Cibersegurança e Business Intelligence em Braga

A Associação Ação para a Internacionalização – AAPI, promove no dia 3 de Outubro, no Startup Braga, o wokshop de “Cibersegurança e Business Intelligence”. Uma iniciativa inserida no projeto Ecossistema DX, que tem como objetivo gerar condições para o desenvolvimento das PME portuguesas no novo paradigma da economia digital, através de um conjunto de eventos de consciencialização, adoção e massificação de novas tecnologias nos modelos de negócio, como meio privilegiado para o incremento a sua competitividade e internacionalização.

 

“Este workshop está orientado para capacitar as empresas para a intensificação do negócio no ciberespaço, para onde deve migrar uma parte significativa das estruturas de funcionamento das empresas. Estas novas formas de interação e de relacionamento, favoráveis ao desenvolvimento do negócio, proporcionaram, por outro lado, fenómenos de homogeneização e de interdependência criando um terreno propício a situações de fragilização, onde as ameaças e crimes de natureza cibernética, ganham cada vez mais acuidade, complexidade, sofisticação e imediatismo”, afirma Nuno Morgado, Presidente da AAPI.

 

Pretende-se com esta sessão consciencializar as PME para a importância de adotar uma estratégia relativa à cibersegurança, que integre o uso adequado de mecanismos de governança, incluindo políticas e normas de cibersegurança e de gestão da privacidade e mecanismos de gestão contínua, proactiva e de antecipação dos ciber-riscos. Queremos ainda ajudar a identificar vulnerabilidades expostas à internet e respetivas ameaças, deteção e resposta rápida a incidentes de cibersegurança, e, finalmente, diversas soluções técnicas orientadas ao aumento da resiliência das infraestruturas das empresas - serviços de "datacenter" seguros ("secure private clouds"), acessos seguros à internet (CleanPipes) e proteção contra ataques DDoS, infeções de "malware" e ataques especializados a sites web.

 

O workshop vai permitir, também, refletir sobre o que é importante as empresas considerarem a nível financeiro, no desenvolvimento de “recursos” para atuarem no “Ecossistema Digital”, enquadrando os principais investimentos que devem orientar a transição do negócio tradicional para o digital, quer sejam de IT, de transformação de competências de RH, de desenvolvimento de novas redes de contacto, de plataformas on-line e outras e os principais mecanismos de controlo e de financiamento para o efeito, designadamente no âmbito do Portugal 2020.

 

Inscrições gratuitas mas obrigatórias (https://www.ecossistemadx.com/events/ciberseguranca-e-business-intelligence)

Tags:

Sobre nós

Empresa na área da Consultadoria Empresarial.

Subscrever

Media

Media