Balanço da Cushman & Wakefield revela dinamismo do mercado imobiliário nacional

  • Procura de escritórios no primeiro trimestre do ano mantém-se dinâmica na Grande Lisboa, com a forte limitação de espaços a incentivar os negócios de pré-arrendamento 
     
  • Entre janeiro e março foram registados mais de 180 negócios de retalho, equivalentes a uma ocupação de 35.000 m²
 
  • Volume de investimento entre janeiro e abril está perto dos €700 milhões, com o setor de retalho a representar quase metade deste valor.
     
  • Mercado Industrial & Logístico deverá ser impulsionado pela expansão dos retalhistas alimentares e pelo e-commerce

Tags:

Sobre nós

Multinacional dedicada a serviços imobiliários de consultoria e research, estratégia de portfólio e gestão de risco.

Subscrever