HÁ UMA MINI SÉRIE SOBRE SOLIDÃO EM PORTUGAL

Composta por seis episódios, a mini websérie documental “Luzes com Presença”, disponível no youtube, mostra os testemunhos de quem sofre com a solidão e isolamento social em Portugal, e o trabalho das instituições e voluntários que os acompanham. Da aldeia com 19 habitantes até ao grande Porto, os episódios, de cerca de 3 minutos e meio cada, mostram que este fenómeno não escolhe geografias, idade ou estratos sociais, mas há quem esteja atento e dedicado a inverter o cenário.
 
Já estão disponíveis os primeiros 3 episódios da websérie documental, lançada este mês, que retrata o trabalho de instituições portuguesas no apoio a pessoas em situação de risco ou efetiva de solidão e isolamento social em Portugal, no canal de Youtube do Continente. Cada episódio mostra também o relato em 1ª mão de quem é apoiado por estes projetos.
 
O 1º episódio “(quase) Esquecidos” foi filmado numa aldeia no distrito de Viseu onde moram 19 habitantes, e é dedicado ao projeto ‘Aldeias Humanitar’ cujos voluntários prestam cuidados de saúde complementares ao domicílio (ou no meio do campo, enquanto se pastoreia o gado), de forma gratuita, em dez concelhos do Douro Sul. Além das visitas, o projeto que luta contra o desamparo humano no interior de Portugal desde 2017, criou a linha telefónica Humanitar, disponível 24h por dia e quem recebe esta ajuda assegura que “estamos sozinhos aqui, já se sabe que custa mais um bocadinho, mas vamos passado (…) [Os dias] mais felizes é que agora vêm cá a enfermeira ou o enfermeiro visitar-nos, de horas em quando”.
 
No 2º episódio, “Espaço para Todos”, dois utentes do Espaço T, na cidade Invicta, explicam como é que a associação promove a ocupação positiva e integração social através da arte. “Desde que faleceu o meu irmão que eu ando mais em baixo. Triste. Magoado. Sozinho [inspira profundamente] (…) o espaço T é tudo o que eu tenho na minha vida. Foram eles que em abriram as portas, para eu não me sentir sozinho”, ouve-se.
 
Em “À Deriva”, o 3º episódio lançado mistura a paisagem de São Miguel nos Açores, imagens de um jogo de marralhinha e aulas de ginástica na Cresaçor, uma cooperativa regional que promove o desenvolvimento local e comunitário. “Depois eu venho para casa com o corpo mais leve (...) É muito bom fazer ginástica. É um dia que a gente não pensa na vida” conta uma das residentes.
 
Os restantes episódios têm estreia prevista para as duas últimas semanas de dezembro e a primeira do novo ano e foram gravados a sul do território continental – Lisboa e Faro – para contar as histórias de quem é apoiado pela Cruz Vermelha Portuguesa, pela Associação SOS Voz Amiga e pela ACASO - Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão.
 
A websérie documental resulta da realização e produção da Adagietto, num trabalho conjunto com a Recodd Visuals. Uma equipa de 8 pessoas percorreu o país inteiro, ao longo de 5 semanas, recolhendo dezenas de entrevistas e testemunhos.
 
Apesar de sermos um país pequeno, há muitas histórias por contar. Como as histórias de quem vive em solidão ou em situação de isolamento, mas também as histórias de quem está lá para dar um apoio, um ombro amigo. Este ano a Missão Continente decidiu apoiar na sua campanha de Natal projetos que combatem e previnem a solidão e isolamento social em Portugal, e nesse processo descobrimos associações e pessoas que estão mesmo comprometidas com a inversão deste cenário que já existia antes da pandemia, mas que foi muito agravado por ela. E qualquer reconhecimento do que fazem será sempre insuficiente. Esta mini série quis dar palco aos projetos, às associações, aos seus utentes e ao urgente que é reconhecermos estes fenómenos para os podermos combater” explicou Nádia Reis, Diretora de Comunicação e Responsabilidade Social do Continente.
 
As instituições representadas nos episódios fazem parte das entidades apoiadas* pela campanha “Luzes com Presença”, que decorre até dia 6 de janeiro 2022 com o objetivo de angariar fundos para financiar os seus projetos. Para ajudar, basta adquirir um vale solidário de 1€ à venda nas lojas Continente, Continente Modelo, Continente Bom Dia, Continente Online e Meu Super.
 
Adicionalmente, é possível contribuir das seguintes formas:
Transferência bancária para o IBAN (Santander) PT50 0018 2392 01073969 020 35 (aplicável em Transferências bancárias SEPA/Imediatas); NIB (Santander) 0018 2392 01073969 020 35 (aplicável em Transferências via ATM)
MBWay através do nº 937 07 07 07
Chamada de valor acrescentado através do nº 761 10 10 10
 
Com o objetivo de fazer com que as populações das localidades mais remotas e isoladas do país se sintam um pouco mais acompanhadas nesta época festiva, a Missão Continente também instalou e acendeu luzes de Natal em 20 aldeias remotas espalhadas pelos 20 distritos do país.
 
São Mamede, em Arcos de Valdevez (Viana do Castelo); Meijoadela, em Cabeceiras de Basto (Braga); Paradinha de Besteiros, em Macedo de Cavaleiros (Bragança); Cubas, em Vila Pouca de Aguiar (Vila Real); Vinheiros, em Marco de Canaveses (Porto); Noninha, em Arouca (Aveiro); Cidadelhe, em Pinhel (Guarda) Campo Benfeito, em Castro Daire (Viseu); Souto do Brejo, em Pampilhosa da Serra (Coimbra); Álvaro, em Oleiros (Castelo Branco); Coelheira, em Figueiró dos Vinhos (Leiria); Ouguela, em Campo Maior (Portalegre); Freixoeirinhos, em Mação (Santarém); Vila Vedra, em Arruda dos Vinhos (Lisboa), Santa Margarida da Serra, Grândola (Setúbal); Jorumenha, em Alandroal (Évora); Alcaria dos Javazes, em Mértola (Beja); Cintados, em Tavira (Faro); Achada da Madeira, S. Vicente (Madeira); Monte Brasil, em Angra do Heroísmo (Açores) são as 20 localidades identificadas e que têm entre 3 a 150 habitantes.
 
 
#MissaoContinente #LuzesComPresença
 
Instituições apoiadas pela Campanha ‘Luzes com Presença’:
Associação SOS Voz Amiga
Cruz Vermelha Portuguesa
Centro Social N. ª Sr.ª do Extremo (Vila Pouca de Aguiar)
Espaço T - Associação para o apoio à integração social e comunitária (Porto)
Aldeias Humanitar - Associação de Solidariedade Social (Sernancelhe)
Associação Mais Proximidade (Lisboa)
ACASO – Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão
DTC Social – Doing Things to Connect
Associação Coração Amarelo (Porto de Mós)
CRESAÇOR – Cooperativa Regional de Economia Solidária (S. Miguel)
Viver de Afetos - Associação de Desenvolvimento Comunitário Câmara de Lobos Viva (Madeira)

Tags:

Subscrever

Media

Media