Galp coloca em operação 10ª unidade flutuante de produção de petróleo e gás natural no pré-sal brasileiro

Unidade P-68 determinante para manutenção da trajetória de crescimento da produção de petróleo e gás natural da Galp
? Capacidade de processamento diário de 150 mil barris de petróleo e 6 milhões de m3 de gás natural
? P-68 opera a 230 km da costa em águas com uma profundidade de 2,280 metros e estará ligada a 10 poços produtores

A Galp e os seus parceiros no consórcio BM-S-11A colocaram hoje em operação na região do pré-sal da bacia de Santos uma nova unidade flutuante do tipo FPSO, a P-68, que será de-terminante para a manutenção da trajetória de crescimento da produção da Galp no Brasil, do qual é o terceiro maior produtor de petróleo e gás.

Esta unidade, a décima a entrar ao serviço da Galp no Brasil, irá desenvolver a acumulação de Berbigão, assim como o flanco oeste de Sururu. O potencial comercial destes campos é suportado numa extensa base de recursos, que contém petróleo de alta qualidade e de baixo teor de enxofre, assim como gás natural associado.

A unidade foi concebida especificamente para operar em projetos do pré-sal da bacia de Santos, com capacidade para processar diariamente 150 mil barris de petróleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural.
A FPSO encontra-se a aproximadamente 230 km da costa do estado do Rio de Janeiro, an-corada a uma profundidade de água de 2.280 metros. Está previsto que a FPSO P-68 seja interligada a um total de 10 poços produtores e sete injetores.

A produção de petróleo e gás natural da Galp no Brasil aumentou 17% no terceiro trimestre em termos homólogos, para uma média de 111,3 mil barris por dia, representando nove em cada dez barris produzidos pela empresa.
A Galp, através da subsidiária Petrogal Brasil, tem uma participação de 10% no consórcio que desenvolve o bloco BM-S-11A. A Petrobras é a operadora com uma participação de 42,5%, cabendo à Shell Brasil Petróleo Ltda. 25% e à Total E&P do Brasil Ltda. os restantes 22,5%.

As acumulações de Berbigão e Sururu estão ainda sujeitas a processos de unitização. Estes Acordos de Individualização de Produção foram submetidos à ANP e encontram-se pendentes de aprovação por parte do regulador.

Sobre a Galp
A Galp é uma empresa de energia de base portuguesa, de capital aberto com presença internacional. Desenvolvemos soluções eficientes e ambientalmente sustentáveis em todas as fases da cadeia de valor do setor energético, tanto nas nossas operações, como na oferta integral que fazemos aos nossos clientes, sejam indústrias, empresas de todos os setores ou simples consumidores que buscam as soluções mais flexíveis e competitivas para as suas casas e necessidades de mobilidade. Produzimos e extraímos petróleo e gás natural a partir de reservatórios situados quilómetros abaixo da superfície marítima, mas assumimos o compromisso de dedicar 40% do nosso investimento a projetos que contribuam para a redução global das emissões de CO2, incluindo a produção de energia renovável. Integramos todos os tipos de energia, da eletricidade, ao gás e aos combustíveis líquidos. Contribuímos ainda para o desenvolvimento económico dos 11 países em que operamos e para o progresso social das comunidades que nos acolhem. A Galp emprega 6.360 pessoas. Mais informações em www.galp.com.

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever

Media

Media