Sociedade Ponto Verde incentiva à separação nas festas de Lisboa

Com o mote “Lisboa é linda e fica mais bonita quando todos cuidam”, a Sociedade Ponto Verde, em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa, Valorsul e com o apoio da EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Atividade Cultural de Lisboa), entidade promotora das Festas de Lisboa, pretende incentivar a população a tornar as festas de Lisboa mais sustentáveis, a partir de uma gestão consciente dos resíduos.
Serão instalados equipamentos destinados à recolha dos resíduos, além da aposta na divulgação e sensibilização para estas ações que vão decorrer ao longo das festas de Santo António. A iniciativa conta ainda com a presença de equipas devidamente identificadas, que vão ajudar na recolha das embalagens que não forem depositadas nos contentores. O objetivo é garantir que os resíduos de embalagens produzidos durante estes eventos tenham o destino mais adequado, contribuindo assim para o aumento dos níveis de reciclagem da cidade de Lisboa.
Durante as festividades, cada arraial terá afixado em local próprio os resultados do seu compromisso com a redução e reciclagem de resíduos. Estima-se que sejam encaminhadas para reciclagem cerca de 50% dos resíduos urbanos recolhidos nestes eventos que esperam a participação de cerca de 150.000 pessoas.
Nas festas da cidade de Lisboa de 2016 foi implementada uma versão piloto deste projeto, que teve lugar em 3 arraiais (Navegantes, Alto de Santo Amaro e Viver Campolide) onde foram recolhidas 10 toneladas de resíduos urbanos e encaminhados para reciclagem 56% dos resíduos produzidos (orgânicos, papel/cartão, embalagens de plástico, metal e vidro).
 
O arraial ecológico é um projeto que envolve 12 arraiais de Lisboa localizados na coroa externa da Cidade:
Academia de Santo Amaro (Alcântara); Grupo Excursionista "Os Económicos" (Avenidas Novas); Clube Sportivo de Pedrouços (Belém); Associação Viver Campolide (Campolide); Grupo Dramático Escolar "Os Combatentes" (Estrela); Associação de Moradores do Bairro dos Alfinetes e Salgadas (Marvila); Corpo Nacional de Escutas, agrupamento 48 Sta. Catarina (Misericórdia); Associação Desportiva e Cultura da Encarnação e Olivais (Olivais); Arraial dos Navegantes (Parque das Nações); Associação Schoenstatt de Lisboa (Belém); Ingleses Futebol Clube (Olivais) e Centro de Cultura Popular de Santa Engrácia (São Vicente).

 
Nota: junto enviamos imagens dos vários suportes de divulgação desta iniciativa

Sobre a Sociedade Ponto Verde
A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como " Sistema Ponto Verde ". Promover a sensibilização e educação ambiental junto dos portugueses é um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde.

Tags:

Sobre nós

Entidade privada, sem fins lucrativos, fundada em Novembro de 1996 que visa, e está licenciada, para gerir e promover a selecção, recolha e reciclagem de embalagens em Portugal.

Subscrever