NAVIGATOR, BPI e CAIXABANK em financiamento sustentável no valor de 100 milhões de euros

  • A produtora de papel e pasta de papel Navigator vai emitir um empréstimo obrigacionista com condições associadas a indicadores de sustentabilidade, como a redução de emissões de CO2 e o aumento da percentagem de madeira certificada adquirida no mercado nacional.
 
  • O BPI e o CaixaBank foram os assessores da The Navigator Company na estruturação deste Empréstimo Obrigacionista ESG, tendo tomado firme a totalidade da emissão de 100 milhões de euros.
 
O BPI e o CaixaBank foram os assessores da Navigator na estruturação de uma operação de financiamento sustentável, sob a forma de Empréstimo Obrigacionista, tendo tomado firme a totalidade da emissão de 100 milhões de euros. Uma parte da margem do financiamento encontra-se indexada ao desempenho da Navigator em dois indicadores ESG (Environmental, Social and Governance): redução de emissões CO2 e aumento da percentagem de madeira certificada adquirida no mercado nacional.
 
A operação está alinhada com as condições estabelecidas pelos “Princípios de Crédito Ligados à Sustentabilidade” (“Sustainability Linked Loan Principles 2019”), tendo obtido uma avaliação positiva da empresa de consultoria independente especializada KPMG. 
 
Com esta operação, a Navigator liga a sua política de sustentabilidade aos seus objetivos financeiros. Trata-se de uma nova operação de financiamento sustentável de um grupo de referência em Portugal, que se consolida como uma das empresas com maior compromisso com soluções de financiamento ESG.
 
Por seu lado, o BPI consolida a sua posição como um dos líderes no mercado português em emissões sustentáveis, reforçando o posicionamento do Grupo CaixaBank como uma das referências em “Sustainable Finance” a nível internacional. Refira-se que o Grupo CaixaBank é o 5º Banco europeu e o 9º a nível global em empréstimos verdes e sustentáveis, segundo o ranking Top Tier da Refinitiv.
 
 
BPI e Grupo CaixaBank reforçam compromisso com o financiamento sustentável
O BPI e o Grupo CaixaBank estão muito empenhados no financiamento sustentável, apoiando, através da sua atividade, iniciativas e projetos amigos do ambiente que contribuem para prevenir, mitigar e responder às alterações climáticas e à transição para uma economia com baixo teor de carbono.
 
O Grupo destaca-se pela implementação de princípios de investimento responsável e pelo seu compromisso com o investimento sustentável como estratégia de gestão de riscos globais e de geração de retornos sustentáveis a longo prazo.
 
Em 2019, o BPI estreou o mercado de Sustainable Finance com a emissão das primeiras Obrigações Verdes admitidas à negociação em Portugal, no mercado Euronext Access Lisboa, emitidas pela Sociedade Bioelétrica do Mondego, S.A. (“SBM”), subsidiária do Grupo Altri.  
 
Em 2020, o BPI participou em duas das emissões mais importantes do mercado português: a primeira emissão de obrigações verdes da Corticeira Amorim e as obrigações ESG da Sonae SGPS, pioneira na introdução de objetivos para a igualdade de género em postos de direção.
 
Já este ano, o BPI e o CaixaBank participaram em mais duas importantes operações: foram os assessores da NOS na estruturação de uma operação de financiamento sustentável de 30 M€, repartido entre um Programa de Papel Comercial e um Empréstimo Obrigacionista, bem como, foram assessores do grupo vidreiro BA Glass na estruturação de um Programa de Papel Comercial de 75M€, com condições associadas a indicadores de sustentabilidade, como o consumo de água e a redução das emissões de carbono.
 
O CaixaBank é uma das entidades financeiras mais comprometidas com a sustentabilidade, dado que o seu Plano de Banca Socialmente Responsável recolhe quatro importantes princípios de atuação que representam uma contribuição direta para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. A entidade apoia, através da sua atividade, iniciativas e projetos que respeitam o ambiente, que contribuem para prevenir e mitigar as alterações climáticas, que impulsionam a transição para uma economia de baixo carbono e o desenvolvimento social.
 
O CaixaBank foi o primeiro Banco espanhol a emitir obrigações sociais em 2019 para apoiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. Desde então, o CaixaBank emitiu sete obrigações sustentáveis - quatro verdes e três sociais – num volume total de mais de 6,500 milhões de euros, o que o torna no Banco europeu com o maior volume de obrigações ESG emitidas no mercado do Euro.
 
No 1º semestre de 2021 o CaixaBank concedeu um total de 7.200 milhões de euros em financiamentos sustentáveis (Green & ESG) - o que representa um aumento de 45% face ao volume total de 2020 e o coloca, segundo a Refinitiv, em 5º lugar na Europa. Em Portugal e Espanha mobilizou um total de 14.600 milhões de euros em empréstimos obrigacionistas. Estes dados colocam o CaixaBank, segundo a Refinitv e a Dealogic como o 1º Banco Ibérico nesta área.

Tags:

Subscrever