Siemens desenvolve sistema de sensores que facilita estacionamento nas cidades

  • Sensores elevados fornecem informações em tempo real sobre a disponibili-dade de estacionamento através de um dispositivo smartphone ou de nave-gação
  • Nova solução garante uma utilização equilibrada da capacidade total de estacionamento urbano com impacto na redução de trânsito
  • Este avanço tecnológico tem impacto positivo na qualidade ambiental dos grandes centros urbanos e na sua segurança

A Siemens desenvolveu um sistema de sensores que vai ajudar os condutores a encontrar lugares de estacionamento de forma rápida e fácil. A nova tecnologia da Siemens para supor-te à gestão de estacionamento controlado por sensores pode ajudar a otimizar a utilização dos espaços urbanos de estacionamento e reduzir o trânsito causado por motoristas à procu-ra de um lugar para estacionar nas cidades.

A procura de lugares de estacionamento está na origem de um terço do tráfego existente nos centros das cidades europeias e, em média, os veículos estão estacionados durante 23 horas por dia. Todos os anos, a distância percorrida em cada bairro de uma cidade à procura de lugar equivale a 14 viagens à volta do mundo e, em média, os condutores necessitam de dez minutos para encontrar um lugar de estacionamento vago. Para o conseguirem conduzem cerca de 4,5 quilómetros libertando, em média, 1,3 kg de dióxido de carbono.

A nova tecnologia da Siemens assenta numa rede de sensores instalados a um nível elevado das infraestruturas - por exemplo em postes de iluminação pública – que monitoriza conti-nuamente o espaço de estacionamento e relata o estado de ocupação dos lugares para um centro de controlo de estacionamento. O software inovador desta solução trabalha com sis-temas adaptativos, identificando ciclos recorrentes no espaço de estacionamento: por exem-plo, em determinados períodos do dia ou em determinados dias da semana. A partir daqui produz previsões para os utentes das vias urbanas relativamente à situação do espaço de estacionamento expectável no seu destino ou rotas alternativas através de áreas com meno-res volumes de tráfego.

Uma solução de RFID (identificação por radiofrequência) pode também ser adicionada ao sistema de sensores. Desta forma são geridas autorizações especiais, como licenças de estacionamento para residentes ou pessoas com deficiência, que podem assim ser automati-camente reconhecidas em veículos equipados com etiquetas RFID. O condutor pode introdu-zir o seu destino através de um dispositivo smartphone ou de navegação e receber informa-ções em tempo real sobre a situação do espaço de estacionamento nas proximidades do seu destino.

Este avanço tecnológico poderá impactar significativamente a qualidade ambiental dos gran-des centros urbanos e a sua segurança. A quantidade de ruído e fumo proveniente dos esca-pes pode ser minimizada através da redução do tráfego supérfluo à procura de lugares de estacionamento. No que respeita à segurança será possível tomar medidas imediatas em caso de situações de abuso nos lugares de estacionamento informando de forma pronta, por exemplo, o pessoal de supervisão nas proximidades que pode deslocar-se ao local para esclarecer a situação pessoalmente. E claro, menos tráfego significa mais segurança.


Sensores de radar aéreo: uma visão clara, a partir de cima

Com sensores de radar aéreo o sistema pode integrar vários tipos de tecnologias o que signi-fica que pode ser idealmente adaptado aos requisitos particulares de cada área urbana (por exemplo a nível topográfico). Em comparação com os sensores de solo, os sensores aéreos não permitem apenas captar a ocupação de estacionamento marcado individualmente, mas também monitorizar múltiplos espaços em simultâneo, bem como a área adjacente (ciclovias, calçadas ou a estrada). Estes sensores podem ser facilmente montados em postes de ilumi-nação pública, pelo que a intromissão na infraestrutura existente é mínima. Como funciona sem captura de imagem respeita os direitos de privacidade dos utilizadores sendo um método de deteção muito fiável que, ao contrário de sensores óticos, não é afetada pelas condições de luminosidade ou clima.

Em comparação com os sensores de solo, os sensores aéreos não permitem apenas captar a ocupação de estacionamento marcado individualmente, mas também monitorizar múltiplos espaços em simultâneo, bem como a área adjacente (ciclovias, calçadas ou a estra-da/corredores de transportes públicos).
A Siemens utiliza tecnologia da Intel para ligar os sensores à Internet. A plataforma IoT (Internet of Things) possibilita que os sensores de estacionamento estejam conectados de forma segura e flexível ao centro de controlo. Desta forma a Intel e a Siemens criam as bases para a existência de uma rede de sensores e de comunicação para futuros conceitos de cida-des inteligentes.


Networking entre sistemas nas cidades do futuro

O sistema pode otimizar mais do que simplesmente a situação do estacionamento. Também se prevê que os sensores monitorizem o fluxo de tráfego ou a disponibilidade de postos de carregamento elétrico. Será ainda possível encaminhar as informações sobre a situação do estacionamento e volumes de tráfego para os centros de controlo de iluminação urbana, que poderão, por exemplo, ajustar a iluminação para os movimentos dos veículos ou informar os condutores em tempo real através de painéis de informações se podem estacionar no local onde se encontram.

Esta inovação está perfeitamente enquadrada com o portefólio da Siemens para as soluções de gestão de tráfego que apoiam hoje muitas das cidades a nível mundial na gestão eficiente do seu ambiente urbano.

Mais informações sobre o sistema em: www.siemens.com/press/smart-parking

 

Tags:

Sobre nós

Comercializacao de electrodomesticos, tecnologia e gadgets.

Subscrever