EXPOSIÇÃO DO PRÉMIO SONAE MEDIA ART ABRE AO PÚBLICO AMANHÃ

A Sonae e o Museu apresentam exposição com obras inéditas desenvolvidas pelos artistas finalistas do maior prémio nacional de arte na área dos novos media.
O vencedor será conhecido no próximo dia 11 de dezembro.

 
A Sonae, em parceria com o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, abrem ao público, amanhã, a exposição das obras finalistas do Sonae Media Art, o maior prémio nacional de arte na área dos novos media.

Diogo Evangelista, Tatiana Macedo, Rui Penha e Patrícia Portela, bem como o coletivo Musa paradisíaca composto por Miguel Ferrão e Eduardo Guerra, foram selecionados entre mais de uma centena e meia de candidaturas para desenvolverem obras inéditas em exclusivo para o prémio Sonae Media Art. Os seus trabalhos, que beneficiaram de uma bolsa de € 5.000 atribuída pela Sonae, vão agora estar patentes ao público, no Museu do Chiado, até ao próximo dia 31 de janeiro.

O vencedor do Prémio Sonae Media Art será escolhido entre os cinco finalistas, através de uma avaliação das obras em exposição. O júri de premiação será constituído por: Lori Zippay (diretora executiva da Electronic Arts Intermix em Nova Iorque), Marco Martins (cineasta) e João Silvério (curador de arte contemporânea). A decisão sobre o vencedor será anunciada a 11 de dezembro de 2015.

O Júri privilegiará os trabalhos em linguagem multimédia, dando particular relevo às dinâmicas interdisciplinares das obras apresentadas a concurso que têm correspondência e corroboram a sua coerência nos percursos artísticos dos cinco finalistas, que reúnem as condições de qualidade artística e concetual, inovação de projeto e capacidade interdisciplinar no entendimento do conceito media art .

O Prémio Sonae Media Art é bienal e atribui um montante de € 40.000 ao artista vencedor. Esta iniciativa integra o acordo de mecenato celebrado entre a Sonae e o MNAC-MC e enquadra-se na política de responsabilidade corporativa da Sonae, que procura promover a criatividade e a inovação, estimular novas tendências e aproximar a sociedade à arte, nomeadamente através de manifestações culturais de relevo que permitam experiências enriquecedoras de desenvolvimento pessoal e coletivo.
 
Obras inéditas questionam limites da arte
O Prémio Sonae Media Art vem promover espaços de experimentação e incentivar o surgimento de novos conceitos na área da media arte, cuja versatilidade e qualidade têm vindo a ser consistentes com as principais linhas de atuação dos mais influentes centros de arte internacionais, distinguindo os artistas cujo trabalho incide sobre o multimédia como suporte e/ou tema, quer de uma forma exploratória e inovadora, quer sob um ponto de vista crítico e histórico. O prémio abrange as formas de criação contemporânea que vão desde a imagem ao som, incluindo a exploração do media vídeo, computação, som e mixed-media, em que outras formas de arte como a performance, a dança, o cinema, o teatro ou a literatura poderão ser incorporadas, afirmando-se como o mais importante prémio de arte no contexto nacional.

Os cinco artistas finalistas da primeira edição do Prémio Sonae Media Art apresentam um conjunto de obras inéditas onde se destaca a diversidade e a complexidade de linguagens artísticas que o conceito de media art envolve.

Através dos cinco projetos finalistas, são questionados os limites percetivos da arte, colocando conceitos como a interatividade, o caráter performativo e imersivo, em destaque na formulação do diálogo com o espetador. Estes projetos refletem também sobre os tradicionais limites da ciência e da arte, e dos papéis do artista e do espetador, diante de um novo mapa artístico em que a comunicação será também ela forjada numa crescente virtualidade.

(comunicado integral em anexo, com obras em exposição e testemunhos dos autores)

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Contactos

Subscrever

Media

Media