SGS Portugal lança estudo sobre Sustentabilidade nos Festivais de Música, em parceria com a APORFEST

A SGS Portugal, em parceria com a APORFEST – Associação Portuguesa de Festivais de Música”, desenvolveu o estudo “Sustentabilidade nos Festivais de Música – Análise de casos em Portugal” . Neste estudo foi analisada a sustentabilidade de quatro festivais portugueses, ao nível ambiental, social e económico, sendo identificadas tendências, falhas e pontos de melhoria. 

O estudo evidencia a qualidade dos festivais portugueses, contudo, reforça a existência de margem para melhoria, nomeadamente ao nível da proteção dos recintos naturais, gestão de resíduos, controlo de emissões de gases poluentes, gestão de emergência, gestão de multidões, controlo de segurança alimentar, acessibilidade e mobilidade, infraestruturas, riscos elétricos, informação disponibilizada e desperdício dos recursos naturais. 

Este estudo surge no âmbito da Certificação “Evento Mais Sustentável” desenvolvido pela SGS Portugal, que tem como objetivo avaliar critérios sociais, ambientais e económicos de eventos, como provas desportivas, festivais de música ou festas populares. Cláudia Rocha, Business Developer da SGS Portugal e responsável do projeto, refere que «Com a Certificação “Evento Mais Sustentável”, procurámos ir para além das necessidades dos patrocinadores e promotores, apostando nos fatores da segurança e sustentabilidade» Neste sentido, ao constatar a necessidade de maior transparência e rigor nos fatores de segurança e sustentabilidade sentidas por patrocinadores, promotores, associações do setor e mesmo órgãos governamentais, a SGS Portugal decidiu avançar com o referido estudo, com o objetivo de “monitorizar os eventos em questão, caracterizando a situação existente e dar uma reposta adequada e que incentive a melhoria contínua” , completa a responsável da SGS Portugal.  

O Presidente da APORFEST, Ricardo Bramão , reconhece que a sustentabilidade é cada vez mais importante para o sucesso dos festivais, referindo que “a sustentabilidade e segurança nos festivais são dois termos que se encaixam e dependem um do outro. Na área dos festivais em Portugal são dois fatores cada vez mais valorizados, estando os responsáveis dos festivais (promotores e produtores), cada vez mais preocupados em diferenciar-se pela positiva na prevenção de incidentes”.  

O estudo será apresentado por Cláudia Rocha, Business Developer da SGS Portugal, no dia 9 de Março entre as 14h e as 15h, na 6ª edição do Talkfest- International Music Festivals Forum , que se realiza no Museu das Comunicações e MusicBox, em Lisboa, nos dias 9 e 10 de Março de 2017. 

Tags:

Sobre nós

A SGS é líder mundial em inspeção, verificação, testes e certificação. Presente em 140 países, a SGS opera em mais de 1650 escritórios e laboratórios, contando com 80.000 colaboradores em todo o mundo. Fundada em França, em 1878, pelo lituano Henri Goldstück, a SGS está sedeada na Suíça. Em Portugal desde 1922, hoje tem total cobertura nacional através de 8 escritórios, que incluem Açores e Madeira.

Subscrever

Media

Media