DICAS DA SOCIEDADE PONTO VERDE PARA UM VERÃO MAIS AMIGO DO AMBIENTE

O Verão está aí e com ele o calor, as férias, a praia e o merecido descanso. A Sociedade Ponto Verde apresenta algumas sugestões para tornar esta época mais amiga do ambiente.

  1. Dê descanso a tudo, menos à reciclagem

Todos nós precisamos de umas férias, mas há hábitos essenciais que nem na altura de descansar devem ser descurados, como por exemplo, a reciclagem. Seja qual for o plano -  um piquenique, uma ida à praia ou um passeio no campo – leve consigo um saco para os papéis, um para o plástico, metal e pacotes de sumo e, se for caso disso, ainda outro para o vidro. Assim, na hora de colocar no ecoponto, o lixo já está separado e não tem de se preocupar em selecioná-lo. Se for de férias para fora da sua cidade, com certeza haverá um ecoponto próximo – o sistema Ponto Verde abrange 100% do território nacional, com mais de 43 mil ecopontos em todo o país. Basta ter consigo um destino para cada tipo de resíduo e verá que a tarefa é simples e o ambiente agradece. 

  1. Os protetores solares podem ser colocados no ecoponto amarelo

Proteger a pele no Verão é essencial e deve usar-se e abusar-se dos protetores solares. Se a sua embalagem de protetor solar for de plástico ou de metal, quando chegada ao final, o seu destino deve ser o ecoponto amarelo. Se esta vier dentro de uma caixa de cartão, não se esqueça que também ela deve ir para o ecoponto azul.

  1. Dê férias à sua cozinha – mas separe as embalagens de metal

O aço e o alumínio são materiais que ainda suscitam algumas dúvidas na hora de reciclar. Podem estar presentes nas embalagens de take-away e congelados, nas latas de conservas e de bebidas, e até no papel de alumínio, entre outras. Depois de saborear a sua refeição, não se esqueça de colocar essa embalagem no ecoponto amarelo.

  1. Proteja a praia e não deixe lixo na areia ou no mar

Nas idas à praia no Verão, lembre-se que este é um espaço público e natural e que a reciclagem deve ser recordada. Leve sacos pequenos para separar o lixo e, à saída da praia, coloque-os nos respetivos ecopontos. As beatas também não devem ficar na areia – estas não são biodegradáveis e em muitas praias já há disponíveis cinzeiros portáteis, que pode levar consigo para as colocar e depois devolver à saída da praia, sem impacto ambiental.

  1. T empo para comer um c achorro -q uente

Acabou de fazer aqueles deliciosos cachorros-quentes de que todos gostam lá em casa? Só mais um pormenor: bisnagas vazias de mostarda devem ir para o ecoponto amarelo.

  1. Vidro é sinónimo de frescura

As embalagens de vidro que já não queremos podem ganhar uma nova vida com a reciclagem. Na realidade, o vidro pode ser reciclado eternamente, com 100% de aproveitamento. Transformar começa por reciclar.

  1. Lanchinho de fim de tarde

Depois do lanchinho de fim de tarde em que um néctar fresquinho não pode faltar, não se esqueça de colocar o frasco de vidro no ecoponto verde. Bom apetite e obrigado!

  1. Refrescar reciclando

As latas de refrigerantes devem ser separadas e colocadas para reciclar. A todo o gás e sempre no ecoponto amarelo.

  1. Moscas, melgas e mosquitos

Nem tudo é fácil no Verão e as moscas, melgas e mosquitos são uma constante. As latas metálicas vazias de aerossóis devem ir para o ecoponto amarelo. Depois de reciclado, o metal que as compõe irá ganhar uma nova vida.

  1. O seu perfume de Verão

Está a ver o seu perfume favorito para o Verão? Pois, qualquer que ele seja e qualquer que seja o frasco de vidro que o acompanha, este pode e deve ser colocado no ecoponto verde. Basta estar vazio!

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como " Sistema Ponto Verde ". Promover a sensibilização e educação ambiental junto dos portugueses é um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde.

Tags:

Sobre nós

Entidade privada, sem fins lucrativos, fundada em Novembro de 1996 que visa, e está licenciada, para gerir e promover a selecção, recolha e reciclagem de embalagens em Portugal.

Subscrever

Media

Media