José Manuel Bolieiro: “deve haver exigência da solidariedade na partilha da riqueza criada”

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada defendeu hoje que "deve haver exigência da solidariedade na partilha da riqueza criada", quando se assiste à “constatação infeliz de que há pobreza planetária".

José Manuel Bolieiro falava na sessão de abertura da 73ª Conferência do Distrito 1960 de Rotary Internacional, subordinada ao tema “Seja a inspiração no combate à pobreza” e que reúne, durante três dias, em Ponta Delgada, mais de 300 conferencistas regionais, nacionais e internacionais.

Referindo ao tema da conferência internacional disse que "o combate à pobreza passa pela criação de uma sociedade mais humanista e mais solidária".

“Há sempre uma referência de que a economia se faz pela competitividade e pela criação de riqueza. Isso é um bem no sentido humanitário da sociedade, mas não pode viver por si e só para si este aspeto essencial da vida comunitária enquanto competitiva na criação de riqueza. Tem também de existir a outra face da moeda: a exigência da solidariedade na partilha da riqueza criada" - frisou.

Para o Presidente da Câmara de Ponta Delgada, "a criação de riqueza e partilha da mesma dá e confere à sociedade um sentimento mais humanista e mais humanitário. Sinto que é este o papel do movimento Rotário e que é este o objetivo desta conferência internacional".

No início da sua intervenção, José Manuel Bolieiro deu as boas-vindas a todos os participantes, afirmando que Ponta Delgada “sente-se honrada por ter sido a cidade escolhida em Portugal para a realização da 73ª Conferência do Distrito 1960 de Rotary Internacional”, afirmando que “as Portas da Cidade nunca tiveram portas. São a abertura permanente e a indicação central para o mais afetuoso e fraterno acolhimento a quem vem por bem”.

“As Portas da Cidade são o mais destacado ícone arquitetónico de Ponta Delgada e dos Açores. Nele queremos representar o bem receber, Partilhar o melhor que temos, para sermos inspiração ocidental e atlântica da solidariedade. Pela nossa universal condição humana, fazer bem o o «Bem Fazer». Venham e sintam-se como em vossa própria casa. Nesta que é a casa universal do pensamento e de sentimento. Da razão e da ação!” - acentuou.

Para o Presidente, a realização da conferência em apreço em Ponta Delgada “faz-nos sentir como capital rotária internacional”.

José Manuel Bolieiro congratulou-se, entretanto, com a eleição de Ilda Brás para Governadora do Distrito 1960 do Rotary Internacional, considerando a mesma como “um privilégio para Ponta Delgada”, tendo em conta que se trata de uma “distinta munícipe que fez bem o que fez e que nos honra”.

Tags:

Sobre nós

Câmara Municipal Ponta Delgada.

Subscrever

Media

Media