CANAL HISTÓRIA assinala os 20 anos da maior tragédia que moldou o mundo no início do século XXI com estreia de “Especial 11 de Setembro: 20 Anos”

Para descarregar imagens clique aqui

Especial composto por 5 documentários inéditos analisa em profundidade a realidade do 11 de Setembro de 2001, dando ao telespetador uma visão 360º do que se passou naquele dia e as consequências que teve para o futuro.

11 de setembro de 2001… O dia fatídico que deixou o mundo sem alento e que, 20 anos depois, continua a provocar calafrios pela brutalidade do ataque terrorista e as quase 3.000 vidas que se perderam.?
?
Passados 20 anos continuam a surgir imagens que provocam calafrios e testemunhos que continuam a ser esmagadores embora já tenham passado duas décadas.?
?
Para assinalar os 20 anos do acontecimento histórico mais importante do século XXI, o Canal HISTÓRIA estreia em exclusivo no dia 11 de setembro, a partir das 19h30, “Especial 11 de Setembro – 20 Anos”, um especial que inclui 5 documentários inéditos, e que analisa em profundidade a grande tragédia que moldou o mundo, através do qual os telespetadores terão uma visão de 360º do que se passou naquele dia e as suas consequências.?
?
Os testemunhos de sobreviventes e familiares das vítimas pintam uma vívida imagem do horror e desespero vivenciado na Zona de Impacto, após o choque dos aviões desviados pelos terroristas nas Torres Gémeas. Apesar do extremo impacto que o ataque terrorista teve no World Trade Center, este não foi o único alvo do coordenado ataque aos Estados Unidos, também o Pentágono foi atingido por um avião comercial sequestrado. Aliás, no fatídico dia de 11 de setembro de 2001, Quatro Voos foram ameaçados por uma ocupação de extremistas. Recorrendo primariamente aos relatos de sobreviventes, mas também por informações recolhidas das caixas negras dos aviões, manifestos de voo e gravações áudio e vídeo realizadas por inúmeras testemunhas em terra, os primeiros três episódios relatam detalhadamente os eventos através dos olhos e experiências de quem os viveu e sobreviveu para contar a história.
 
A série aborda também exaustivamente a construção do World Trade Center e o seu colapso, evidenciando uma já existente preocupação com uma possível colisão de um avião. Ainda mais, este episódio explora um ataque terrorista no ano de 1993, que visava abater as Torres. Talvez tenha sido esta a inspiração para os extremistas que levaram a cabo os tenebrosos ataques de 11 de setembro de 2001.
 
Por fim, este especial conclui com um detalhado documentário sobre as grandes consequências do 11 de setembro, nomeadamente, a grande caça ao homem que minuciosamente planeou os horrores daquele fatídico dia – Osama Bin Laden. Entre os entrevistados que nos contam sobre os dez árduos anos em perseguição do líder extremista, está o ex-Presidente Barack Obama e o Diretor da CIA Panneta, mas também inúmeros agentes das SIAL e pilotos do exército encarregados do ataque que pôs fim ao reino de terror de Bin Laden.
 
Este especial irá dar-lhe os factos sobre o que realmente aconteceu num que começou como tantos outros, mas que se revelou o mais negro dos dias na história dos Estados Unidos da América.
 
O Canal HISTÓRIA, relembra a tragédia do dia 11 de setembro de 2001 e presta homenagem às vítimas dos ataques.
 
