“A Vida Escondida nos Solos” sensibiliza os mais jovens para a importância do solo e a sua biodiversidade

Sara Mendes e José Paulo Sousa , investigadores do Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), foram os responsáveis pela tradução e adaptação para Português do jogo de cartas “ A Vida Escondida nos Solos ”, destinado ao público infantil.
 
Com regras semelhantes ao “ jogo do peixinho ” ou “ jogo da pesca ”, os jogadores são transportados para o fantástico mundo secreto debaixo dos nossos pés , permitindo descobrir os organismos escondidos que habitam o solo, como vivem e como são estudados .
 
José Paulo Sousa aceitou o desafio de adaptar este jogo da sua versão original francesa, com o objetivo de « sensibilizar as camadas mais jovens para a importância do solo e a sua biodiversidade. O nosso trabalho foi o de melhorar a informação científica e adaptar a linguagem para este público específico
 
O solo é um dos temas do programa curricular do segundo ciclo e, por isso, “ A Vida Escondida nos Solos ” pretende ser uma ferramenta pedagógica para os professores de Ciências Naturais. Segundo Sara Mendes, « é uma forma de lecionar o conteúdo científico de forma mais lúdica, e torná-lo mais acessível para que os alunos possam aprender a brincar

A produção foi efetuada em parceria com a Porto Editora, que, a partir da próxima semana, vai distribuir o jogo por todas as escolas EB 2/3 do país e a todos os professores do 2.º ciclo de Ciências Naturais.

Tags:

Sobre nós

Instituição superior de ensino público.

Subscrever

Media

Media