Empresas Sonae premeiam projetos de Sustentabilidade

A rede de pontos de recolha de resíduos de madeira na América do Norte, criada pela Sonae Indústria, venceu a 2ª edição do Prémio de Sustentabilidade das Empresas Sonae.
O projeto permitiu reciclar 665 mil toneladas de resíduos urbanos de madeira, o equivalente a 10 milhões de árvores, e criou 445 postos de trabalho.

 
O Prémio de Sustentabilidade das Empresas Sonae procura incentivar a implementação de programas, projetos, medidas para reforçar o desenvolvimento sustentável dos negócios, distinguindo as melhores iniciativas que conciliam as vertentes económica, ambiental, social e envolvimento com os stakeholders. O prémio, atribuído pelo Fórum da Sustentabilidade das Empresas Sonae, abrange a Sonae e suas várias áreas de negócio, bem como a Sonae Indústria e a Sonae Capital.
O grande vencedor da 2ª edição do prémio foi o projeto Rewood, desenvolvido pela Tafisa Canadá, subsidiária da Sonae Indústria. O projeto consistiu na criação de uma rede de pontos de recolha e reciclagem de resíduos de madeira no Canadá e nos Estados Unidos, os quais são incorporados no fabrico de painéis de madeira.
O sucesso do projeto-piloto conduziu à criação uma rede de 41 centros de reciclagem na América do Norte, os quais já empregam 445 pessoas. A rede criada permite um abastecimento constante e renovável de resíduos de madeira sem interrupção e poupanças anuais de 7 milhões de euros nos custos de matérias-primas. Desde 2011, o projeto recolheu e tratou 665 mil toneladas de resíduos urbanos de madeira, o equivalente a 10 milhões de árvores.
O Prémio de Sustentabilidade das Empresas Sonae recebeu três dezenas de candidaturas, as quais foram avaliadas por um júri composto pelos membros do Fórum da Sustentabilidade das Empresas Sonae. Face à qualidade dos projetos, além do grande prémio, foram atribuídas cinco menções honrosas a projetos desenvolvidos na Sonae MC, na Sonae Sierra, na Sonae SR e na Sonae Centro de Serviços.
Luís Filipe Reis, sponsor do Fórum da Sustentabilidade das Empresas Sonae, afirma: “A segunda edição do prémio distinguiu-se pela qualidade dos projetos apresentados a concurso, demonstrando a forte preocupação das Empresas Sonae em contribuírem para um mundo mais sustentável. Os projetos permitiram-nos melhorar a nossa pegada ecológica ao mesmo tempo que reforçaram a nossa eficiência e proporcionaram importantes poupanças que contribuem para o reforço das nossas posições competitivas”.
 
MENÇÕES HONROSAS:
 
Partilha logística – Sonae MC
A Sonae MC criou dois centros de serviços para paletes e caixas CHEP e IFCO, que permitem o seu tratamento e reencaminhamento nos próprios entrepostos logísticos, evitando a sua deslocação para as unidades dos seus parceiros. O projeto permitiu reduzir em 145 mil quilómetros a distância percorrida, com poupanças significativas ao nível de combustíveis e emissões, bem como reforçar a taxa de reutilização de paletes e caixas. Adicionalmente, conduziu à criação de 18 novos postos de trabalho.
 
Otimização do consumo de água (Dive Project) – Sonae Sierra
O consumo de água nos centros comerciais é uma forte preocupação da Sonae Sierra, dada a preocupação com a redução da pegada ecológica e o foco na eficiência das suas operações. Para identificar oportunidades de otimização e melhoria da eficiência, a Sonae Sierra desenvolveu um modelo que permite estimar consumos e avaliar possíveis medidas a implementar. Este projeto permitiu reforçar a eficiência dos investimentos realizados, contribuindo para a redução dos consumos e maximizando as poupanças obtidas com os sistemas implementados.
 
Equipa Worten Equipa – Sonae SR
A iniciativa da Worten de recolha de equipamentos elétricos usados permitiu, desde 2009, recolher 30 mil toneladas de resíduos, os quais foram encaminhados para centros de recuperação e reciclagem. Este projeto, iniciado em 2009 no âmbito da política de responsabilidade corporativa da marca, já levou à oferta de mais de 17 mil equipamentos novos a mais de 1.700 instituições de todo o país, beneficiando 410 mil pessoas em todo o país, num investimento que supera os 1,5 milhões de euros.
 
Autossuficiência no consumo de água – Sonae Sierra
O centro comercial Plaza Sul, localizado em São Paulo, Brasil, estabeleceu como objetivo alcançar a autossuficiência em recursos hídricos, reduzindo os seus impactos ambientais e tornando-se independente do abastecimento público. Para alcançar esse objetivo, foi introduzida uma estação de tratamento e reutilização de águas, reforçada a capacidade de armazenamento de água e efetuado um novo furo, entre outras iniciativas. Fruto deste trabalho de gestão integrada dos recursos hídricos, 50% da água é agora
reutilizada, o consumo de água potável diminuiu 36% e a poupança em custos de água ascendeu a 25%, tendo sido alcançado o objetivo pretendido.
 
Desmaterialização de faturas (Touchless) – Sonae Centro de Serviços
Todos os anos, as unidades de retalho da Sonae recebem mais de 3 milhões de faturas de fornecedores, que necessitam de ser devidamente tratadas. Para aumentar a eficiência no processo, e depois de ter fomentado a adesão à fatura eletrónica, a Sonae implementou um sistema de automação para o arquivamento das faturas, transformando o processo de paper less para touchless . Este projeto permitir reduzir o tempo e custo de tratamento da informação, aumentou a eficiência e o controlo ao disponibilizar informação para os negócios ainda mais rapidamente, facilitou o processo de pagamento e melhorou a relação com os fornecedores. Hoje, na compra de bens pelas áreas de retalho da Sonae, 98% das situações já tem por base a fatura eletrónica e em 88% dos casos já não existe sequer manuseamento da fatura. Além das poupanças financeiras e de ganhos de eficiência, a nível ambiental, o projeto oferece poupanças anuais 2.700 árvores por ano, 10 milhões de litros de água e 59 toneladas de CO2, fruto da redução do consumo de 97 toneladas de papel por ano.

(Comunicado integral em anexo)

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Subscrever

Media

Media