Fraunhofer Portugal Challenge aposta na investigação nacional

Seja para simplificar processos e tarefas, diminuir o isolamento social, apresentar novas soluções, criar ferramentas de lazer, entre muitas outras possibilidades, o que é certo é que, mais do que nunca, a ciência e a tecnologia assumem agora um papel de destaque na sociedade. São estas inovações, estas ideias que podem dar origem a soluções tecnológicas de grande impacto e benefício para a sociedade, que o centro de investigação Fraunhofer AICOS (FhP-AICOS) quer destacar e premiar através do concurso Fraunhofer Portugal Challenge. A decorrer anualmente há 10 anos, este concurso de ideias conhece agora a sua 11ª edição e pretende premiar as melhores propostas baseadas em teses de Mestrado e Doutoramento, realizadas em universidades portuguesas.

O objetivo do Fraunhofer Portugal Challenge 2020 continua a ser distinguir os melhores trabalhos de investigação com utilidade prática desenvolvidos em Portugal. Trata-se de um concurso de ideias organizado anualmente e é dirigido a estudantes e investigadores de todas as universidades portuguesas. As ideias a concurso devem contemplar uma vertente prática, ou seja, devem ser orientadas para o mercado, com aplicabilidade na indústria ou no quotidiano da vida das pessoas. As candidaturas decorrem até dia 31 de julho.

A oportunidade está lançada e o FhP-AICOS volta a desafiar a criatividade dos cientistas portugueses. As melhores ideias nas áreas de Inteligência Artificial, Sistemas Ciber-físicos, Design Centrado no Utilizador e Ciências Relacionadas vão ser galardoadas. O concurso envolve duas categorias, Mestrado e Doutoramento, sendo premiados três finalistas em cada uma delas (seis no total). O valor global dos prémios científicos é de 9 mil euros.

As candidaturas podem ser submetidas em www.challenge.fraunhofer.pt, até dia 31 de julho de 2020. Serão aceites candidaturas baseadas em teses de Mestrado e Doutoramento que tenham sido submetidas para defesa nos anos letivos de 2018/2019 e 2019/2020.
Organizado desde 2010, o Fraunhofer Portugal Challenge procura encorajar a cooperação entre a indústria e a comunidade científica, motivando e premiando a investigação de utilidade prática através da atribuição de um prémio a estudantes e investigadores que melhor contribuam para a filosofia que sustenta a visão do Fraunhofer AICOS: criar soluções tecnológicas com impacto positivo na vida das pessoas, bem como a sua missão de criar ‘Tecnologia Notável, Fácil de Usar’ (Remarkable Technology / Easy to Use).
 
Sobre a Fraunhofer Portugal
A missão da Fraunhofer Portugal - de desenvolver investigação com aplicabilidade prática para o desenvolvimento económico e melhorar a vida das populações - materializa-se, atualmente, através do centro de investigação Fraunhofer Portugal Research Center for Assistive Information and Communication Solutions (AICOS), localizado no Porto e surgido em 2009 no seguimento de uma parceria entre a Sociedade Fraunhofer (Fraunhofer-Gesellschaft), a Fundação para a Ciência e a Tecnologia e a Universidade do Porto.
Com uma equipa de cerca de 80 investigadores contratados e uma carteira de clientes de diversas áreas de negócio como a saúde, agricultura, retalho ou energia, o AICOS apresenta competências consolidadas nas áreas de Design Centrado no Utilizador; Inteligência Artificial; Sistemas Ciber-Físicos.
A análise do utilizador nos seus diversos ambientes, a visão computacional, os sistemas cognitivos e de apoio à decisão e a internet das coisas são algumas das áreas em estudo neste centro de investigação que dedica a sua atividade à investigação aplicada e ao sucesso dos seus clientes, com os quais atua em estreita colaboração para o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras, intuitivas, acessíveis e ubíquas. Atualmente, o AICOS foca-se nos seguintes temas de inovação: soluções cognitivas conectadas; agricultura digital; inteligência artificial responsável; tecnologia de saúde descentralizada; e viver e envelhecer com dados.
O percurso do AICOS é marcado por colaborações institucionais e comerciais que resultam numa vasta rede de parceiros ativos. Desde 2009, o AICOS participou em 10 projetos europeus e estabeleceu parceria com mais de 150 instituições em 31 países.

Tags: