Sonae aumenta vendas e reforça internacionalização

PRINCIPAIS DESTAQUES DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015:
Todas as áreas de negócio voltam a registar crescimento do volume de negócios
Reforço da atividade internacional e entrada em novos mercados
Volume de negócios cresce 1% para €2.329 M
Underlying EBITDA atinge €132 M e EBITDA cresce 11,1% para €191 M
Resultado direto cresce 23,5% e atinge €56 M
Resultado líquido atribuível a acionistas aumenta de €52 M para €97 M
Investimento nos negócios de retalho aumenta 48,6% para €109 M
Compras a produtores nacionais representam mais de 80% em quantidade na área dos perecíveis
 
ANÁLISE OPERACIONAL E FINANCEIRA

Durante o primeiro semestre de 2015 a Sonae prosseguiu com a sua estratégia, explorando oportunidades de crescimento tanto a nível nacional como internacional. O volume de negócios consolidado alcançou €2.329 M, representando um crescimento de 1% quando comparado com o 1S14 e beneficiando do desempenho positivo de todos os negócios da Sonae.

No retalho alimentar , o volume de negócios foi de €1.633 M, crescendo 0,4% quando comparado com o 1S14. O desempenho ao nível do volume de negócios beneficiou da expansão da área de vendas, tendo a Sonae MC finalizado o semestre com mais duas novas lojas próprias de retalho alimentar. Adicionalmente, os formatos de franquia continuam a expandir-se rapidamente, com todas as insígnias, nomeadamente Meu Super, Well’s, Bom Bocado e note! a contribuir positivamente. O Meu Super alcançou 162 lojas, representando, no semestre, um aumento dos metros quadrados de 10%. Através das lojas Meu Super, a Sonae MC tem ampliado a sua presença no formato de conveniência através de uma abordagem capital light .

Com o objetivo de manter a liderança no setor, a Sonae MC continua focada em oferecer a melhor proposta de valor do mercado, apresentando os preços mais baixos mantendo elevados padrões de qualidade, fazendo promoções, dando benefícios através do cartão de fidelização que podem ser utilizados fora do universo do Continente com outros parceiros com os quais foram firmados acordos, como, por exemplo, a Galp, e procurando soluções inovadoras e confortáveis para os clientes. A atividade promocional suportada pelo cartão de fidelização do Continente continua a ser uma vantagem competitiva distintiva, com as vendas através do cartão a representar, no 1S15, mais de 90% das vendas totais. De salientar, também, a evolução das vendas online , que continuaram a tendência de crescimento, aumentando 11% entre o 1S14 e 1S15.

No retalho especializado , o volume de negócios alcançou €582 M no 1S15, traduzindo um crescimento de 0,4% e um aumento de 4,4% das vendas por m 2 . A Sonae SR prosseguiu a sua aposta na internacionalização, tendo registado um aumento de 5,1% no volume de negócios da unidade internacional. A Sonae SR continuou a implementar os novos conceitos de loja, investindo em desenvolvimento de produto e implementando a experiência omni-canal. Os novos conceitos de loja têm confirmado o seu sucesso, contribuindo para melhores níveis de serviço e elevados graus de satisfação. Como principais concretizações do semestre, destaca-se o crescimento contínuo das vendas online consolidadas, impulsionado pelas plataformas de e-commerce de todos os negócios. A Sport Zone aumentou as vendas numa base comparável em 1%. A Worten reforçou em 40 bps a sua quota de mercado em Portugal e, em Espanha, continuou a evidenciar sinais positivos de recuperação, tendo iniciado recentemente uma operação de rebranding , mais adaptada ao posicionamento da insígnia neste mercado.

No âmbito da estratégia de internacionalização, a Sonae SR prosseguiu com o crescimento através dos formatos capital light , beneficiando com a entrada, em junho de 2015, na Arábia Saudita, com a MO. Esta nova geografia estende a presença da marca MO a 4 países, para além de Portugal, e marca a entrada da insígnia na região do Médio Oriente, onde a Sonae SR já se encontrava presente através da Zippy.

