FELGUEIRAS PARTICIPOU NO III ENCONTRO DE INVESTIDORES DA DIÁSPORA

Felgueiras participou no III Encontro de Investidores da Diáspora, evento que se revelou de relevante interesse para apresentar a nossa excelência empresarial, potenciar negócios e atrair investimento. Foram cerca de 600 empresários portugueses residentes no estrangeiro, oriundos de 35 países, que participam neste encontro.

O Município de Felgueiras usou, para apresentação e entrega aos investidores e diversos stakeholders, informação em formato digital, nomeadamente um documento e vídeos alojados numa Pen drive Executive. O documento apresentou Felgueiras, explicou o que o distingue no contexto regional e o carateriza como um território atrativo para investir, disponibilizou contactos da Divisão de Atividades Empresariais e Turismo para o apoio ao investidor e facultou uma base de dados do tecido empresarial com links para os websites das empresas. Esta ferramenta foi muito útil para a comunicação com os investidores, tendo a vantagem de facultar, com a oferta da Pen drive, o acesso a informação online das empresas e portanto sempre atualizada. Os investidores, entidades representantes dos setores e de suporte aos mesmos, bem como outros parceiros elogiaram a ferramenta usada para comunicação (moderna, na linha da desmaterialização/sustentabilidade, atrativa, prática e eficaz) e a qualidade do tecido empresarial de Felgueiras.

O retorno da participação foi notável: fizeram-se reuniões entre empresas de Felgueiras e investidores da diáspora tendo o município como interlocutor; estão agendadas visitas a empresas e reuniões de negócios; conseguiu-se estabelecer contactos interessantes visando ativar parcerias com câmaras do comércio, associações representantes da diáspora em alguns países, comunidades dos países de língua portuguesa (CPLP), consultores representantes da direção de feiras internacionais e de grandes investidores, operadores turísticos, comunicação social, entidades com know how para formação e capacitação empresarial; foram muitos os investidores satisfeitos com a apresentação da oferta empresarial de Felgueiras e que levaram a informação digital para posterior contacto.

As empresas Realboots, HEARTS e Quinta da Lixa participaram no evento como expositores, sendo que usaram os espaços para apresentações públicas dos projetos. Embora sem permanência como expositores, outras empresas felgueirenses estiveram presentes para networking. Os jovens que venceram recentemente o prémio “Tâmega e Sousa Empreendedor”, com o projeto “Resipel”, na categoria “Ideias com futuro” também apresentaram esta excelente ideia de negócio para o desenvolvimento sustentável de Felgueiras.

No dia 15 de dezembro, Felgueiras destacou-se com uma mostra e degustação de Vinhos, Pão de Ló e Cavacas de Margaride e Sumos de Agricultura Biodinâmica. A qualidade distintiva dos produtos foi reconhecida e foi manifestada abertura para negócios. No último dia do evento, no domingo, Felgueiras recebeu um grupo dos investidores da diáspora na Fábrica e Casa Museu do Pão de Ló de Margaride, experiência que mereceu elogios e reforçou contactos para o setor agroalimentar.

Felgueiras destaca-se no contexto da região do Tâmega e Sousa

Felgueiras tem o maior número de empresas (6081) sobressaindo as do setor do calçado (1037) e da metalomecânica (106) em que é líder; porque é o maior exportador (796 milhões de € em 2017); porque contribui com a maior percentagem do Valor Acrescentado Bruto (VAB) das empresas (23,9%); porque tem a maior performance no que se refere à sobrevivência das empresas até aos 2 anos, com mais de 70% a manterem-se no ativo, o que é superior à taxa do Norte (60,1%) e de Portugal (55,6%); porque é o maior produtor de vinho verde da região com cerca de 14 milhões de litros o que representa cerca de 15% da produção total; porque é o maior exportador nacional de kiwi e de espargo; porque tem o maior poder de compra per capita (81,9%); porque tem a estada média mais alta no alojamento (4,9 noites) e a maior proporção de hóspedes estrangeiros (45,9%), o que se revela atrativo num concelho com necessidade de aumento da capacidade de alojamento em face das maiores dinâmicas empresarial, cultural e desportiva que fazem gerar cada vez maiores fluxos de turistas.

O turismo, setor transversal, posiciona estrategicamente os relevantes ativos naturais e culturais, destacando-se os que integram a Rota do Românico, numa oferta estruturada em sinergias intersetoriais, dispondo de um Roteiro de Turismo Empresarial, que acrescenta valor para o desenvolvimento sustentável e para a projeção da marca Felgueiras. O projeto, em curso, para Felgueiras é ambicioso quer para a melhoria de qualidade de vida dos residentes e de quem nos visita, quer para a competitividade das empresas já instaladas e das que vamos acolher com o vosso investimento.

Em 2019 e nos próximos anos, na mesma orientação estratégica, o nosso foco estará nas pessoas e no crescimento económico, integrado e sustentável do concelho de Felgueiras. Modernizamos os serviços e vamos conseguir reduzir o tempo de análise dos processos de licenciamento e urbanismo, potenciando a captação de investimento privado. Temos uma parceria com o Governo para desbloquear e garantir financiamento para obras que vão conduzir à fixação, crescimento e diversificação do tecido empresarial de Felgueiras, sendo exemplo a ligação da “Zona Industrial de Cabeça de Porca” à A11. Este investimento permitirá, também, que as empresas sejam mais competitivas, pela redução de custos de contexto que as novas acessibilidades permitirão.

Tags:

Sobre nós

Câmara Municipal de Felgueiras.

Subscrever

Media

Media