CONTINENTE REPENSA GARRAFAS DE ÁGUA E POUPA 400 TONELADAS DE PLÁSTICO

O Continente vai alterar a composição das garrafas de água de marca própria, a partir deste mês, incorporando 25% de plástico reciclado em cada uma, o que resultará na eliminação de 400 toneladas de plástico virgem por ano – o equivalente a 80 elefantes.
 
Esta é mais uma iniciativa da Estratégia para o Uso Responsável de Plásticos, em que a marca se propõe, entre outros compromissos, a aumentar a incorporação de matérias primas secundárias (recicladas) em novos produtos, e assim evitar a produção de mais plástico.
 
Das garrafas de 0,33l aos garrafões de 6l, a categoria de águas lisas do Continente representa 1.600 toneladas de PET (polietileno tereftalato) que chegam às mãos dos consumidores anualmente. Com esta medida, ¼ de cada garrafa passará a ser composto por materiais reciclados e permitirá eliminar 25% do total de plástico virgem que era antes necessário, ou seja, 400 toneladas.
 
A partir de março, esta medida, além de diminuir o consumo de matéria prima virgem, contribui para uma economia verdadeiramente circular: por cada garrafa em fim de vida que é reciclada, a marca volta a incorporar esse plástico numa nova garrafa.
 
“A alteração que torna estas garrafas mais sustentáveis não implicará qualquer alteração da sua espessura nem a quantidade de plástico usada, garantindo a mesma experiência ao consumidor”, explica Ana Alves, Diretora Comercial de Marcas Próprias da Sonae MC.
 
O Continente tem vindo a implementar diversas medidas no âmbito da sua Estratégia para o Uso Responsável dos Plásticos. Em 2020, o Continente alcançou um nível de poupança superior a 4,2 mil toneladas de plástico virgem por ano. Além das toneladas de plástico virgem eliminadas (entre eliminação de plástico considerado desnecessário e substituição de material virgem por reciclado), a marca substituiu ainda 50 toneladas de plástico com baixa reciclabilidade (como o PVC) por outros materiais mais fáceis de reciclar (como o PET) dos seus produtos. Atualmente, 70% das referências de marca própria já são 100% recicláveis.
 
Para Ana Alves, “o Continente, enquanto retalhista líder no mercado, tem um papel fundamental na promoção da utilização responsável do plástico, contribuindo para reduzir a quantidade de plástico nas embalagens dos produtos de marca própria e influenciando toda a cadeia de valor para que tenham um papel ativo neste trabalho que é responsabilidade de todos. O nosso propósito é criar valor económico e social a longo prazo levando os benefícios do progresso e da inovação a um número crescente de pessoas.”.
Enquanto agente ativo na promoção de hábitos de consumo conscientes, o Continente assumiu o compromisso de antecipar para 2025, a ambição definida pela União Europeia para 2030, de reduzir (ou mesmo eliminar quando possível) a utilização de materiais de plástico de origem fóssil, no que diz respeito aos produtos de marca própria, assegurando ainda que todos eles têm embalagens reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.

Tags:

Subscrever

Media

Media