BELMIRO DE AZEVEDO DISTINGUE COLABORADORES POR PROJETOS DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS SONAE

Belmiro de Azevedo, Chairman da Sonae, atribuiu o prémio de inovação Chairman’s Award 2014 aos colaboradores Luis Marçalo Ribeiro, da Sonae MC, e Maria Emília Gomes, da Sonae Sierra, em ex-áqueo, responsáveis pelo desenvolvimento de um "Robot para a troca de baterias de máquinas de movimentação de carga movidas a energia elétrica" e de um "Sistema de gestão de visitas nos centros comerciais". Os projetos destacaram-se pela criatividade e inovação na resposta aos desafios existentes, permitindo ganhos de eficiência e produtividade, bem como poupanças e maior eficácia na gestão de recursos.

No âmbito do Chairman’s Award 2014 foi também atribuída uma menção honrosa ao projeto de criação de uma nova proteção para escadas rolantes, da responsabilidade dos colaboradores Daniel Andrade de Paula e Eduardo Dias Jorge, que elimina o risco de acidentes no acesso a estas infraestruturas presentes nos centros comerciais.

Os projetos distinguidos foram selecionados entre centenas de candidaturas e refletem a aposta estratégica das Empresas Sonae numa cultura de inovação. O Chairman’s Award tem como objetivo estimular a criatividade e a inovação entre os colaboradores das empresas Sonae.,. Após a recolha das candidaturas de colaboradores, o vencedor é escolhido em função da iniciativa e grau de inovação e pelo impacto positivo gerado pela inovação introduzida.

Os vencedores deste ano foram conhecidos durante o Congresso FINCO´14, encontro bienal sobre tecnologias de informação organizado pelas empresas Sonae e que reuniu em Lisboa alguns dos maiores especialistas mundiais em tecnologias de informação, com o objetivo de debater como a tecnologia está a mudar a vida das pessoas e das empresas.

Projetos distinguidos:

Luis Marçalo Ribeiro – Sonae MC: Automatização Sala de Baterias (Robot para troca de baterias)

No entreposto da Sonae MC, na Azambuja, são utilizadas diariamente mais de uma centena e meia de máquinas de movimentação de carga movidas a energia elétrica. No entanto, o processo de troca das baterias, cujo peso pode chegar às 2 toneladas, era realizado de forma manual, exigindo um grande esforço físico dos colaboradores. Dado o seu peso enorme, as baterias encontravam-se no solo, ocupando um espaço considerável, e sendo uma operação muito exigente do ponto de vista físico, era efetuada através de outsourcing.

De forma a melhorar o processo, foi desenvolvido internamente um projeto de raiz no entreposto da Azambuja, que consistiu na criação de um robot de movimentação de baterias. Ao colocar as baterias numa estante com quatro níveis de altura, algo só possível com a introdução deste robot, foi possível alcançar uma redução do espaço ocupado e facilitar o processo, reduzindo o tempo necessário para a operação de 9 para 3 minutos, com aumento da segurança e, consequente, diminuição de risco de acidentes de trabalho. Um maior controlo apertado do tempo de carga das baterias permitiu também prolongar a sua vida útil, reduzindo, a longo prazo, os custos associados com a sua substituição precoce.

Os ganhos de eficiência e produtividade alcançados, a par das poupanças energéticas, permitem recuperar o investimento de 210 mil euros em menos de dois anos.

Maria Emília Gomes – Sonae Sierra: BIPS (Sistema de gestão de visitas)

Nos centros comerciais, mais do que contabilizar o número de visitantes, é importante perceber os seus comportamentos de forma a responder adequadamente às suas necessidades. Para tal, foi desenvolvido um sistema de gestão de visitas, em alternativa ao atual sistema de contagem de pessoas. A solução assenta na tecnologia BIPS, desenvolvida pela start-up portuguesa Movvo, e foi testada num projeto-piloto no Norteshopping, em Portugal, durante cerca de 1 ano. Através da concentração de rádio frequências de dispositivos móveis, é possível entender os fluxos dos visitantes e atuar ao nível da organização dos espaços e da sua oferta, com benefícios claros para os clientes e lojistas.

Daniel Andrade de Paula e Eduardo Dias Jorge – Sonae Sierra: Protetor de escadas rolantes

A segurança é uma prioridade nas operações da Sonae Sierra. Após o conhecimento de acidentes com escadas rolantes em alguns centros comerciais de outros operadores, o Shopping Plaza Sul, no Brasil, desafiou-se preventivamente a eliminar a probabilidade de ocorrência deste incidente, criando uma solução que pudesse ser facilmente replicada nos vários centros comerciais da Sonae Sierra.

As equipas de Investigação e Desenvolvimento estudaram, durante 3 meses, o problema e criaram um sistema de proteção inovador que salvaguarda as pessoas ao impedir o fácil acesso ao corrimão da escada rolante num ponto onde é possível o equipamento erguer uma pessoa.

Após um modelo inicial simples em cartão, foi desenvolvido um modelo 3D com recursos computacionais, tendo o protótipo demonstrado o seu sucesso nos apertados testes de segurança.

O protetor de escada rolante eliminou na totalidade o risco potencial de acidente, permitindo evitar custos potenciais em indemnizações e criando a possibilidade de redução de encargos mensais do seguro. Esta garantia adicional de segurança contribuiu para uma melhor reputação do centro comercial na comunidade local, potenciando o tráfego e as vendas. Internamente, o projeto reforçou a motivação das equipas para a importância da saúde e segurança dos clientes e lojistas e estimulou a política de melhoria contínua na gestão dos centros comerciais.

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Contactos

Subscrever

Media

Media