SEAT entra no setor de carsharing com a compra da Respiro

/         Com esta aquisição, a SEAT dá mais um passo na sua aposta em converter-se numa referência da mobilidade do futuro
/         A startup, pioneira no aluguer de automóveis à hora, opera em Madrid através de um sistema de pagamento por utilização
/         A operação permitirá que a Respiro chegue a novas cidades nos próximos anos, entre noutros canais e evolua no modelo de negócio
 
Martorell, 16/02/2018. – A SEAT assumiu 100% da participação da startup espanhola Respiro, empresa pioneira no aluguer de automóveis à hora na cidade de Madrid. Com esta aquisição, que representa a primeira incursão da SEAT no mercado do automóvel partilhado, a marca avança na intenção de converter-se numa referência de oferta ao nível das soluções da mobilidade. Tudo isto através de um modelo de negócio já comprovado, que proporcionará à empresa uma solução específica neste segmento de transporte alternativo. Além disso, com esta operação, a SEAT posiciona-se como a empresa referência em serviços de mobilidade para o sul da Europa dentro do Grupo Volkswagen.
 
Depois da assinatura do acordo, o Presidente da SEAT, Luca de Meo, referiu que “Respiro é um projeto baseado num modelo de negócio com potencial para a companhia e permite-nos prosseguir no nosso compromisso de encontrar e desenvolver soluções sustentáveis e eficientes para a mobilidade do futuro”. Em continuidade, de Meo acrescentou que “esta aquisição é um primeiro passo da nossa aposta na compra e participação em projetos do futuro que consideramos marcantes das tendências dos próximos anos”.
 
De Meo partilhará mais detalhes sobre a transação e os planos para o futuro durante a conferência de imprensa que terá lugar no próximo 26 de fevereiro, às 12.30h, no stand da SEAT no Mobile World Congress de Barcelona.
 
Por seu turno, Holger Kintscher, Vice-presidente executivo de Finanças, IT e Organização da SEAT, disse que “esta operação significa um grande passo para a marca, já que é a primeira vez que a SEAT aposta na aquisição de uma empresa. Além disso, a Respiro tem um modelo de negócio já comprovado e encerra grandes expetativas de crescimento”.
 
Fundada em 2010 por Ian Paterson e Inés De Saralegui com uma faturação anual de 1,8 milhões de euros em 2016, a plataforma funciona através de um sistema de pagamento por utilização. Para usar os veículos da Respiro, apenas é necessário o registo na plataforma e recorrer ao cartão de sócio, que dá acesso aos automóveis. Através de uma ampla rede de parques de estacionamento, a empresa disponibiliza, a particulares e profissionais, veículos utilitários, compactos, monovolumes e furgões em todas as zonas de Madrid. Atualmente, conta com 15.000 utilizadores ativos e com uma frota mista de 200 automóveis entre elétricos, híbridos, GNC, GPL e de baixas emissões, que serão progressivamente substituídos por veículos SEAT, com etiqueta ECO e alimentação a GNC.
 
A entrada da SEAT no projeto também representa um impulso para a startup espanhola, que verá reforçada a sua capacidade financeira para ampliar o negócio em novos mercados e contará com o apoio e know-how do construtor automóvel para melhorar o serviço. “A chegada de uma empresa sólida como a SEAT supõe um importante impulso para a Respiro, já que nos irá permitir chegar a outras cidades, entrar noutros canais e até evoluir no modelo de negócio”, garantiu Inés De Saralegui, cofundadora e diretora da Respiro.
 
Após o processo de compra, a equipa empreendedora formada pelos cofundadores, juntamente com Francesc Delgado, elemento da equipa de desenvolvimento de negócio da SEAT, liderarão o projeto com os seus 23 empregados.
 
Líder em soluções de mobilidade
Com esta operação, a SEAT consegue desenvolver e potenciar a sua estratégica de carsharing, dando mais um passo no objetivo de converter-se numa referência em oferta de soluções de mobilidade. Nesse sentido, a empresa já lançou em 2017 o projeto Connected Sharing, um serviço de carsharing para os mais de 14.500 empregados da empresa e que permite usar e partilhar os veículos disponíveis. Este serviço supera os 1.000 utilizadores registados e desde o seu arranque, em junho do ano passado, a percentagem de uso tem-se mantido nos 98%.
 
Aliás, a SEAT conta desde 2017 com a Metropolis:Lab Barcelona, o seu laboratório digital integrado na rede mundial de IT-Labs do Grupo Volkswagen. Este centro de excelência, que tem como objetivo analisar e procurar soluções inteligentes para os desafios da mobilidade do futuro, já deu luz ao primeiro projeto: ‘About it’, uma app que localiza estações de carga para veículos elétricos, pontos ‘bicing’ para a partilha de bicicletas ou pontos negros com maior concentração de acidentes na cidade de Barcelona.
 
Na mesma linha de procura de novos formatos de mobilidade, a empresa lançará brevemente uma iniciativa que porá dez protótipos de eMii de zero emissões à disposição do projeto carsharing destinado aos empregados da SEAT Metropolis:Lab Barcelona e do Pier 01 Barcelona Tech City.
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2017, a SEAT vendeu cerca de 470.000 unidades.
 
O Grupo SEAT emprega 14.700 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media