Descubra o que comem os bichos de pata articulada e desvende o mistério da metamorfose

A exposição Bichos de Pata Articulada tem novos motivos de visita. Já a partir deste domingo, entre as 16h00 e as 17h00, os visitantes da exposição temporária do Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra têm a oportunidade de acompanhar o processo de alimentação e ainda de desvendar o mistério da metamorfose dos artrópodes.

A dar a conhecer animais vivos como grilos, escorpiões, escaravelhos exóticos, bichos-folha, caranguejos, centopeias ou aranhas, de que é exemplo uma magnífica tarântula, a exposição Bichos de Pata Articulada está patente ao público no Exploratório, de terça a sexta-feira entre as 09h30 e as 17h30 e aos sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 18h00.

A partir deste domingo e em todos os que vão seguir-se, sempre entre as 16h00 e as 17h00, os visitantes da exposição podem contar com uma atividade onde vão encontrar resposta à pergunta O que comem os nossos Bichos?, participando na alimentação dos artrópodes – palavra que significa, literalmente, “pata articulada” –, e desvendado um pouco do mistério que envolve a metamorfose, ficando a conhecer melhor o ciclo de vida destes animais.

Ao explorar o tema da alimentação, pretende-se esclarecer alguns aspetos importantes do papel dos artrópodes nos diversos níveis da cadeia alimentar. Assim, é possível perceber melhor a sua importância ecológica, desmistificando medos e receios que ainda provocam.

A coincidir com a hora do” lanche” dos bichos, na atividade que o Exploratório agora propõe aos seus visitantes será feita a alimentação de alguns animais em cada um dos seus terrários, seguida de um momento de esclarecimento relativo ao seu ciclo de vida e função ecológica, ressalvando alguns aspetos que despertam maior curiosidade e fascínio em todos os visitantes. Destes, destaque para a larva gigante de escaravelho que vive, há mais de dois anos, escondida debaixo da terra, no berçário da exposição Bichos de Pata Articulada.

Apresentada em 2018 na Figueira da Foz e, em 2019, no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, Benedita, a exposição integralmente pensada e produzida no Exploratório, está a ser apresenta no espaço de exposições temporárias do Centro Ciência Viva de Coimbra. Em 22 módulos, a exposição científica reúne um conjunto de informações e elementos interativos sobre os artrópodes, com animais vivos em habitats simulados em terrário.

Tags:

Subscrever

Media

Media