Private Collection regressa com performances de Aurora Pinho, Beatriz Albuquerque, Cesário Alves, Mara Andrade e Rebecca Moradalizadeh

O Family Film Project – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia – retorna ao Porto entre 14 e 19 de outubro. À semelhança dos últimos anos, o festival volta a incluir na sua programação o Ciclo Private Collection, com propostas performativas de abordagem ao arquivo, à memória, ao corpo e às imagens. Nesta edição, serão apresentados, a 15 de outubro, os trabalhos de Aurora Pinho, Beatriz Albuquerque, Cesário Alves, Mara Andrade e Rebecca Moradalizadeh.

O Ciclo Private Collection arranca às 19h00, no Coliseu Porto Ageas, com Diaporama V.2, de Cesário Alves, uma viagem no tempo através de diapositivos de 35 mm encontrados em diversas partes do mundo, revelando fotografias pessoais de autores desconhecidos, que se misturam com desperdícios da projeção de filmes em película e gravações áudio em fita magnética da era analógica.

Às 20h30, no mesmo local, a luso-iraniana Rebecca Moradalizadeh volta ao Family Film Project com um novo jantar-performance: Landmarks #5 - The Delay or Vicious Cycle. Este projeto reflete um conjunto de questões de índole pessoal e biográfica referentes à descendência iraniana, associadas a identidade, território, memória, arquivo, viagem e família tendo como recursos principais de expressão as artes visuais, a performance art e a gastronomia.

Às 22h00, a rEVOLUÇÃO de Beatriz Albuquerque começa na Praça dos Poveiros e termina no Maus Hábitos. Recordar e relembrar as lições da memória acerca da revolução são a base da desta performance onde a artista leva mais longe as suas experiências, criando a capacidade de usar vivências passadas para determinar o caminho futuro. Também no Maus Hábitos, às 22h45, Mara Andrade apresenta A Morte do Artista / Not My Cup of Tea, um ato em progresso, um excerto de “Aqui e Agora” que oferece uma história, uma dança, uma canção e um chá.

O ciclo de performances termina às 23h15 com Nymphomaniac, da artista e música Aurora Pinho, um trabalho que analisa e reforça uma visão distópica da sexualidade e do corpo.

O ciclo Private Collection tem entrada gratuita, à exceção do jantar-performance de Rebecca Moradalizadeh, que custa 15 euros e requer inscrição antecipada.

Programa completo: familyfilmproject.com

Tags:

Sobre nós

Ciclo de vídeo e cinema que explora diversas possibilidades em torno da temática família / familiar.

Subscrever

Media

Media