Sonae investiu 52 milhões de euros em inovação nas áreas de retalho

A Sonae reforçou a aposta nas áreas de Inovação e de Investigação e Desenvolvimento através do investimento de 52 milhões de euros nos seus negócios de retalho. Segundo o “Livro de Inovação 2011” que acaba de ser lançado, os mais de 30 mil colaboradores das áreas de retalho da Sonae envolveram-se na geração de ideias e em projetos de inovação e melhoria contínua com o objetivo de melhorar a vida das famílias em todo o Mundo, numa estratégia de open innovation que envolveu também a comunidade, nomeadamente universidades e centros de investigação.


O resultado foi a implementação de mais de uma centena de projetos de inovação. Estes projetos beneficiaram as 17 insígnias de retalho alimentar e especializado, colocando a inovação como uma das principais fontes de geração de valor. O trabalho desenvolvido pela Sonae conduziu à criação de novos produtos e serviços, novos processos, ações muito distintivas de ativação de marca e de responsabilidade social e a uma adaptação contínua à realidade do mercado através de alterações organizacionais.


João Günther Amaral, Diretor de Desenvolvimento e Inovação da Sonae, realça que “um dos grandes objetivos estratégicos para 2011 era colocar todas as pessoas da organização a inovar e isso foi largamente conseguido. As várias centenas de ideias geradas pelos colaboradores são um sinal muito positivo e revelam que a Sonae tem uma forte cultura de melhoria contínua e que aposta forte em projetos de inovação.” E acrescenta que “apesar da conjuntura, a Sonae vai continuar a investir em inovação, pois essa é uma garantia para a criação de vantagens competitivas a longo prazo, contribuindo para um reforço das nossas posições de liderança em Portugal, mas também para a afirmação internacional das nossas insígnias”.


As inovações introduzidas ao longo do ano foram essenciais para uma melhoria dos serviços ao cliente, para uma maior eficiência ao nível dos custos operacionais e para o reforço da produtividade e motivação dos colaboradores. Os resultados alcançados mereceram o reconhecimento interno, mas também externo, tanto a nível nacional como internacional, de que são exemplos os projetos Portal Móvel, premiado nos IDC CIO Awards, e o Mega Picnic Continente, considerado o Melhor Evento Europeu nos European BEA 2011. Estas inovações estão entre as várias destacadas no Livro de Inovação 2011 da área de retalho da Sonae, que consolida a atividade da Sonae MC, Sonae SR, Sonae RP e Gestão de Investimentos.


Networking e open innovation marcam ano de 2011


O trabalho de inovação realizado pela Sonae continuou a mereceu a atenção internacional de diversas empresas do setor do retalho, que visitaram as lojas da Sonae com o objetivo de conhecerem e verificarem ao vivo os resultados conseguidos. No total, a Sonae recebeu mais de 20 visitas de retalhistas ao longo do ano, a que se juntam dezenas de visitas de universidades e investigadores, que pretenderam conhecer os resultados e o trabalho desenvolvido na Sonae. A cooperação com universidades e centros de investigação é uma realidade crescente da cultura de open innovation da Sonae, que desenvolveu vários projetos de investigação em parcerias com centros de saber. Os responsáveis da Sonae realizaram também dezenas de apresentações em eventos externos sobre os mais variados projetos levadas a cabo pela empresa e que serviram de exemplo para organizações em todo o Mundo.


A cultura de Inovação da Sonae assenta num modelo descentralizado e aberto de inovação. A inovação é encarada como um processo cooperativo feito por e para as pessoas. Para a Sonae, a capacidade criativa não é um talento especial que aparece em algumas pessoas dotadas, não é um esforço individual. Criar é um ato de trabalho com os outros, depende da interação de ideias, requer perceções e formas diferentes de avaliar as realidades e a informação. Depende muito da heterogeneidade e experiência das pessoas e do seu pensamento. Nas organizações, são os colaboradores e as equipas que fazem acontecer os processos e os serviços, que conhecem os produtos e, por isso, são a sua principal fonte de conhecimento e geração das novas ideias.


João Günther Amaral conclui: “Inovar implica criar mecanismos de partilha de conhecimento e de boas práticas entre as diversas áreas funcionais da empresa. Mas também implica uma partilha que extravasa as fronteiras da empresa e do setor do retalho, incluindo parceiros e outras entidades externas que beneficiam com esta troca de experiências e conhecimento. É por isso que a Sonae é hoje uma referência de inovação em Portugal e no mundo do retalho.”


O Livro de Inovação 2011 das áreas de retalho da Sonae está disponível através da internet em: http://www.sonae.pt/fotos/editor2/livroinovacaoretalho_pt_vf.pdf


(Comunicado integral em anexo)


Para mais informações contactar:

Diogo Simão

Director

M 351 93 652 86 39

T 351 21 319 56 43

F. 351 21 315 62 91

ds@ban.pt

Avª João Crisóstomo, 30 - 6º Esq

1050-127 Lisboa

PORTUGAL

www.ban.pt

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Contactos

Subscrever

Media

Media