Missão Continente cria Conselho Estratégico

“Prioridades de intervenção social em Portugal: Como construir o futuro?” foi o mote da Sessão Plenária do novo ‘Conselho Estratégico da Missão Continente’, que se reuniu em Lisboa, com representantes de áreas fundamentais da sociedade portuguesa, para debater propostas para intervenção social.
 
Para constituir o novo Conselho Estratégico da Missão Continente estiveram presentes Alexandra Azevedo, Presidente da Quercus; António Guerreiro de Brito, Presidente do Instituto Superior de Agronomia; Carla Nunes, Diretora da Escola Nacional de Saúde Pública; Helena Real, Secretária-Geral da Associação Portuguesa de Nutrição, em representação de Célia Craveiro, Presidente da APN; Fernando Gomes, Presidente da Federação Portuguesa de Futebol; Alexandra Figueiredo, Vogal do Conselho Diretivo da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, em representação de Filipa Henriques de Jesus, Presidente da ANQEP; Filipe Almeida, Presidente da Estrutura Missão Portugal Inovação Social; Francisco George, Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa; Helena Duarte, Chefe do Departamento de Projetos Especiais e Relações Institucionais do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, em representação de Francisco Sá, Presidente do IAPMEI; Gonçalo Lobo Xavier, Diretor-Geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição; Hunter Halder, Presidente da Re-food e Ana Sofia Ferreira, membro da Direção da Re-food; Isabel Jonet, Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome; Eulália Alexandre, Subdiretora-Geral da Educação, em representação de José Vítor Pedroso, Diretor-Geral da Educação; Karin Wall, Diretora do Instituto de Ciências Sociais; Luís Jacob, Presidente da RUTIS – Rede de Universidades Seniores; Pedro Santa Clara, Diretor da 42 Lisboa; e Sandra Ribeiro, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género. Inês Azevedo, Presidente da Sociedade Portuguesa de Pediatria, integra também o grupo dos Conselheiros Estratégicos convidados. 
 
Tendo em conta o contexto social desafiador que atravessamos, repensámos o modelo estratégico da Missão Continente, que conta agora com o contributo dos mais altos representantes de entidades com relevância na sociedade portuguesa, com o objetivo de avaliar e delinear estratégias e desenvolver iniciativas que respondam aos mais prementes desafios sociais” explica José Fortunato, presidente da Missão Continente.
 
Nesta primeira reunião anual, o novo Conselho Estratégico da Missão Continente identificou as áreas da sociedade cujas necessidades de intervenção são mais prioritárias.
 
Para o presidente da Missão Continente “o novo modelo Estratégico permite envolver todas as entidades representativas da comunidade, percebendo quais os grandes temas, desafios e problemas do contexto social atual e futuro. Continuamos empenhados em continuar a criar valor social nas comunidades onde nos inserimos, com o propósito e a ambição de gerar e ajudar a criar impacto positivo na sociedade, em prol de um futuro cada vez melhor”.
 
O novo Conselho Estratégico vai permitir à Missão Continente trabalhar consistentemente ao longo do ano, com todos os parceiros sociais, através de um conjunto de iniciativas a definir.

Tags:

Subscrever

Media

Media