Siemens compromete-se a ter impacto neutro no clima até 2030

Investimento de 100 milhões de euros para melhorar a eficiência energética
Redução das emissões de CO 2 em 50% já em 2020
Previsão de poupança custos de energia de 20 milhões de euros 
Passar a ser um show case vivo das suas soluções 

A Siemens tem como objetivo global ser a primeira grande empresa industrial a alcançar uma pegada de carbono zero até 2030. Desta forma, a empresa prevê reduzir as suas emissões de dióxido de carbono (CO2) – que atualmente totalizam cerca de 2,2 milhões de toneladas métricas por ano – para metade e já até 2020. Para concretizar estes objetivos, a Siemens investirá durante os próximos três anos cerca de 100 milhões de euros para diminuir a pegada de carbono de todas as suas instalações de produção e de todos os seus edifícios.
 
Ao aplicar tecnologias inovadoras — como os seus sistemas de gestão de energia, de automação para edifícios e processos de produção, assim como sistemas de acionamento energeticamente eficientes — a Siemens conta reduzir os seus custos de energia em 20 milhões de euros por ano. "Reduzir a nossa pegada de carbono não é só um ato de boa cidadania corporativa, também faz muito sentido em termos de negócio", afirmou Joe Kaeser, Presidente e CEO da Siemens AG.
 
Para reduzir as suas emissões de CO2 a longo prazo, a empresa irá aplicar três iniciativas fundamentais. Primeiro, passará a utilizar os seus próprios sistemas de energia em todas as suas fábricas e edifícios administrativos para otimizar os custos de energia. Em segundo lugar, passará a utilizar sistematicamente veículos de baixas emissões e aplicará os conceitos de e-mobilidade a toda a sua frota de carros. E em terceiro lugar, avançará para um mix de energia limpa, utilizando cada vez mais fontes de energia com emissões de CO2 zero ou muito reduzidas — tais como gás natural e energia eólica.
 
Enviamos mais informação em anexo.

Tags:

Sobre nós

Comercializacao de electrodomesticos, tecnologia e gadgets.

Subscrever

Media

Media