Na Sonae IM , unidade de Gestão de Investimentos, o volume de negócios ascendeu a €124 M no 1S15, aumentando 4% em relação ao mesmo período de 2014. O desempenho do volume de negócios beneficiou da contribuição positiva da divisão da SSI, cujo volume de negócios aumentou 18% no 1S15, excluindo a contribuição da Mainroad no 1S14. Neste semestre, a WeDo Technologies adquiriu 5 novos clientes internacionais no setor de telecomunicações e 3 novos clientes em Portugal nos setores de energia e saúde, refletindo, uma vez mais, o crescimento da empresa no mercado de business assurance . A Bizdirect aumentou, no 1S15, o volume de negócios em 14%, beneficiando da recente melhoria do mercado de hardware e software de TI, assim como do desempenho alcançado na nova área de soluções. A Saphety registou, ao longo do semestre, uma atividade comercial positiva, com a angariação de 193 novos clientes, e registou melhorias significativas ao nível do volume de negócios e da rentabilidade. E a S21Sec assinou um memorando de entendimento com a Europol - sendo a primeira empresa espanhola a fazê-lo - que inclui partilha de conhecimento e cooperação no combate à fraude online . Na área de tecnologias de retalho, a Tlantic aumentou o volume de negócios em 22% face ao 1S14 e a Movvo continuou a investir na angariação de clientes, com a sua tecnologia de indoor tracking a fomentar o aumento do número de clientes de retalho e centros comerciais. Ao nível das parcerias, a MDS aumentou o volume de negócios e a rentabilidade face ao 1S14 e a Maxmat registou um crescimento de 4% das vendas numa base comparável, não obstante o ambiente competitivo.

Nos centros comerciais , as vendas dos lojistas aumentaram €37 M e 1,8% em termos homólogos, totalizando €2.081 M, suportadas por um desempenho positivo quer na Europa, quer no Brasil. Comprovando, mais uma vez, a qualidade dos ativos da Sonae Sierra, a taxa de ocupação continuou a melhorar, alcançando 95,8% no 1S15 e crescendo, aproximadamente, 120 bps em relação ao mesmo período de 2014.

Nas telecomunicações, as receitas operacionais da NOS ascenderam a €700 M, aumentando 2,6% face ao período homólogo de 2014, beneficiando da forte atividade operacional. O número de clientes convergentes ascendeu a 510 mil, mais do que duplicando face ao mesmo período de 2014 e representando 2,4 milhões de RGUs.

Em termos consolidados, e no que se refere à rentabilidade operacional, o underlying EBITDA totalizou €132 M, correspondendo a uma margem underlying EBITDA de 5,7%, e o EBITDA ascendeu a €191 M, aumentando 11,1% face ao mesmo período do ano anterior, beneficiando do forte desempenho da NOS e da Sonae Sierra e das operações de sale and leaseback concluídas no período.
O resultado direto foi de €56 M, crescendo 23,5% quando comparado com o mesmo período de 2014, beneficiando das melhorias registadas no EBITDA e no resultado financeiro líquido, apesar do nível superior de amortizações e depreciações e impostos.

O resultado indireto alcançou €43 M, aumentando consideravelmente em termos homólogos. Esta melhoria foi maioritariamente suportada pelo efeito mark to market da NOS, assim como pelos movimentos non-cash relacionados com a avaliação dos ativos da Sonae Sierra, realizada duas vezes por ano.

Como consequência dos resultados direto e indireto, o resultado líquido atribuível a acionistas totalizou €97 M, valor que compara com €52 M obtidos no 1S14.

A dívida líquida total diminuiu €75 M face ao período homólogo de 2014, para €1.413 M no final do 1S15. A Sonae mantém-se bastante focada no aumento da maturidade média da sua dívida, ao mesmo tempo que otimiza o custo médio de financiamento. Em junho de 2015, a Sonae procedeu à emissão de um empréstimo obrigacionista no montante de €100 M, com uma maturidade de 7 anos. A taxa de juro média das linhas de crédito utilizadas continuou a tendência de evolução decrescente, situando-se em 2,8% no final do 1S15. A Sonae possui já asseguradas todas as necessidades de refinanciamento previstas para 2015 e 2016.

O investimento das unidades de retalho da Sonae (Sonae MC, Sonae SR e Sonae RP) aumentou 48,6%, atingindo os 109 M€. A Sonae apostou na expansão das suas insígnias, bem como na implementação dos novos formatos e no desenvolvimento da atividade internacional.
 
(Comunicado integral em anexo)

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Contactos

Subscrever