Cláudia Varejão é a artista convidada da 8.º edição do Family Film Project - Festival Internacional de Cinema

Cláudia Varejão é a artista convidada da 8.ª edição do Family Film Project – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia que decorre entre 14 e 19 de outubro no Porto. Com uma obra de imensa sensibilidade, muitas vezes versada sobre quotidianos familiares e comunitários, esta cineasta apresenta – pela primeira vez na sua cidade de origem – uma amostra abrangente do seu trabalho premiado internacionalmente. 

“Ama-San”, a sua mais recente longa-metragem, é exibida na noite de abertura do festival, a 14 de outubro, no Cinema Trindade. O documentário acompanha o quotidiano de três mulheres japonesas que há 30 anos mergulham em apneia arriscando a vida em busca de ostras, algas e outros tesouros do mar. Rodado entre o silencioso mundo subaquático e a vida rural no exterior, este olhar resulta num retrato único de uma tradição com mais de 2000 anos que tende a extinguir-se.

“No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos”, documentário rodado em 2016 para assinalar os quarenta anos da Companhia Nacional de Bailado, é apresentado pela realizadora na cerimónia de entrega de prémios do festival, a 18 de outubro, no Passos Manuel. A primeira longa-metragem de Cláudia Varejão retrata o dia-a-dia rigoroso de bailarinos, coreógrafos, músicos, ensaiadores, costureiras, técnicos de luz, som e toda uma vasta equipa que permite que a dança percorra as salas de ensaio e se alongue pelos corredores até chegar ao palco. No mesmo dia, à tarde, Cláudia Varejão participa numa conversa sobre a sua obra moderada pelo crítico de cinema Luís Miguel Oliveira.

A 19 de outubro, último dia do festival, o Passos Manuel recebe a trilogia das curtas-metragens “Fim-de-semana”, “Um dia Frio” e “Luz da Manhã”, filmes que abordam questões do quotidiano e da vivência familiar.

Desde a sua primeira edição, o Family Film Project tem reservado um destaque a realizadores convidados internacionais – Alina Marazzi (2015), Péter Forgács (2013), Tomer Heymann (2012) e Jonas Mekas (2012) – e nacionais – Daniel Blaufuks (2018), Regina Guimarães (2017), João Canijo (2016) e Luciana Fina (2015). O ciclo que o Family Film Project agora dedica à realizadora Cláudia Varejão dá continuidade ao objetivo do festival de homenagear – pelo quarto ano consecutivo – o cinema português e os seus cineastas.

A 8.ª edição do Family Film Project decorre no Cinema Trindade, Passos Manuel, Maus Hábitos e Coliseu Porto Ageas e conta com um programa variado que homenageia o registo criativo da memória, o experimentalismo da imagem, o cinema da intimidade e o olhar antropológico. Com as suas habituais sessões competitivas, masterclasses, eventos performativos e vídeo-instalações, o festival coloca-se, uma vez mais, sobre as fronteiras concetuais do cinema e no diálogo que este estabelece com outras artes e áreas do pensamento.

O programa completo será anunciado em conferência de imprensa no dia 25 de setembro, pelas 11h00, no Maus Hábitos.

CICLO CLÁUDIA VAREJÃO

SESSÃO 1 / 14 OUT – 21H30 – CINEMA TRINDADE
AMA-SAN ????
2016 | Portugal, Suíça, Japão | DOC | 112’

CONVERSA / 18 OUT – 18H30 – PASSOS MANUEL
INTRODUÇÃO À OBRA DE CLÁUDIA VAREJÃO 
Por Luís Miguel Oliveira (crítico de cinema)

SESSÃO 2 / 18 OUT – 21H30 – PASSOS MANUEL
+ Entrega de Prémios
NO ESCURO DO CINEMA DESCALÇO OS SAPATOS
2016 | Portugal | DOC | 104’

SESSÃO 3 / 19 OUT – 17H00 – PASSOS MANUEL | 54’
FIM-DE-SEMANA
2007 | Portugal | FIC | 9’
UM DIA FRIO
2009 | Portugal | FIC | 27’
LUZ DA MANHÃ
2012 | Portugal | FIC | 18’

Tags:

Sobre nós

Ciclo de vídeo e cinema que explora diversas possibilidades em torno da temática família / familiar.

Subscrever

Media

Media