto ano consecutivo de crescimento das vendas e atravessa uma fase positiva sem precedentes. Desde 2012, as vendas da SEAT cresceram mais de 60%. Em dezembro, a SEAT entregou 25.300 automóveis, -23,1% face ao período homólogo de 2017 (33.000).

O Arona fez disparar as vendas da SEAT em 2018. No seu primeiro ano completo de comercialização, a empresa vendeu 98.900 unidades do SUV urbano, que se assume como o terceiro mais vendido da gama. O Arona juntou-se com sucesso ao Ibiza, ao Leon e ao Ateca como um dos quatro pilares da marca. Prestes a ser renovado, o SEAT Leon continua a ser o modelo mais vendido da marca (158.300, -6,8%) e consegue um dos melhores resultados históricos. As entregas do Ibiza chegaram aos 136.100 veículos (-10,7%), enquanto o Ateca é o quarto modelo mais vendido da SEAT com 78.200 unidades entregues em 2018 (-0,6%). Por outro lado, a nova marca CUPRA estreou-se com êxito e, em 2018, registou um crescimento de 40,0% com a venda de 14.300 unidades, mais 4.100 do que em 2017 (nota: resultado integrado no número total de vendas da SEAT).

Resultados sem precedentes em mercados-chave

O recorde histórico de vendas da SEAT assenta no crescimento a dois dígitos em cinco grandes mercados europeus. A Alemanha lidera as vendas da SEAT e bate, pelo segundo ano consecutivo, o seu recorde, com 114.200 veículos vendidos (+11,8%). Em Espanha, a SEAT cresceu solidamente, aumentando as entregas de novos veículos em 13,2%, para 107.800 unidades, conquistando assim a liderança do mercado. Além disso, o Leon e o Ibiza são dois dos veículos mais vendidos em Espanha. A empresa automóvel também obteve o seu melhor resultado histórico no Reino Unido, o terceiro mercado em volume para a marca, depois de crescer 12,0% (62.900 automóveis vendidos).

Em França, o crescimento é ainda mais positivo (31.800; +31,3%) sendo este um dos mercados com maior percentagem de crescimento. Em Itália, a marca espanhola mantém um sustentado crescimento de 10,9% face a 2017 alcançando um total de 20.000 veículos em 2018.

Além da Alemanha e do Reino Unido, a SEAT também obtém o melhor resultado de vendas da sua história na Áustria, onde cresce 5,3% (18.400 veículos) subindo ao quinto lugar no ranking de matriculações; Suíça (10.700 automóveis, +3,3%), Israel (9.000; +2,2%) e Marrocos (2.100; +5,2%). Na Europa, a SEAT também avança de forma robusta em mercados como Portugal (9.600 veículos; +16,7%), Bélgica (9.500; +24,4%) e Países Baixos (8.900; +16,3%). O crescimento mais destacado registou-se na Argélia, onde a SEAT comercializou 18.500 veículos (2017: 5.100). Em 2018, a SEAT iniciou a montagem do Leon, do Arona e do Ateca na fábrica argelina de Relizane, juntando-os ao Ibiza, um modelo que é montado na Argélia desde meados de 2017.

Nota: Ver comunicado completo em anexo.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?time_continue=33&v=LnpUA5qQj6c

Fotografias de alta resolução disponíveis em SEAT Media Center.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media