SINOPSES:
11/9: Fuga da Zona de Impacto
11 de setembro, às 19h30
A história inédita da fuga extraordinária de sobreviventes da zona de impacto e imediações, depois de dois aviões desviados por terroristas terem chocado contra as Torres Gémeas. Os aviões colidiram a mais de 800 km/hora, pulverizando vários pisos e gerando grandes bolas de fogo. A principal zona de impacto na Torre Norte situou-se entre o 93º e o 99º andar. Na Torre Sul foi entre o 77º e o 84º andar. Mais de mil pessoas tiveram morte imediata ou nos dez minutos seguintes ao impacto. Algumas foram incineradas em bolas de fogo que chegaram a atingir temperaturas na ordem dos 3000ºC. Muitas mais morreram na explosão – sem dúvida, como uma bomba – quando cada um dos aviões se dissolveu numa chuva de estilhaços letais.
Ninguém que estava diretamente na zona de impacto da Torre Norte sobreviveu. Como o avião trespassou o edifício, destruiu todas as escadarias. Isto significou que todas as pessoas que se encontravam nos pisos superiores à zona de impacto também morreram. Os sobreviventes mais próximos do impacto, no extremo da zona de impacto, foram aqueles que escaparam do 91º andar, como o arquiteto George Sleigh, natural de Gateshead, que viu o avião atingir o edifício, mesmo por cima dele.
 
Na Torre Sul, 18 pessoas sobreviveram na zona de impacto ou nos andares superior. A sua sobrevivência inicial foi mais ou menos aleatória. Alguns viram o avião a aproximar-se e tentaram abrigar-se. Para muitos, foi o amontoado de corpos que os rodeavam que os protegeram. De repente, os sobreviventes viram-se rodeados de mortos e de moribundos. Mas também sobreviveram porque havia uma escapatória. O segundo avião foi travado por uma série de pilares de betão e imobilizou-se antes da escadaria A, no lado oposto do edifício.
 
Entre aquelas pessoas que sobreviveram para contar a história estão algumas daquelas centenas de pessoas que ficaram encurraladas no átrio Sky Lobby, no 78º andar a fazer fila para apanhar o elevador até ao rés-do-chão. Tinham presenciado a tragédia ocorrida na vizinha Torre Norte. A imagem das pessoas que se atiraram pela janela fizeram-nas perceber a escala da tragédia e estavam desesperadas para sair de lá.
Depois de terem sobrevivido ao impacto inicial, os sobreviventes desconheciam que tinham pela frente uma verdadeira corrida contra o tempo, para conseguirem descer os 80 andares ou mais antes de os edifícios ruírem por completo. Alguns ficaram presos, muitos ficaram feridos – alguns deles com gravidade – e um casal que sobreviveu optou por subir até ao telhado antes de terem decidido sensatamente descer. Havia muitos obstáculos no caminho, desde destroços, incêndios, portas encravadas… E é claro que também tiveram de superar o pânico e a exaustão.
 
Uma das características da fuga foi a coragem extraordinária e o altruísmo dos sobreviventes que se ajudaram mutuamente sem esperar nada em troca. Alguns funcionários jovens – principalmente, o famoso “homem do lenço” – acabaram por perder a vida, ao permanecerem na zona de impacto, para ajudar os sobreviventes a sair de lá. A maioria dos 15 que conseguiram sair do edifício com vida ajudou-se mutuamente, sendo que alguns dos feridos tiveram mesmo de ser carregados em braços pelas escadas abaixo. O salvamento mais heroico foi o do banqueiro Stanley Praimnath, encurralado no 81º andar, cuja vida foi salva pelo vigilante voluntário e desconhecido Brian Clark.  Brian viu o segundo avião a despenhar-se contra o 81º andar, destruindo tudo o que encontrou pela frente, incluindo a asa que passou por cima da secretária dele, onde ele tinha procurado refúgio alguns momentos antes. É claro que depois da sua fuga épica do edifício a dois, Stanley e Brian ficaram amigos para sempre e ambos concordaram em contar-nos a sua história.
 
11/9: O Pentágono
11 de setembro, às 20h15
No dia 11 de setembro de 1941, o Departamento de Guerra dos EUA iniciou a construção de um gigantesco quartel-general com a forma geométrica de um pentágono que viria a tornar-se o principal símbolo dos militares americanos. Sessenta anos depois do início da sua construção, um avião comercial sequestrado por um grupo fundamentalista despenhou-se contra o edifício, como parte do maior ataque terrorista coordenado alguma vez registado em território americano. Contada pelos homens e mulheres que sobreviveram a este atentado, esta é a história dramática do que aconteceu dentro do edifício nos minutos angustiantes que se seguiram ao impacto. Um relato nu e cru na primeira pessoa da tragédia, heroísmo e sobrevivência no dia que mudou para sempre um país.
 
