Anticimex Portugal apresenta resultados do primeiro semestre de 2020 com crescimento de 26% na faturação

Em 2019 a empresa alcançou um resultado líquido de 6 milhões de euros.

A Anticimex, multinacional Sueca especializada em controlo preventivo de pragas e presente em Portugal desde 2013, alcançou em 2019 um resultado líquido de 6 milhões de euros.

Nos primeiros seis meses deste ano, e comparativamente ao período homólogo, registou um crescimento de 26% na faturação. O aumento de serviços de desinfeção, devido à pandemia e à muita procura do mercado, impulsionou este crescimento e correspondem a aproximadamente 20% do volume total da faturação. Também na sua área de negócio principal, o controlo de pragas, o número de equipamentos SMART instalados – um sistema inteligente de controlo e monitorização digital de pragas desenvolvido pelo Grupo Anticimex - aumentou 421%, de 229, para os atuais 1.193, acompanhando a atual tendência global que conta já com mais de 160.000 dispositivos instalados por todo o mundo e nos mais variados setores de atividade.

Paulo Coelho, diretor-geral da Anticimex Portugal, refere “O primeiro semestre de 2020 foi de consolidação e crescimento financeiros em todas as áreas de negócios que estamos presentes. Este foi um período desafiante, mas ao qual todos os nossos colaboradores responderam com um profissionalismo exemplar. Continuamos empenhados na consolidação da nossa estratégia em nos tornarmos líderes no controlo preventivo de pragas em Portugal.”

Verificou-se ainda um aumento da margem EBITA em 7,4 pontos percentuais comparativamente ao mesmo período de 2019.

A empresa tinha, ao fim do primeiro semestre de 2020, mais de 100 colaboradores e 10 mil Clientes. Devido ao aumento da procura por serviços especializados de desinfeção a empresa aumentou, em cerca de 30%, a atual equipa de técnicos especializados.

A Anticimex Portugal, é a única empresa de Controlo de Pragas a atuar em todas as regiões do território nacional, e conta com seis delegações.


     

Tags:

Subscrever