Projeto artístico abrange cerca de 800 alunos do 1.º Ciclo de Aveiro e Coimbra

O projeto Escolíadas Júnior está a ser desenvolvido nos agrupamentos de escola Rainha Santa Isabel (Coimbra) e Esgueira (Aveiro) e apresenta um espetáculo de teatro e dança sobre o tema do espaço e das relações humanos. Este sábado, 30 de março, sobem ao palco os alunos do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel (Coimbra), e no sábado seguinte, 6 de abril, é a vez do Agrupamento de Escolas de Esgueira (Aveiro). Escolíadas Júnior pretende promover a inclusão das Artes na Educação e despertar o interesse das crianças pelas expressões artísticas.

Este sábado vai ser um dia diferente para as crianças do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel (Coimbra) que vão subir ao palco do Centro de Congressos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e apresentar o resultado do trabalho desenvolvido durante os últimos três meses no âmbito do projeto Escolíadas Júnior. Os espetáculos acontecem em 3 sessões com o seguinte programa: 10h30 – Escolas de Souselas, Loreto e Brasfemes, 14h15 – Escolas de Trouxemil e Adémia, 16h30 – Escolas de Larçã, Marmeleira e Eiras.

O projeto Escolíadas Júnior é apoiado pela Fundação Altice Portugal e por fundos europeus no âmbito do Programa Operacional Capital Humano (POCH), e promove a inclusão das Artes na Educação, mais precisamente no 1.º Ciclo, através da realização de atividades de expressão dramática com as crianças, ao longo de um trimestre, e culminando na apresentação de espetáculos destinados a toda a comunidade local. A Associação Escolíadas é a responsável pela dinamização deste projeto nas escolas.

Neste segundo período, o projeto está a ser desenvolvido nos agrupamentos de escola Rainha Santa Isabel (Coimbra) e Esgueira (Aveiro). As atividades decorrem no tempo letivo dedicado à Área de Expressões. Ao longo do processo, as crianças dão os primeiros passos na Expressão Dramática e no Teatro, passando pela experiência do processo criativo até ao produto final: o tema escolhido é preparado e os trabalhos são realizados nas escolas, através de sessões de trabalho com os professores e os alunos, de ensaios e da construção de adereços e cenários. O resultado deste trabalho é apresentado à comunidade num espetáculo final. Ao longo de todo o processo criativo, a Associação Escolíadas e profissionais das mais diversas áreas – como teatro, dança, música, animação socioeducativa - garantem o apoio e preparação das crianças.

ESPETÁCULOS EM AVEIRO NO DIA 6 DE ABRIL

Também os alunos do Agrupamento de Escolas de Esgueira têm vindo a ensaiar os seus papéis para subir ao palco no sábado seguinte, dia 6 de abril, no Avenida Café-Concerto (Edifício Avenida) em Aveiro, com os seguintes espetáculos: 10h30 – Escolas da Alumieira e Escola de Esgueira (1.ºA, 3.º A), 12h15 – Escola de Esgueira (1.º B, 2.º A, 2.º B, 3.º B, 4.º A), 14h30 – Escola de Esgueira (1.º C, 2.º C, 3.º C, 4.º B, 4.º C), 16h15 – Escola Quinta do Simão e Escola de Esgueira (1.º D, 2.º D, 3.º D, 4.º D).

O tema do espetáculo, “Era uma vez o Espaço”, tem um enfoque no imaginário infantil e desenvolve as ideias da importância de cuidar de si, do próximo e do mundo à nossa volta, ao mesmo tempo que aborda algumas matérias lecionadas na escola. Numa viagem pelo espaço e a planetas desconhecidos, as personagens da história procuram a resposta aos problemas da Terra e da Humanidade, encontrando exemplos de harmonia e solidariedade.

O projeto Escolíadas Júnior teve a sua primeira edição em 2014, no Agrupamento de Escolas da Mealhada, e tem vindo a crescer de forma sustentada, estendendo-se aos concelhos de Coimbra e de Aveiro. No presente ano letivo 2018-2019, o projeto está presente em quatro agrupamentos de escola.

Tags:

Sobre nós

Associação Recreativo-Cultural que visa apoiar a prática de actividades artísticas por grupos de alunos e professores do ensino secundário, criando o gosto passivo e activo pelas Artes em geral, promovendo a cidadania e o espírito de grupo, demonstrando a toda a comunidade as capacidades culturais e artísticas que se podem desenvolver ao nível de um estabelecimento de ensino.

Subscrever