Projeto EcoPontas&PapaChicletes vence Prémio Inovação Social Sociedade Ponto Verde

Lisboa, 23 de janeiro de 2017: A Sociedade Ponto Verde acaba de entregar o Prémio Inovação Social ao Projeto “EcoPontas&PapaChicletes – Redução e Valorização de Resíduos” desenvolvido pelo Laboratório da Paisagem de Guimarães, no valor monetário de cinco mil euros, e duas menções honrosas aos Projetos “Vestida para Vencer” da Associação Dress for Success Lisboa e “Cozinha para a Vida” da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra.

Segundo Luís Veiga Martins, Diretor-Geral da Sociedade Ponto Verde: “Foi muito gratificante para a Sociedade Ponto Verde verificar a quantidade e principalmente a qualidade dos projetos que se candidataram ao Prémio Inovação Social. Infelizmente não podem ser todos vencedores, mas estão todos de parabéns. Os projetos que hoje distinguimos já fazem a diferença, transformando hábitos e criando soluções criativas que dão resposta a necessidades reais da nossa sociedade” .

O Prémio Inovação Social Sociedade Ponto Verde foi lançado pela primeira vez na presente edição dos Green Project Awards e pretende reconhecer os melhores projetos, produtos, serviços ou iniciativas que contribuam para o desenvolvimento e fortalecimento da sociedade civil, apresentando soluções criativas e sustentáveis para fazer face às necessidades e aos desafios da sociedade atual, e que estejam em linha com os objetivos do milénio.

Projeto Vencedor : EcoPontas&PapaChicletes – Redução e Valorização de Resíduos do Laboratório da Paisagem de Guimarães

As pontas de cigarros lideram uma das maiores preocupações ambientais no âmbito da acumulação de resíduos, representando cerca de 25% dos resíduos encontrados nas cidades. Esta realidade aumentou consideravelmente a partir do momento em que surgiram as proibições de fumar no interior dos recintos. O panorama dos resíduos de pastilhas elásticas é similar, sendo que para além dos danos no património, acrescem os custos de remoção destes resíduos.

Neste contexto, o projeto EcoPontas&PapaChicletes pretendeu criar soluções inovadoras que reduzissem a acumulação de pontas de cigarros e pastilhas elásticas,  concebendo estruturas com um design suficientemente apelativo que contribuam para alterações comportamentais, na cidade de Guimarães.

Criado em novembro de 2015, os resultados dos primeiros meses de implementação revelam o sucesso da iniciativa advogando que a sua continuidade contribuirá para o reforço de medidas que visam a sustentabilidade das cidades, sublinhando a importância da redução, transformação e valorização de resíduos. Estima-se que em 2 meses e meio tenham sido recolhidas mais de 15.000 pontas de cigarro e 2.000 pastilhas elásticas, através da colocação de 8 estruturas no centro de cidade.

Para além da vertente de redução do impacto ambiental, este projeto possui um cariz de I&D, promovendo a valorização dos resíduos e reforçando a importância da economia circular.

Menção Honrosa : Projeto Vestidas para Vencer da Associação Dress for Success Lisboa

O projeto “Vestidas para Vencer” ajuda mulheres desempregadas que pretendam obter emprego ou mulheres empregadas que pretendam desenvolver a sua carreira, e que tenham recursos económicos limitados, através da doação de roupas profissionais (Boutique) e do desenvolvimento de competências para prosperarem no trabalho e na vida pessoal (Espaço Carreira).

Este projeto, criado em 2013, trabalha de forma integrada estas 2 vertentes: imagem e procura ativa de emprego/ desenvolvimento de carreira. Na Boutique, as mulheres são orientadas para uma situação de entrevista de emprego onde se desenvolve, através da imagem, a valorização pessoal da mulher. No Espaço Carreira, proporciona-se uma sessão personalizada de preparação para uma situação de entrevista de emprego, na qual se faz a análise do perfil da candidata e fornecem-se dicas práticas para a entrevista. Caso tenham emprego, faz-se o acompanhamento do plano individual criado no Espaço Carreira.

Com este projeto pretende-se quebrar o ciclo da pobreza, reforçando a confiança das mulheres através da imagem e ferramentas profissionais especializadas para conseguirem obter ou manter um emprego e delinear estratégias de desenvolvimento de carreira, de forma a prosperarem no trabalho e na vida pessoal.

Menção Honrosa : Projeto Cozinha para a Vida da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra

A Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra - EHTC, inserida numa região com cerca de 23 instituições de acolhimento de jovens em risco desenvolve desde 2012 o projeto Cozinha para a Vida, envolvendo os seus alunos em ações de voluntariado que visam preparar jovens institucionalizados para uma maior autonomia doméstica, designadamente na confeção de refeições nutricional e economicamente equilibradas; gestão de sobras; compras e gestão da despensa, bem como manutenção e limpeza de espaços, utensílios e equipamentos.

O projeto, com 28h de formação, desafia os jovens a aprender a fazer, levando-os ao mercado e explorando os benefícios da agricultura biológica, e a confecionar ementas completas, degustando-as após cada sessão. No final é disponibilizado um manual de cozinha e sementes de ervas aromáticas a cada participante.

O projeto Cozinha para a Vida está orientado para a responsabilidade social, criando condições que conferem aos jovens institucionalizados experiências significativas que os auxiliam ao longo da vida.

Para mais informações e acesso ao programa, visite por favor, o site http://gpa.pt/

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como " Sistema Ponto Verde ". Promover a sensibilização e educação ambiental junto dos portugueses é um dos grandes objectivos da Sociedade Ponto Verde.

Tags:

Sobre nós

Entidade privada, sem fins lucrativos, fundada em Novembro de 1996 que visa, e está licenciada, para gerir e promover a selecção, recolha e reciclagem de embalagens em Portugal.

Subscrever

Media

Media