Siemens automatiza linha do metropolitano de Nova Iorque

Empresa vai instalar um sistema de controlo automático de comboios na linha de Queens Boulevard
Tecnologia fornece dados sobre a posição e velocidade dos veículos em tempo real
Projeto permitirá aumentar o número de comboios e a capacidade de transporte de passageiros numa das linhas mais movimentados da New York City Transit
 
A Siemens acaba de assinar um contrato no valor de 130 milhões de euros com a Metropolitan Transportation Authority (MTA), que visa instalar um sistema de controlo automático de comboios baseado em comunicações (CBTC) na linha Queens Boulevard, uma das linhas mais movimentadas do sistema de transporte da New York City Transit.
 
No ano em que se assinalam os 14 anos desde que ocorreram os atentados de 11 de setembro de 2001, que atingiriam o “coração” da América, a tecnologia CBTC da Siemens, que funciona à base de comunicações por rádio, vai assegurar o fornecimento de dados em tempo real sobre a posição e velocidade dos veículos, o que permitirá aos operadores do sistema aumentar, com segurança, o número de veículos na linha ou intervir rapidamente perante uma ameaça à circulação ou aos passageiros.
 
A implementação desta tecnologia permite uma maior frequência de comboios, a qual, por sua vez, se traduzirá no aumento da capacidade de transporte de passageiros pela MTA. A tecnologia CBTC reduz o número de equipamentos de via e, consequentemente, os custos de manutenção e interrupções do serviço. Além disso, esta tecnologia permite localizar com precisão os comboios na via e controlar a respetiva velocidade, o que aumenta a segurança, tanto de passageiros como dos funcionários da MTA.
 
Sistemas Siemens para mobilidade: Quando menos é mais
 
A Siemens fornecerá ainda equipamentos de bordo para um total de 305 comboios e instalará equipamentos de sinalização em sete dos oito postos de sinalização. Além disso, o recurso a sinais e sensores automatizados instalados em toda a linha permite à tecnologia CBTC fornecer dados sempre atualizados sobre o estado do sistema. Isto reduz atrasos e permite informar os passageiros em tempo real da situação dos comboios através de sistemas de anúncio público, ecrãs eletrónicos e aplicações móveis. O sistema exige ainda menos equipamentos de via e recorre a sistemas de back-up, o que promove a fiabilidade do serviço, diminuído as interrupções do mesmo.  
 
Com uma extensão de cerca de 43 quilómetros, a linha Queens Boulevard é a segunda maior linha da rede metropolitana de Nova Iorque. Tem 25 estações, desde a Jamaica Station, no bairro de Queens, localizado a leste, até Manhattan, o coração do mundo dos negócios de Nova Iorque. Muitos passageiros utilizam a linha para viajar das suas casas, nos subúrbios, para o local de trabalho. Com um volume diário de mais de 250.000 passageiros é uma das linhas mais movimentadas nesta metrópole.
 
Nota: Em anexo comunicado na íntegra

Tags:

Sobre nós

Comercializacao de electrodomesticos, tecnologia e gadgets.

Subscrever

Media

Media