DHL lança Relatório de Tendências de implementação de digital twins para melhoria de operações logísticas

? Descida de custos de tecnologias-chave abrem portas para maior adoção

? Variedade de aplicações para digital twins em logística

? DHL convida clientes e parceiros a explorar o potencial dos digital twins

A DHL acaba de lançar o novo Relatório de Tendências “Digital Twins em Logística”, no âmbito do primeiro Internet of Things (IoT) Day do Centro de Inovação da DHL da Alemanha. O relatório explica o conceito e a ascensão dos digital twins e de que forma criam valor acrescentado. A tecnologia, que envolve o uso de modelos digitais para melhor entender e gerir ativos físicos, já se encontra estabelecida em alguns setores e tem potencial para melhorar significativamente as operações de logística.

Um digital twin é uma representação virtual e única de algo físico que monitoriza e simula o estado físico e o comportamento desse mesmo objeto. A cópia digital está continuamente ligada ao objeto físico e vai sofrendo atualizações para refletir as mudanças do mundo real. Aplicados a produtos, máquinas e até mesmo a ecossistemas corporativos, os digital twins podem revelar insights do passado, otimizar o presente e até prever o desempenho futuro.

“O mercado de digital twins deve crescer mais de 38% por ano, ultrapassando a marca dos 26 mil milhões de dólares até 2025”, explica Matthias Heutger, Senior Vice President, Global Head of Innovation & Commercial Development da DHL. “Os digital twins oferecem recursos incomparáveis para localizar, monitorizar e diagnosticar ativos. Estes vão mudar as cadeias de fornecimento tradicionais, com uma variedade de opções que facilitam a tomada de decisões baseada em dados e colaboração, processos de negócios simplificados e novos modelos de negócios. Estamos empenhados em trabalhar com os nossos clientes e parceiros para explorar em conjunto as diferentes aplicações desta solução na nossa indústria”, acrescenta o responsável.

Aplicações dos digital twins na logística

Os digital twins podem ter uma grande variedade de aplicações ao longo de toda a cadeia de valor da logística, incluindo a gestão de frotas de contentores, monotorização de envios ou a projeção de sistemas de logística. Os sensores de IoT em contentores individuais, por exemplo, mostram a sua localização e monitorizam possíveis danos ou contaminações. Estes dados são enviados para um digital twin da rede de contentores, que utiliza sistemas de machine learning para garantir que os contentores são enviados da forma mais eficiente possível.

Os digital twins podem ser aplicados não apenas a ativos individuais, mas também a redes e ecossistemas inteiros, como armazéns, combinando um modelo 3D das instalações com dados operacionais e informações de stock. O sistema seria capaz de fornecer uma visão geral do estado das máquinas e da disponibilidade do produto e poderia fazer previsões e tomar decisões de forma autónoma sobre o stock ou as entregas. O mesmo princípio se aplica a grandes centros logísticos ou redes globais de logística.

Markus Kückelhaus, Vice President, Innovation and Trend Research, DHL Customer Solutions & Innovation, afirma: “Graças à IoT, computação em nuvem, inteligência artificial e a ferramentas avançadas de visualização, os digital twins estão a tornar-se uma opção cada vez mais atraente e acessível para as empresas. No entanto, reunir estas e outras tecnologias relevantes numa solução twin totalmente digital é uma tarefa complexa e desafiante. A estreita colaboração entre todos os parceiros ao longo da cadeia de valor é, portanto, essencial para aproveitar o potencial desta medida na totalidade.”

No Relatório de Tendências, a DHL examina os desafios desta implementação, como as preocupações com a segurança cibernética, mas salienta que os negócios para implementar os digital twins estão a tornar-se cada vez mais atrativos. À medida que as tecnologias relacionadas com esta solução se tornam mais confiáveis e acessíveis, empresas de vários setores veem o valor dos digital twins como inestimáveis na gestão de sistemas complexos de ativos em tempo real e no aumento da eficiência de processos. O relatório conclui com a necessidade de investimento e mudança para a implementação bem-sucedida dos digital twins na logística.

O Relatório de Tendências: “Digital Twins na Logística - Uma perspetiva da DHL sobre o impacto dos digital twins na logística” está disponível para download gratuito em http://logistics.dhl/digitaltwins

50 Anos da DHL

Em 2019, a DHL comemora 50 anos desde a sua fundação por três empreendedores, em São Francisco, em 1969. A DHL começou como disruptora na indústria tradicional de transportes, contornando a burocracia com um serviço inovador de entrega de documentos por via aérea, durante a noite. Desde então, a DHL tornou-se parceira global de inúmeras empresas, com cerca de 380.000 colaboradores, em mais de 220 países e territórios que cobrem todo o espectro de logística e serviços da cadeia de fornecimento. O foco no cliente e a atitude ‘can do’ da DHL impulsionam cinco décadas de inovação - da DHL 1000, um dos primeiros computadores de processamento de texto no mundo, à utilização das StreetScooter, um veículo de transporte ecologicamente mais eficiente, ativado por um sistema elétrico desenvolvido pelo Grupo Deutsche Post DHL. Com o compromisso da Missão 2050 para atingir emissões zero em todo o grupo até 2050, a DHL continua a ser pioneira no setor de logística.

DHL – A companhia de Logística para o mundo

A DHL é líder global de mercado na indústria da logística. As diferentes divisões da DHL oferecem um portfolio sem rivais em serviços de logística, desde a entrega nacional ou internacional, às soluções de transporte e atendimento e-Commerce, ao transporte expresso internacional, aéreo, marítimo e rodoviário, até ao abastecimento industrial de cadeias de gestão (industrial supplychain management). Com cerca de 380 mil membros, e presente em mais de 220 países e territórios em todo o mundo, a DHL liga pessoas e negócios de forma segura e de confiança, permitindo fluxos comerciais globais. Com soluções especializadas para mercados e indústrias em crescimento, incluindo tecnologia, ciências da vida e saúde, energia, automóvel e retalho, a DHL tem demonstrado o seu compromisso para com a sua responsabilidade corporativa e investido numa presença forte nos mercados em desenvolvimento, posicionando-se de forma decisiva como “A companhia de Logística para o mundo”.

A DHL faz parte do Grupo Deutsche Post DHL. O Grupo gerou receitas superiores a 61 mil milhões de euros em 2018. 

A DHL Express Portugal tem como atividade o transporte expresso internacional de encomendas e documentos, servindo a totalidade do território nacional através de 10 instalações e mais de 350 lojas da rede de servicepoints com serviço expresso. Uma equipa de mais de 500 especialistas e uma frota composta por cerca de 200 veículos operacionais e 2 aviões dedicados garantem diariamente a ligação de Portugal com os grandes centros operacionais em todo o Mundo.

Tags:

Sobre nós

A DHL Express Portugal tem como atividade o transporte expresso internacional de encomendas e documentos, servindo a totalidade do território nacional através de 10 instalações e mais de 350 lojas da rede de servicepoints com serviço expresso. Uma equipa de mais de 500 especialistas e uma frota composta por cerca de 200 veículos operacionais e 2 aviões dedicados garantem diariamente a ligação de Portugal com os grandes centros operacionais em todo o Mundo.

Subscrever

Media

Media