Exposição “Limites e Imperfeições” mostra 24 pinturas criadas por duplas de ilustradores e artistas plásticos

O Silo-Espaço Cultural do NorteShopping apresenta a exposição “Limites e Imperfeições”, uma mostra que desafiou três duplas, compostas por um ilustrador e um artista plástico, a criarem três momentos de diálogo, nos quais cada par propõe-se a tecer cumplicidades de gesto, de conceito ou de atitude. Gina Frazão e Daniel Moreira, Daniela Nunes e Ana Torrie e José Pando Lucas e Maja Babic Kosir são os três grupos de trabalho que criaram 8 pinturas cada. A proposta consistiu em criar um diálogo entre os 3 ilustradores da “Ó galeria”, cujo trabalho tem vindo a refletir uma atitude introspetiva e linhas claras de atenção plástica, e 3 artistas plásticos com um desempenho em torno de questões como a ficção, da narração e da figuração. Tanto o conceito da exposição como as duplas foram previamente propostos aos artistas, após a consciência de que havia uma área de interceção entre ilustradores e artistas plásticos. Os ilustradores não só sustentam no trabalho uma atitude de maior interioridade, contrapondo-o aos princípios lúdicos que regem muito dos trabalhos deste tipo, como apresentam atenções plásticas na eleição e tratamento dos materiais e suportes, característicos das artes plásticas. Por seu turno, os artistas plásticos, além da investigação plástica, “ilustram” narrativas.A artista plástica Gina Frazão e o ilustrador Daniel Moreira caracterizam-se por um trabalho que através de um gesto plasticamente delicado - cada um à sua maneira - dá impressão de procurarem na harmonia formal, uma compreensão íntima do seu mundo interior e da apreensão sensível que fazem, daquilo que os rodeia. No caso da Gina Frazão a modelação do desenho, a dimensão e o controlo do traço remete-nos para a gestualidade e para compreensão dinâmica dos volumes, típica do traçado oriental. O trabalho do Daniel Moreira revela intimidade não só na minúcia do gesto do desenho e nos olhares melancólicos das personagens, como no retrato psicológico que delas faz, com recurso a um imaginário simbólico e poético. A artista plástica Daniela Nunes e a ilustradora Ana Torrie relacionam conceitos que lhe são caros e transversais ao trabalho como os temas da infância e da morte. Em termos psicológicos partilham de um certo “obscurantismo nostálgico”. No caso de Ana Torrie é indiciado pelos ambientes atmosféricos soturnos e por uma certa ideia de tradição, enquanto que no caso de Daniela Nunes este estado psicológico assume contornos outonais. O artista plástico José Pando Lucas e a ilustradora Maja Babic Kosir desenvolveram a sua própria e singular iconografia urbana. As suas figuras, símbolos ou frases são ferramentas de um diálogo íntimo, sarcástico, irónico e cortante. A atitude é assumidamente underground, embora combine punk com pop, ou relacione nas suas superfícies, uma série de princípios e formas de estar, das cada vez mais numerosas e originais “tribos urbanas”.Até ao dia 18 de junho, a exposição “Limites e Imperfeições” pode ser visitada no Silo-Espaço Cultural do NorteShopping (junto ao Parque Infantil no piso 0). De segunda a sexta-feira, das 12h30 às 20h, e aos fins de semana, das 12h30 às 22 horas, com entrada gratuita.Para mais informações não hesite em contactar-me:Tânia Miguel Communication ConsultantQuinta da Fonte Edifício D. Amélia, piso 0, lado B - 2770-229 Paço de Arcos, PORTUGAL T: 351214666500 | F: 351214666519 | M: 351918270387tania.miguel@lift.com.pt | http://www.lift.com.pt

Tags:

Sobre nós

Especialista internacional em centros comerciais.

Subscrever

Media

Media