Rede de residências sénior expande a sua capacidade para dar resposta ao progressivo envelhecimento

Report this content

Rede de residências sénior expande a sua capacidade para dar resposta ao progressivo envelhecimento

Para download das fotografias: https://we.tl/t-WSarmvGLeK
 
  • Investimento na expansão foi na ordem dos 16 milhões euros 
  • Novas residências de Coimbra e Oeiras vão acolher 250 utentes

Lisboa, 16 de junho de 2021 – O Círculo de Mestres, rede de residências sénior promotora do conceito de envelhecimento ativo itinerante, vai abrir mais duas novas residências, em Coimbra e Oeiras, para dar resposta à crescente procura do setor. O investimento, na ordem dos 16 milhões euros, vai permitir acolher mais 250 utentes.
 
Na seguimento da essência subjacente ao Circulo de Mestres, que de um modo simples se pode resumir ao mote “Após uma Vida de trabalho com dignidade devemos preservar esta nossa dignidade pessoal até ao fim das nossas vidas e uma “família” que nos acompanhe”, o que significa acrescentar qualidade de vida à população idosa ativa, e em resposta à crescente procura no setor, a rede de residências sénior Círculo de Mestres irá abrir mais duas unidades em Coimbra e Oeiras, o que permite aos seus utentes o usufruto das Residências de forma itinerante, e, circular livremente entre ambientes de campo, cidade e praia.
 
A rede de residências sénior, que tem já duas residências em Aveiro para cerca de 150 utentes, vai construir uma residência, de raiz, em Coimbra, e vai remodelar uma já existente em Oeiras, para poder acolher um total de 250 utentes, mas, cujo projeto tem como objetivo dentro de 3 anos atingir os 1000 utentes a nível nacional.
 
“Com o progressivo envelhecimento a que assistimos, fruto dos avanços da ciência médica e da incapacidade das famílias e própria sociedade em receber os seus idosos o Círculo de Mestres expande para quatro residências de forma a permitir a itinerância do conceito e afastar-se da ideia generalizada que a sociedade tem dos lares como depósito de idosos, mas sim promover o envelhecimento ativo e a dignidade humana para além da vida ativa”, afirma Eugénio Leite, o fundador do Círculo de Mestres.
 
O Círculo de Mestres pretende dignificar a pessoa idosa, reconhecer e valorizar o contributo significativo que já deu para a sociedade. Para tal, criou um programa inovador de promoção do envelhecimento ativo com base na itinerância de residências entre campo, cidade e praia com vista ao contínuo desenvolvimento físico e intelectual dos idosos, bem como a concretização dos seus projetos de vida.
 
As residências de Oeiras e de Coimbra têm previsão de abertura entre o último trimestre 2022 e primeiro semestre de 2023.

Caso não esteja a ver corretamente esta mensagem, aceda a este link
 
Sobre o Círculo de Mestres:
O Círculo de Mestres é uma rede de residências sénior que procura promover a qualidade de vida dos seus utentes, oferecendo tranquilidade, bem-estar e o desenvolvimento físico e intelectual das pessoas. Ainda em expansão, conta atualmente com duas Residências no distrito de Aveiro: o Solar das Camélias, que opera em Albergaria-a-Velha, e a Casa do Sol Poente, em Requeixo. Aposta num conceito diferenciador de mobilidade sénior entre campo, praia e cidade, que permite aos seus utentes serem itinerantes em função das suas necessidades pessoais e de vida. O Círculo de Mestres não quer somente conferir anos à vida destas pessoas mas, acima de tudo, acrescentar vida aos anos.

Tags:

Subscrever