Centro Colombo vai receber a “Casa da Esclerose Múltipla”

O Centro Colombo vai receber a “Casa da Esclerose Múltipla”, uma iniciativa que a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) vai desenvolver no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Esclerose Múltipla, que se assinala a 31 de maio. No Jardim do Centro Colombo, localizado no 2º piso, vai ser possível visitar a “Casa da Esclerose Múltipla”, das 10H00 às 24H00 entre os dias 24 e 31 de maio, e experienciar o impacto de sintomas desta doença nas tarefas mais simples do dia-a-dia.
 
A sessão inaugural desta iniciativa realiza-se no dia 24 de maio, a partir das 10h30, na qual a vice-presidente da SPEM, Susana Protásio, vai apresentar os “Sete Princípios da Qualidade de Vida das Pessoas com EM”, um documento que contribui para o movimento internacional em prol das pessoas com EM e compilado pela Federação Internacional das associações de doentes, organização a que a SPEM pertence. Também o neurologista Carlos Capela vai apresentar a perspetiva clínica de como é “Viver com EM” e será, ainda, partilhado o testemunho de uma doente. Por último, Ana Gonçalves, medical manager da Merck, que apoia esta iniciativa, fala de como a “Casa da EM” foi concebida para sensibilizar as pessoas para a doença neurológica não traumática e incapacitante mais comum entre os jovens adultos.
 
Na “Casa da EM” são duas as divisões representadas e aquelas onde, normalmente, se passa mais tempo: a sala de estar e a cozinha. Na sala, a experiência de atravessar um tapete com barbatanas calçadas pretende sensibilizar para a dificuldade que estes doentes têm em levantar os pés e a falta de equilíbrio. Na cozinha, sentir uma onda de calor ao abrir o frigorífico mostra como as pessoas que sofrem de EM reagem às alterações bruscas de temperatura. Ao afetar o sistema neurológico central, a EM origina uma multitude de perturbações físicas e sensoriais.
 
Ainda no âmbito desta iniciativa, no dia 27 de maio vai realizar-se uma sessão gratuita de cinema, para visionar o filme “100 Metros” que conta a história de um homem diagnosticado com EM que, desafiando o prognóstico e as limitações impostas pela doença, conseguiu concluir o IronMan, uma das provas mais duras do planeta. Esta sessão realiza-se pelas 19h00 e os bilhetes podem ser solicitados às promotoras junto da “Casa da EM”.
 
Segundo Susana Protásio, “ é muito importante conseguirmos transmitir à população em geral, media e tutela, o que é viver com EM. A correta gestão da doença não é apenas responsabilidade da pessoa afetada. Depende de toda a sociedade assegurar que estas pessoas, jovens e em idade ativa, possam fazer face à doença e continuar as suas vidas apesar deste diagnóstico, com os mesmos direitos e oportunidades. Esta iniciativa pretende promover a igualdade e desafiar o estigma em torno da EM ”.
 
 
Sobre o Centro Colombo
O Centro Colombo, um dos maiores centros comerciais da Península Ibérica com 113.858 m2 de Área Bruta Locável (ABL), dispõe de mais de 340 lojas e possui características únicas que, juntamente com a sua enorme variedade de oferta, permitem ao consumidor a melhor experiência em compras. Com uma área de abrangência supra regional, no Centro Colombo encontra tudo aquilo que possa imaginar. São mais de 60 restaurantes, 8 salas de cinema e um IMAX, Jardim Exterior, Health Club, Parque Infantil ( ColomboLand ), Espaço BabyCare e Bowling City , além de vários serviços de apoio ao cliente e das maiores lojas âncora do país que incluem as marcas mais procuradas pelos consumidores. Desta forma, o Centro Colombo representa uma oferta completa caracterizada pela Inovação e Diferenciação dos seus produtos e serviços, com o intuito de maximizar o conforto e segurança dos seus clientes.
A par da experiência única de compras e de lazer que oferece aos seus clientes, o Centro Colombo assume a responsabilidade de dar um contributo positivo para um mundo mais sustentável, trabalhando ativamente para um desempenho excecional nas áreas ambiental e social. Todas as iniciativas e novidades sobre o Centro podem ser consultadas no site www.colombo.pt e na página de Facebook em https://www.facebook.com/centrocolombo .
 
 
Sobre a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla
A Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social criada em 1984, que tem como missão contribuir para a melhoria das condições de vida dos portadores de Esclerose Múltipla e das pessoas que com eles convivem.
Neste âmbito, a SPEM desenvolve a sua atividade em distintas, mas complementares áreas de ação. Por um lado, intervém junto dos poderes públicos e organismos competentes, especialmente nas áreas da saúde e social, no sentido da maior eficiência na divulgação da informação pertinente sobre a patologia e o acesso às respetivas terapias. Por outro, presta apoio integrado e multidisciplinar, através de serviços especializados e de referência: Centros de Atividades Ocupacionais, Unidades de Neuro-reabilitação, Apoio Domiciliário, Consultas de Psicologia, Serviço Informativo Social e o Aconselhamento Jurídico.
Com cerca de 3.000 sócios ativos, a SPEM, que tem sede em Lisboa, está presente em várias zonas do país (9 delegações e 1 núcleo) conseguindo chegar a cada vez mais pessoas atingidas pela Esclerose Múltipla.
 
 
Sobre a Esclerose Múltipla
A esclerose múltipla (EM) é uma condição inflamatória crónica do sistema nervoso central e é a doença neurológica mais comum, não traumática e incapacitante em jovens adultos. Estima-se que mais de 2,3 milhões de pessoas têm EM a nível mundial. Embora possam variar, os sintomas mais comuns da EM incluem fadiga intensa, visão turva, dormência ou formigueiro nos membros e problemas em termos de força e coordenação. As formas recidivantes (repetitivas) da EM são as mais comuns.

Tags:

Sobre nós

Especialista internacional em centros comerciais.

Subscrever