IX edição dos Prémios Observatório de Comunicação Interna já tem vencedores

Altran, Deco Proteste, Efacec, Randstad, Vodafone, e as alunas Ana Grilo e Rosa Meirinhos foram os vencedores da IX edição dos Prémios Observatório de Comunicação Interna (OCI). Estes prémios foram entregues, no dia 29 de setembro, numa cerimónia que decorreu em formato virtual e contou com a participação de um Júri constituído pelo Contra-Almirante António Gameiro Marques, Responsável pelo Gabinete Nacional de Segurança (GNS) e Centro Nacional de Cibersegurança (CNS), enquanto Presidente de Honra do Júri, e pelos membros fundadores e assessores do OCI (ATREVIA e Universidade Católica, assim como BP, Banco de Portugal, EDP, Grupo Nabeiro, PLMJ e Santander respetivamente).

A Altran recebeu o prémio na categoria de Estratégia Integrada de Comunicação Interna pelo trabalho desenvolvido no projeto “Proud 2 be Altran” que mostra os colaboradores enquanto protagonistas do sucesso da multinacional; a Efacec Power Solutions, S.A. foi premiada na categoria de Estratégia de Gestão da Mudança e Transformação, com “Uma só Efacec” um projeto que dá voz à equipa; a Deco Proteste foi reconhecida na categoria de Eventos Internos com o evento “Get Connected | O futuro é nosso para criar” que reuniu a empresa com o objetivo de debater “Onde Estamos e Para onde Vamos”; a Vodafone Portugal foi distinguida na categoria de Inovação e Transformação Digital na Comunicação Interna com a iniciativa “All Hands Digital 2019 – Estamos Prontos” um evento de preparação para a Era Digital, criando envolvimento, orgulho e motivação para o futuro.

A Randstad recebeu ainda o Prémio de Distinção do Júri, na categoria Prática de Comunicação Interna em Responsabilidade Social com o projeto “Paperless” que alia a responsabilidade ambiental à responsabilidade social envolvendo 14 cidadãos em situação de sem-abrigo que, durante 2 anos, contribuíram para a passagem de todos os dados empresariais para a cloud.

Na categoria de Melhor Trabalho Académico, o prémio foi atribuído à aluna Rosa Cristina dos Santos Meirinhos, pela dissertação “O Contributo das Chefias Intermédias para a Motivação e Satisfação dos Colaboradores” da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa; na categoria Melhor Trabalho Académico da FCH-UCP – Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica, o prémio foi atribuído à aluna Ana Isabel Pereira Rebelo Grilo, pela dissertação “A Comunicação Interna em rede nas organizações – Estudo de caso: Intranet Infraestruturas de Portugal”.

“Foi sem dúvida uma edição muito interessante, com candidaturas e projetos bastante representativos. Agradecemos a todos os vencedores e candidatos por nos ajudarem, ano após ano, a partilhar, reconhecer e celebrar a excelência em comunicação interna em Portugal”, comenta Ana Margarida Ximenes, Presidente da ATREVIA Portugal e Membro Fundador do Observatório de Comunicação Interna.

No próximo Get Together OCI, que se realizará no mês de novembro, as empresas vencedoras terão a oportunidade de partilhar os seus projetos vencedores e de excelência em comunicação interna. Um encontro que promete ser rico em partilha de ideias e casos de sucesso.

Sobre o Observatório da Comunicação Interna
O Observatório de Comunicação Interna, promovido pela ATREVIA e a Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, tem como objetivo reconhecer, premiar e divulgar as melhores práticas de estratégia, inovação e avaliação em comunicação interna, bem como trabalhos académicos e editoriais de relevo na área. Para cada uma das oito categorias – Estratégia Integrada de Comunicação Interna, Inovação e Transformação Digital na Comunicação Interna, Estratégia para a Gestão da Mudança e Transformação, Melhor Campanha Internacional, Eventos Internos, Prémio Líder Inspirador, Prática de Comunicação Interna em Responsabilidade Social, Trabalho Académico sobre Comunicação Interna e Trabalho académico sobre comunicação interna de Alunos Universidade Católica Portuguesa -, podem candidatar-se aos prémios, entidades públicas e privadas, empresariais e não-empresariais, institutos e instituições de ensino superior, com projetos desenvolvidos em 2019 e cuja atividade se desenvolva em Portugal.

Tags:

Subscrever

Media

Media