SEAT vai contratar mais 250 colaboradores para acompanhar o aumento de produção de Martorell

/         O sucesso de vendas do Ibiza, Arona e Leon gera a criação de mais emprego
/         Com estas contratações, a SEAT acumula já 515 novos contratos de trabalho apenas este ano
/         No primeiro trimestre do ano, o número de veículos fabricados em Martorell aumentou 12,3%
 
A SEAT prevê contratar mais 250 trabalhadores para responder ao aumento de produção na fábrica de Martorell. Destes, 98 colaboradores tinham até ao momento um vínculo a termo com a SEAT e 152 estavam ligados à empresa através de um fornecedor de trabalho temporário. A partir do dia 1 de junho, todos farão parte da equipa da SEAT com contrato de trabalho sem termo.
 
A integração destes novos 250 empregados soma-se à dos 265 que a SEAT contratou no início do ano, também justificado com o aumento no volume de produção. Assim, em janeiro, a fábrica contratou 115 novos colaboradores e, um mês depois, mais 150. No total, a empresa gerou 515 novos postos de trabalho em apenas cinco meses.
 
O vice-presidente de Recurso Humanos, Xavier Ros, sublinhou que “a contratação de 250 novos trabalhadores responde ao aumento de procura dos nossos modelos. À medida que se consolidam as nossas perspetivas comerciais e de produção, voltamos a demonstrar a vontade de fazer crescer a nossa equipa, com mais contratos sem termo. Sentimo-nos orgulhosos de que os excelentes resultados da SEAT se traduzam em mais oportunidades para gerar emprego e prosperidade”.
 
Os 250 novos empregados reforçam, acima de tudo, a linha de produção do Ibiza e do Arona, ambos fabricados sobre a mesma plataforma MQB A0 do Grupo Volkswagen, que a SEAT estreou em 2017. O êxito dos dois modelos, juntamente com o volume de produção do SEAT Leon, e o fabrico do Audi Q3, que na segunda metade do ano será substituído pelo Audi A1, têm levado Martorell a roçar os volumes mais elevados de produção da sua história. No primeiro trimestre do ano, a produção nesta fábrica cresceu 12,3%, alcançando um volume de produção de 132.804 veículos fabricados (2017: 118.267). Atualmente, fabricam-se 2.300 veículos diariamente, o que correspondente a 95% da capacidade máxima da atual fábrica.
 
A este propósito, a SEAT investiu recentemente 23 milhões de euros de forma a elevar a capacidade máxima de 2.300 para 2.400 automóveis/dia, robotizando completamente uma das linhas da secção de Pintura, estreando uma nova cabina de pintura especificamente para as pinturas bicolor (com duas tonalidades) do SEAT Arona e Audi A1.
 
Também para dar resposta ao aumento de produção, a empresa acordou, com a maioria dos trabalhadores representados pelas forças sindicais, a criação de diferentes turnos adicionais durante os fins de semana. Apenas nos meses de maio e junho, a fábrica de Martorell trabalhará num total de 21 turnos extraordinários aos sábados e domingos.
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países. Em 2017, a SEAT obteve 281 milhões de euros de lucros depois de impostos e vendeu perto de 470.000 veículos.
 
O Grupo SEAT emprega 14.700 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Leon e Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media