TAP COM RESULTADOS LÍQUIDOS DE 34 MILHÕES EM 2016

A TAP obteve um resultado líquido positivo de 34 milhões de euros em 2016. O regresso da Companhia aérea aos lucros foi possível apesar de uma quebra nas receitas, que totalizaram 2.242 milhões de euros, 156 Milhões abaixo dos 2.398 milhões registados em 2015. Esta quebra, no entanto, foi fortemente compensada por uma redução ainda mais expressiva dos custos operacionais, que ficaram pelos 2.042 milhões, menos 227 milhões que em 2015.

A capitalização realizada pelos novos acionistas permitiu que o ano passado fosse também marcado por fortes investimentos na Companhia, dos quais se destacam a criação da TAP Express e a renovação total da frota regional, que passou de uma das mais antigas da Europa para a mais jovem a operar no continente europeu, o arranque da Ponte Aérea entre Lisboa e o Porto, o início da renovação dos interiores da frota Airbus, o lançamento de programas como o Portugal Stopover, NPS – Net Promoter Score e “Ouvir o Cliente” ou a revolução na relação digital com o Cliente, sublinhando-se especialmente neste campo o novo website da companhia.

O ano de 2016 fica ainda marcado pelo início do plano de grande expansão no mercado norte-americano, com a abertura das rotas de Boston e Nova Iorque – JFK, aumentando-se também as frequências semanais para Newark e Miami, mais do que duplicando a operação semanal da Companhia aérea portuguesa nos Estados Unidos da América.

Foi também em 2016 que a TAP lançou a sua nova estrutura tarifária, com preços e oferta de produtos muito competitivos e desenhados à medida do Cliente, o que permitiu à Companhia recuperar a sua quota de mercado.

Depois de um primeiro semestre de reajuste da sua oferta e da manutenção do arrefecimento em alguns dos mais importantes mercados onde a TAP opera, o segundo semestre registou uma forte recuperação, que incluiu a obtenção de sucessivos recordes históricos no número de passageiros transportados nos meses de outubro, novembro e dezembro, tendência essa que já foi reforçada nos dois primeiros meses do corrente ano.

De facto, com uma frota renovada, uma nova estrutura tarifária, novas rotas e produtos e um maior foco no Cliente e nas suas necessidades, a TAP transportou em 2016 um número recorde de passageiros, 11,7 milhões, mais 400 mil que em 2015. Isto, num ano em que a Companhia reduziu em 3 por cento a sua oferta de lugares.

Tags:

Sobre nós

Transportadora aérea portuguesa.

Subscrever