CHEFS COZINHAM MAIS DE 100 REFEIÇÕES DIÁRIAS PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE DO HOSPITAL S. JOÃO

Há um grupo de chefs e empresários da área da restauração a preparar, diariamente, mais de 100 refeições para os profissionais de saúde da Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João do Porto com ingredientes doados pela Missão Continente. Até ao momento, já foram entregues mais de 250kg de bens alimentares.
 
Veja aqui os preparativos nos restaurantes Euskalduna Studio e Oficina.
 
O projeto reúne várias figuras de conhecidos restaurantes portuenses: chef Vasco Coelho Santos (Euskalduna Studio e Semea by Euskalduna), chef Marco Gomes (Oficina), chef Tânia Durão (Atrevo), chef Pedro Braga (Mito), Renata Coelho (responsável pela Adega S. Nicolau, Taberna dos Mercadores e Terreiro), chef António Lamas (Intrigo), chef Nuno Castro (Esquina do Avesso, Fava Tonka, Sushiaria e Terminal 4450), Joana Babo (gerente do Boa Bao), Marta Almendra (sócia dos restaurantes Taqueria Ilegal, Boteco Mexicano e Cruel), Cristóvão Sousa (responsável pelo Ode Wine House e Taberna Está-se Bem). A iniciativa surgiu a pensar nos longos turnos dos profissionais de saúde a quem tem faltado tempo para preparar refeições nutritivas, numa altura em que é precisa mais energia e resistência do que nunca. A confeção destas refeições deverá prolongar-se, pelo menos, até ao início de maio.
 
Em conjunto, os Chefs e a Missão Continente já fizeram chegar ao Hospital de São João pratos tão tradicionais como jardineira ou massada de peixe e até sabores de outras partes do mundo como arroz frito, preparados com os mais de 250 kgs de produtos que têm sido doados, como frango, peru, peixe espada preto, salmão, arroz, batatas, cebolas, ervas aromáticas, entre muitos outros.
 
“Este projeto começou um bocadinho de uma ideia que eu tive junto com alguns amigos que são médicos no Hospital de São João” contou o chef Vasco Coelho Santos, “e a Missão Continente logo se disponibilizou para estar connosco nesta operação”.
 
Desde a chegada do novo coronavírus a Portugal, a Missão Continente já respondeu a inúmeros pedidos de apoio, distribuindo milhares de bens alimentares, higiene, equipamentos de proteção individual (EPIs), entre outros, por dezenas de entidades em que se incluem hospitais, autarquias e instituições de solidariedade, com o objetivo de ajudar não só os mais vulneráveis e em situação de doença, mas também profissionais de saúde e agentes de proteção civil que continuam na linha da frente a lutar contra a COVID-19.
 
Num momento em que a Distribuição Alimentar foi identificada como um serviço crítico pelo Governo, e seguindo as orientações da Direção Geral de Saúde e do Ministério da Economia, o Continente e a Missão Continente reiteram o compromisso de continuar a Alimentar Portugal.

Tags:

Sobre nós

Cadeia de supermecados da SONAE.

Subscrever