11/9: Quatro Voos
11 de setembro, às 21h
Esta apresentação especial está programada para o 20º aniversário dos ataques do 11 de setembro de 2001. “Quatro Voos” é um documentário de duas horas que se apresenta como quatro filmes sequenciais. É a história emotiva de quatro voos comerciais condenados no malfadado dia 11 de setembro, que transportavam mães e pais, filhos e filhas, esposas e maridos, passageiros frequentes e estreantes e as insuspeitas e heroicas tripulações dos aviões. Cada história é sustentada por gravações áudio, informações recolhidas das caixas negras, manifestos de voo, radares Doppler, gravações áudio e vídeo feitas em terra e as recordações das vítimas. É um relato narrado principalmente através de entrevistas feitas aos entes queridos sobreviventes, mas também aos funcionários das torres de controlo do tráfico aéreo e outros sobreviventes envolvidos nesta história. Este documentário utiliza também um dispositivo gráfico que nos permite visualizar as cabinas dos aviões de uma forma romantizada, mas respeitosa.
 
11/9: World Trade Center
11 de setembro, às 22h20
Este programa especial está programado para o 20º aniversário dos ataques de 11 de setembro de 2001. É a história por detrás da construção e destruição das icónicas Torres Gémeas. A visão é um especial que parece uma versão premium de uma série como “Modern Marvels” usando fotos de arquivo, filmes, vídeos e grafismo de alta qualidade, assim como entrevistas com engenheiros, operários da construção e outros que participaram na construção ou que trabalharam aqui. Este programa revela a construção das Torres, inovações, especificidades surpreendentes e os altos e baixos da sua esperança de vida-a (incêndios, 60 mortes durante a construção, ataque terrorista de 1993 e desde o início, grandes preocupações com a colisão de um avião).
 
11/9: A Caça a Bin Laden
11 de setembro, às 23h40
Este documentário abre uma janela inédita para a caça ao homem que planeou os ataques do 11 de setembro e depois desapareceu, contrariando todos os esforços americanos, durante quase uma década, para o entregar nas mãos da justiça. Dez anos depois do ataque ao esconderijo de Bin Laden, este documentário apresenta um exaustivo relato da história, associando a política, os serviços secretos e a derradeira tomada de decisões militares, no momento em que investem contra um complexo misterioso, situado em Abbottabad, no Paquistão. Os entrevistados incluem não só o Presidente Obama, o Secretário de Estado Clinton, o Secretário de Estado Gates, o Diretor da CIA Panetta e o Almirante McRaven, mas também intervenientes anónimos, mas cruciais dos Serviços Secretos e de Inteligência que conseguiram restringir a caça a Bin Laden depois de muitos anos sem quaisquer pistas ou indícios falsos, assim como os planeadores militares, os agentes das SIAL e os pilotos do Exército escolhidos para executar o ataque.
 
 
 
CANAL HISTÓRIA
CANAL HISTÓRIA é o único canal de documentários com produção própria em Portugal, que procura despertar a curiosidade do espectador, levando-o à profundidade das histórias que definem o esforço humano.
Um novo ponto de vista que inclui provas e teorias que podem mudar o nosso pensamento, proporcionando conhecimento e sentido, aos feitos que têm transformado o mundo. Produções internacionais de grande sucesso como ‘World Wars’, ‘A Maldição de Oak Island’ ou ‘Bárbaros’ e as melhores produções próprias de séries como ‘Templários’, ‘As Faces de Fátima’ ou ‘Portugal Desconhecido’, fazem parte da oferta de conteúdos que o CANAL HISTÓRIA emite no nosso país.
 
Produzido em Portugal pela AMC Networks International Southern Europe, o CANAL HISTÓRIA é uma marca de prestígio internacional que está disponível em mais de 160 países e que chega a mais de 330 milhões de espectadores em todo o mundo. O canal é distribuído no MEO (posição 125), NOS (posição 112), NOWO (posição 24) e Vodafone (posição 135).
 

Tags:

Subscrever

Media

Media